O que é Brainstorm | E Como Usar essa Tática nos Negócios

Brainstorming é um método eficaz e popular, conhecido como chuva de ideias, que utiliza diversas ferramentas e práticas para impulsionar o surgimento de soluções criativas a uma questão específica. Nada mais é do que uma reunião onde todos os integrantes podem expor suas sugestões com liberdade e propor variadas soluções, o que estimula participação e a ocorrência de insights, que não aconteceriam em uma reunião tradicional.”

Você deseja aprender o que é brainstorming, para o que ele serve e o passo a passo de como fazer um. Neste artigo você vai conhecer tudo isso e muito mais. Confira!

152 Estratégias para Começar um Negócio Online no Marketing Digital

 Aqui, você vai descobrir:

Vamos lá!

O que é Brainstorming 

Em tradução livre, brainstorming significa tempestade de ideias. É uma atividade, com objetivos definidos, que visa explorar toda a capacidade criativa e intelectual, abrindo espaço para a diversidade de pensamentos e experiências na busca de soluções.

Sabe quando amigos vão fazer uma super festa, mas não sabem que cardápio servir? Esse menu precisa ter um bom custo benefício, ser fácil de ser entregue, ter funcionalidade na hora de servir, além de atender todas as necessidades de gosto e restrições alimentares de cada um dos convidados. 

Para resolver esse dilema vocês resolvem se reunir, presencialmente ou digitalmente, e abrir para livres sugestões. Cada um vai dando sua opinião, as opções vão surgindo, vocês vão eliminando as piores, afunilando, até chegar à solução perfeita que abriga todas essas demandas.

Então, isso acima já é uma estrutura de brainstorming. 

Essa mesma fórmula é uma técnica muito eficaz usada pelas empresas para estimular a criatividade e solucionar problemas. Seja na criação de uma nova campanha, para resolver um problema na logística de entregas ou arrumar alternativas que visem amenizar conflitos em um ambiente de trabalho tóxico e pouco produtivo.

De onde a técnica surgiu

O criador dessa técnica de criatividade foi um publicitário americano chamado Alex Faickney Osborn, que acreditava que exercícios mentais ajudavam a resolver problemas específicos. O método foi desenvolvido em 1942 e, posteriormente, a atividade se popularizou. Hoje ela é considerada a espinha dorsal na gestão de processos, no funcionamento de empresas de marketing, de publicidade e muito mais.

Onde usamos o Brainstorming

A prática é muito versátil e pode ser usada em quase todos os setores e adotada em basicamente todas as áreas da empresa. Sendo comumente mais utilizada na elaboração de campanhas publicitárias e na comunicação de marketing.

Alguns exemplos de uso são:

  • Desenvolvimento de artigos;
  • Reestruturação da logística;
  • Otimização de ideias ou aplicação de novas;
  • Encontrar as melhores palavras-chave;
  • Melhorar o desempenho de determinados setores da empresa;
  • Para fins de branding;
  • Para elaborar o lançamento de um produto;
  • Solucionar gargalos logísticos;
  • Para aprimorar produtos e serviços que sofram com a resistência da persona;
  • Em processos internos da companhia;
  • Para fins de Benchmarking;

 Ou em qualquer outra situação que exista a necessidade.

O único pré-requisito é que exista um objetivo identificado, claro e muito bem definido antes de começar a chuva de ideias.

Quais são os diferenciais e os benefícios de um Brainstorming?

Um dos principais diferenciais do brainstorming  é a capacidade de explorar o potencial de ideias de um grupo de maneira criativa e com baixo risco de atitudes inibidoras.

Entre outras vantagens e benefícios, comparados a outras técnicas, estão:

  • A valorização dos insights;
  • o aumento produtividade das equipes;
  • um ambiente de trabalho mais adequado;
  • níveis de afetividade aumentados;
  • sensação de valorização e envolvimento dos funcionários;
  • aumento da confiança da equipe;
  • melhor comunicação interna;
  • melhores resultados e soluções eficazes e inovadoras;
  • promover melhoria contínua;

 São muitos os benefícios, não é mesmo?

Como promove a interação constante e a valorização de todos os insights, o processo estimula o trabalho em equipe. Assim, uma empresa que investe nesse procedimento vai contar com um ambiente de trabalho mais adequado.

Fora isso, os colaboradores envolvidos no brainstorming tendem a ter os níveis de efetividade aumentados. Isso acontece devido à valorização que eles sentem ao serem envolvidos em uma dinâmica que pode decidir os rumos do negócio. A confiança gerada por esse fenômeno é fundamental para otimizar a comunicação interna.

O que é necessário para fazer um brainstorming

Por mais que seja uma técnica que visa estimular a criatividade livre para a criação de novas ideias, a reunião de Brainstorming não é um bate papo, portanto possui alguns princípios básicos para que funcione. 

É necessária a divisão de funções da equipe, um roteiro mediado por um líder com definição de um tempo, um ambiente adequado, uma seleção dos membros e a divisão do processo entre etapas.

Divisão da equipe

Líder

O líder tem o papel de definir o roteiro e coordenar a atividade. Precisa ser alguém com experiência. Ele tem a função de deixar clara cada etapa para os colaboradores, ser um facilitador e criador de um ambiente confortável para todos, garantindo a ordem e que tudo funcione bem, prezando, sempre,  pela liberdade de expressão.

Membros 

É  necessário definir os participantes. O importante na hora da formação da equipe é focar na diversidade de perfis e de habilidades dos membros, pois, isso faz com que existam diversas óticas diferentes do mesmo problema e, portanto, soluções diversas que podem se complementar.

É  imprescindível,  também, que os colaboradores tenham facilidade para trabalhar em equipe, sem muita competitividade, respeitando tempo de cada um na hora de apresentar suas ideias.

Assistente

É muito importante que alguém desempenhe a função de secretário, escrevendo todas as ideias sugeridas pelos colaboradores, para que nenhum detalhe seja perdido, descartando as ideias repetidas e possibilitando a seleção das melhores.

Ambiente adequado

O ambiente adequado para a realização da atividade deve ser silencioso, confortável,  sem nenhum barulho externo ou interrupções e nivelado igualmente, para dar uma sensação de horizontalidade entre os membros. Além disso, não deve ter espaço para julgamentos ou constrangimentos, fortalecendo a liberdade e participação da equipe. 

Roteiro 

O roteiro deve feito e ser mediado pelo líder, determinando o tempo da atividade, entre outras coisas.

Um exemplo básico e simplificado de roteiro: 

“No dia 03 de março, determinado grupo de até 15 pessoas (incluir nomes), de diferentes áreas, receberão um briefing sobre o problema que será tratado na reunião. Dia 5 de março, às 14h na sala 2 do prédio B ocorrerá a atividade. O tempo para atividade será de 50 minutos. Cada um vai expor sua ideia, começando por quem estiver na primeira cadeira no canto esquerdo da sala. Cada colaborador terá um prazo de 2 minutos para justificar sua ideia, em ordem circular da esquerda para a direita, até que a palavra volte ao primeiro integrante novamente. O assistente irá anotar todas as ideias em local visível, descartar as repetidas e eliminar as que fogem do objetivo. A equipe deve discutir as restantes e selecionar as melhores. 14h50 se encerrará a reunião.”

O processo de brainstorming deve contar com alguns estágios básicos. veja a seguir:


Passo a passo do Brainstorming

Vamos citar aqui alguns estágios do Brainstorming para facilitar o entendimento dessa estrutura. No entanto, é importante salientar que é apenas uma sugestão de etapas de divisão, apenas uma das possíveis. Durante o decorrer do artigo vamos mostrar outras. Vamos lá!

Primeiro passo: Delimitação e exposição do problema ou meta.

O Líder fornece as informações sobre o problema ou meta a ser alcançada (verbalmente ou através de um relatório contendo os dados, fatores a serem levados em consideração e perspectivas).  Após isso, fornece um tempo para eles analisarem e refletirem. Isso será importante para que surjam os primeiros insights e ideias, que serão expostos posteriormente na reunião.

Se, por exemplo, o problema for que o engajamento nas redes sociais está alto, porém pouco desse volume está sendo convertido em leads, terão que ser expostos e analisados todos os relatórios.

Segundo passo: Chuva de motivos

Nesta etapa é feito o reconhecimento da origem e sugestão das causas do problema. 

Após entender a questão, os colaboradores podem dar sugestões sobre a origem do problema e apontar os possíveis motivos.  Nesta fase, é importante que todos apresentem suas opiniões. Para isso, podem escrever no papel 3 frases que resumem os 3 motivos que consideram mais relevantes. Assim todos podem participar.

Encontrar as causas fornece aos colaboradores a possibilidade de encontrar soluções adequadas para o problema, posteriormente.

Terceiro passo: Organização e eliminação

Após as sugestões, é hora de afunilar. Devem-se organizar todos os problema e causas apontadas, eliminar as que fogem do contexto e dar uma atenção aos motivos que se repetem. Nesta fase, diferente da próxima etapa, que será uma chuva de ideias com soluções, a repetição mostra que mais de uma pessoa está enxergando o mesmo problema, portanto merece atenção.

Pode ser útil organizar os problemas por assunto e relevância, hierarquizá-los. Ao fim dessa etapa, chegar a uma conclusão sobre elenco de causas principais.

Quarto passo: Chuva de soluções (principal)

Após o estágio de definição dos problemas, chegamos à fase principal: A criação de ideias criativas para contornar o problema ou para alcançar a meta.

Esta parte pode ser a mais divertida. Muitas empresas fazem uso de post-its, onde cada participante cola a sua ideia no quadro. Pode ter apenas uma ou mais rodadas. Também se pode dar um tempo (pré-definido) para que cada um defenda sua ideia. 

As repetidas são eliminadas e grupo pode começar a debater e fazer perguntas sobre a ideia dos colegas. Após isso, são selecionadas as mais relevantes, levando em conta a sua praticidade, custo-benefício, rapidez e inovação.

Terminada a reunião. Hora de pegar as principais soluções, pensar sobre elas e agir!

Regras do Brainstorming

Confira as regras para realização de um Brainstorming.

  • Quantidade é melhor que qualidade: Aqui a ideia é quantidade, quanto mais melhor. Uma ideia vai puxando a outra. Quanto mais ideias vão surgindo, mais são geradas e se aperfeiçoam.
  • Evite críticas:  É absolutamente essencial no brainstorming que todas as ideias sejam ouvidas e nenhuma ideia seja diminuída ou ridicularizada. Ouça cada uma delas igualmente e gere um ambiente acolhedor para as pessoas falarem. Isso ajuda muito os mais tímidos.
  • Estimule a criatividade: É importante que todos se sintam à vontade para dar suas ideias. Então é bom criar um ambiente que elas possam falar tudo que vem a cabeça. Uma ideia pode ser aperfeiçoada em grupo, “duas cabeças pensam melhor que uma”!
  • Converse sobre como colocar as ideias em prática: Junte as mais relevantes e abra espaço para discussões sobre como implementá-las. Isso pode ajudar a ver erros no processo e levar ao aprimoramento da ideia inicial.
  • Dê feedbacks à equipe: Periodicamente,  fale sobre os resultados e deixe claro o efeito que o brainstorming está causando na empresa. Isso demonstra reconhecimento do trabalho feito e deixa os colaboradores mais felizes e estimulados.

Recapitulando as regras:

Muito se ouve por aí que qualidade é melhor que quantidade, pois então, no brainstorming é diferente. ENTÃO FOQUE NA QUANTIDADE. Outra regra importante é a ausência de críticas, então, sem julgamentos. 

Saia da caixinha e aprecie ideias fora do comum, mesmo que elas pareçam difíceis de serem implementadas, incentive a criatividade e combine as ideias mais relevantes e de feedbacks sobre os resultados para os funcionários. Pronto!

Etapas para seu primeiro Brainstorming

O Brainstorming deve seguir em etapas e cada uma delas conta com alguns cuidados especiais para que sejam eficientes. Nesta parte você poderá rever cada uma das etapas mais detalhadamente e também aprender no que deve prestar atenção em cada uma delas para seu primeiro Brainstorming. Confira!

Quadro de regras

Se for o primeiro Brainstorming da sua equipe é normal que muitos não saibam do que se trata. Então faça um quadro explicando o que é um Brainstorming e suas regras. 

Seleção da equipe

Selecione a equipe que vai participar e explique para ela  o quadro. A seleção da equipe tem que ser cuidadosa, prezando pela variedade de perfis e ter um número pré-determinado. Ter muita gente em uma reunião de  Brainstorming causa confusão e pode mais atrapalhar do que ajudar.

Preparação

A preparação começa com o roteiro, que já  falamos e ensinamos a fazer a alguns tópicos acima. O ideal é apresentar o roteiro para o grupo e explicar os problemas que serão tratados na reunião de brainstorming. 

Após isso entregue um material de introdução sobre o assunto, com relatórios e tudo mais que estiver disponível e dê tempo para eles avaliarem. Esse tempo pode ser de alguns dias ou apenas alguns minutos, dependendo do tamanho do conteúdo e do seu objetivo.

Essa preparação ajuda que a equipe tenha  ideias mais adequadas aos problemas, sem grandes desvios.

Hora da Reunião de brainstorming

Chegada à reunião é hora de todos se sentarem nos seus lugares, a equipe, de preferência, em cadeiras semelhantes, o coordenador em pé ou sentado em um local de destaque e o assistente (se tiver) posicionado onde possa ver e ouvir todos, para tomar nota de cada sugestão.

Após sentarem-se, aguarde alguns instantes para as pessoas se acomodarem, respirarem e para que as ideias sejam colocadas no lugar antes de começar.

A reunião, como dito anteriormente, precisa ser realizada em um local adequado. Onde não tenha nenhuma interferência externa e a equipe possa se comunicar.

Lembre-se que serão pessoas diferentes, portanto alguns pode ser desinibidos e falantes e outros inseguros e tímidos. Por isso é importante utilizar uma técnica que permita que todos participem igualmente. Existem diversas técnicas de brainstorming clássicas, vamos ensinar as principais mais para frente, neste artigo.

Ofereça um tempo para que todos falem  ou escrevam, em poucas palavras, sua ideia. Pode ser uma frase, por exemplo. Se for post-it coloque em um lugar visível e se for falado o assistente pode ir escrevendo no quadro, conforme cada um foi falando.

Dê um tempo para que cada um explique sua sugestão. Cerca de 5 minutos é o suficiente, não mais que 10. Quem precisar de menos tempo pode terminar antes.

Abra espaço para uma maior quantidade de ideias possível e deixe que cada um complemente a ideia do outro com o que vier a mente. Faça a criatividade fluir, estimule, pergunte. Não iniba ideia alguma e NUNCA julgue. 

Se perceber que só alguns estão comentando faça uma dinâmica de um por vez, em círculo, um por um falando até chegar ao primeiro novamente.

Caso for fazer a análise das ideias em outro local, acumule o máximo de ideias possíveis até chegar o horário do fim na reunião.

Apuração

A etapa de apuração também pode ser feita com a equipe. Caso for fazer isso, primeiro descarte as ideias duplicadas. Descarte também as mais fracas, gentilmente explicando o porquê elas não são viáveis. Caso o dono da ideia queira explicar melhor, abra espaço.

Pré-determine um número de ideias e vá afunilando até chegar. Fique apenas com as que tem um bom potencial para a resolução do problema.

Deliberação e decisão

Escolha de 2 a 4 pessoas para essa fase, compare as ideias, delibere sobre as que se destacaram com elas, e comece a aprofundar um pouco mais nas ideias selecionadas. 

Reúna a equipe, relembre o quando a reunião foi produtiva, faça um agradecimento a todos pelo trabalho conjunto e informe as soluções que mais se sobressaíram.


Principais Técnicas de Brainstorming

Existem muitas técnicas diferentes de Brainstorming. Tradicionais, criativas, divertidas estruturadas, não estruturadas e mistas. Algumas das principais, serão apresentadas abaixo. Escolha a que for mais adequada ao seu objetivo e pise fundo!

Técnica do Brainwriting  (tradicional e estruturado)

Esta é uma das técnicas mais tradicionais. Ela é focada em  encontrar 108 ideias em meia hora. O professor alemão Bernd Rohrbach foi o inventor desse esquema, popularmente conhecido como método 6-3-5.

A dinâmica funciona assim:  Uma equipe de 6 pessoas escreve 3 ideias no papel cada uma em rodadas de 5 minutos. Após 6 rodadas serão 108 ideias.

Parece um jogo, é muito bem estruturado e funcional. Muito eficaz quando se quer ideias rápidas e salientar a igualdade de importância dos membros, pois é uma estrutura horizontal que não precisa ter a sugestões ligadas ao autor.

Técnica da Defeitologia (tradicional e estruturada)

Esse tipo de Brainstorming tem o objetivo de detectar os possíveis problemas de um produto ou processo. Ele consiste em gerar ideias sobre os possíveis erros que possam estar sendo reproduzidos. 

Sua estrutura é a mesma dos tradicionais. O problema é apresentado e a equipe faz sugestões. No entanto, não são ideias de soluções e sim de defeitos. 

Em alguns casos,  esse modelo de brainstorming antecede o de soluções, seja em reuniões separada ou em uma mesma reunião dividida em duas etapas.

Técnica do Post-it  (tradicional e estruturada)

Uma das técnicas mais populares e utilizadas de todas. Ela consiste em cada um dos colaboradores escrever sua ideia em um post-it em colar em um quadro visível ou em um mural. Assim as ideias ficam em destaque.

A equipe pode ser dividida em grupos, cada um com uma função e uma cor de papel. Por exemplo: O grupo responsável por apresentar ideias com um bom custo benefício ficam com o papel vermelho, os responsáveis por indicar as ideais mais práticas com o papel azul e os com as ideias mais criativas e diferentes com o papel amarelo. 

Isso faz com que a dinâmica se torne mais interessante e participativa, além de montar uma estrutura que pode ser muito eficaz em alguns casos. Além disso, permite uma visão boa de como a dinâmica está fluindo e para onde está caminhando.

Esse método ajuda muito a enxergar com mais clareza os defeitos que precisam ser contornados. E a equipe pode ser composta por um mix de membros da empresa de diversos setores e clientes.

Técnica da sugestão preparada (tradicional e estruturada)

Ela consiste em trazer as ideias escritas de casa. Funciona da seguinte forma: A empresa prepara o material com todos os detalhes necessários sobre o problema a ser resolvido ou meta a ser alcançada e oferece uma cópia para cada um da equipe.  

Os  colaboradores levam o conteúdo para casa, estudam as informações e pensar em soluções com calma. No dia da reunião, com elas já prontas, cada um apresenta sua sugestão rapidamente. 

O ponto positivo dessa técnica é que possibilita soluções mais elaboradas, que podem crescer em conjunto na reunião depois de expostas. Além disso, facilita para os que não funciona sobre pressão.

Técnica do ídolo (criativa)

Seu ídolo não precisa ser algum ator, escritor ou personalidade. Se for, tudo bem. Mas pode ser um grande mestre, seu chefe, um professor ou alguém que você admira no seu ramo. Famoso ou não, o que vale é ser uma pessoa que você admira. 

O exercício é imaginar o que essa pessoa faria diante daquela questão. O oráculo de muitos religiosos é Jesus. Pensar isso guia a pessoa para a solução que acha mais correta.

Você não precisa ser religioso, esse é apenas um exemplo para que fique mais clara a técnica. 

No momento do Brainstorming você sugere aos participantes que pensem a partir dessa premissa para dar ideias. 

Esse modelo só serve para alguns tipos de problemas ou metas. 

Por exemplo, se a empresa que quer arrumar uma solução para o desperdício de comida ou quiser ser mais consciente socialmente ou ambientalmente. Nesse caso, você pode se espelhar no guru de sua religião ou em o líder de uma empresa exemplar nisso. 

Técnica do Mind Mapping – Mapa Mental  (criativa e estruturada)

O  Mind Mapping é uma estratégia interessante. A questão que será tratada é resumida em 3 palavras que expressam claramente o problema, expresse a ideia e, em cima disso, o grupo começa a trabalhar.

O líder escreva as 3 palavras em um quadro ou em folhas individuais e cada membro começa a conectar ela, por uma linha, às palavras relacionadas, essas a outras e assim por diante. Faz isso até terminar o tempo ou surgir uma ideia incrível.

A única limitação é que, quando feita no quadro, só funciona com equipes pequenas. Essa estratégia em grupos grandes, pode ficar muito confusa. O pró dela é que estimula muito a imaginação, fazendo com que ideias surpreendentes possam surgir.

Brainstorming concreto (tradicional e Criativa)

Essa técnica é muito eficiente, ela consiste em apresentar para a equipe o produto ou objetos que serão trabalhados. Como por exemplo, uma linha de produtos para cabelo que está vendendo pouco e você precisa mudar a embalagem. 

Nesse modelo, você deve levar o produto para a mesa, junto com outros das marcas mais vendidas e deixar a equipe ver, pegar, analisar a diferença e o que torna uma mais atrativa do que a outra. Assim ela pode ter ideias de como melhorar o designer ou a funcionalidade da embalagem. Isso vai depender do que cada um reparar.

Outro exemplo pode ser se você está vendendo equipamentos esportivos. Faça a reunião em uma quadra ou um local ao ar livre, porém não muito barulhento (a não ser que o produto seja protetores auriculares). 

O grupo precisa se sentir no local onde os produtos vão ser utilizados, isso faz com que eles enxerguem  as necessidades do cliente, os desejos e possíveis problemas.

Técnica do “cliente tem sempre razão” (estruturada e criativa)

Essa é uma técnica diferenciada, pois a equipe é composta por clientes da marca. Ela é usada para obter ideias de soluções diretamente da ótica da fonte, ou seja, ninguém melhor para saber o que quer do que o próprio usuário.

Para fazer esse brainstorming você convida clientes, que estão reclamando de um determinado problema ou interessados em algo, para fazer uma reunião em troca de brindes ou descontos. 

Você inicia falando sobre o problema e abre para eles fazem sugestões de ideias de como solucioná-lo ou como melhorar algo. Pode-se até fazer uma pergunta, como por exemplo: “Como seria o produto ou serviço ideal para você?” e deixar a criatividade fluir. Para terminar, cada um escreve uma frase e tem 2 minutos explicar.

Após esse brainstorming, você pode analisar e peneirar as melhores ideias junto com a equipe interna, pensando nas formas de torná-las realidade.

Raios de ideias  (estruturada e criativa)

A principal ferramenta dessa modalidade é o tempo. Todas as ideias precisam ser elaboradas em um tempo pré-determinado. Para isso você pode fazer uso de uma ampulheta (aquele cronômetro com duas partes de areia, que você vira para contar o tempo).

Todas as ideias são anotadas pelo assistente e, a partir disso, ideias relacionadas. O objetivo dessa técnica não é apresentar o conceito, apenas jogar as ideias. Esse é um brainstorming de velocidade e pode ser bem dinâmico e divertido.

Brainstorming oposto (Estruturada e Criativa)

O Brainstorming Oposto é uma técnica que todos estranham a primeira vista, é um método que foca no problema primeiramente e não na solução. Você já deve estar pensando: “que sentido faz isso, se o objetivo é arrumar soluções”. Mas calma que você irá entender.

Ela é uma técnica que faz a equipe trabalhar mais o problema, colocando ele em uma lupa. Mas óbvio que o objetivo é resolver o problema e não tornar ele maior. No entanto, trabalhar a ideia ao contrário pode ajudar a encontrar a solução. 

Ela faz com que erros que estejam passando despercebidos, seja compreendidos 

Por exemplo:

Vamos supor que o objetivo seja criar uma relação com possíveis leads pelo e-mail. 

No entanto, menos 1% da lista está abrindo os e-mails. 

A pergunta do Brainstorming seria: “o que poderíamos fazer para que nossos e-mails sejam ignorados?”

Isso faz com que outros pontos de vista venham à tona. 

Técnica das Soluções inalcançáveis (não estruturada e criativa)

Deixe a imaginação ir longe é o lema. Mesmo que as soluções pareçam impossíveis deixe fluir, sem se preocupar com a execução. Parece não fazer sentido ter ideias que não pode ser executadas, mas faz. Algumas coisas que achamos impossíveis podem ser muito mais executáveis do que imaginamos.

Então para fazer esse tipo de Brainstorming, deixe a equipe livre para dar as ideias mirabolantes. Anote todas. Escolha as melhores. Após isso, podem começar a pensar como tornar essas soluções impossíveis, possíveis. 

O resultado pode surpreender e muito!

Técnica Recursos Infinitos (não estruturada e criativa)

Outra técnica que é mais aberta e bastante parecida com a anterior é a dos recursos  infinitos. Ideia é cortar o foco em orçamento. Pense como o orçamento fosse infinito e todas as ideias fossem viáveis.

Assim como nas outras, você  selecionará. Escolha as mais incríveis. Após isso proponha que tentem implementar a solução com o orçamento disponível.  Ou seja, a lógica de execução se inverte. Você não pensa no orçamento e tenta encaixar a ideia dentro dele, você tem a ideia e tenta encaixar o orçamento nela. 

Técnica das imagens (não estruturada e criativa)

Uma técnica estimulante e que mexe com mecanismos de criatividade do cérebro, o que a torna excelente para brainstorming em empresas de marketing e designer.

Nela é criado um quadro com diversas imagens alusivas ao tema, que podem ser tiradas de um banco de dados pessoal, pago ou banco de imagens gratuitas. Podem ser materiais ou digitais. Isso, faz o participante imergir mentalmente no problema e provoca a criação de ideias. 

O cérebro humano aprende muito mais rápido através de imagens do que textos e isso pode fazer muita diferença no criativo. Ainda mais para soluções de marketing e designer.

Chuva de improviso (Não estruturada e criativa)

Seja como brainstorming principal ou um pré brainstorming, essa técnica é eficiente. Pois é uma forma de descontrair, instigar a criatividade e dar um movimento às ideias.

Ela consiste basicamente em improvisar respostas na hora para questões específicas, o que gera fluxo criativo. A improvisação é muito utilizada no teatro, mas também é uma habilidade inerente às atividades da vida cotidiana. 

Quando não conseguimos pegar o ônibus que estamos acostumados, arrumamos outra forma de chegar ao local né, nem que seja por um trajeto diferente. Se tivermos o costume de ir do centro à gávea de carro por botafogo, mas o Jardim botânico está alagado, vamos pela orla. Se não queremos falar sobre um assunto pessoal, arrumamos uma saída. 

Por isso, por mais que pareça difícil, se o ambiente está tranquilo, temos facilidade em realizar tal tarefa. Para estimular o improviso, pode-se fazer uso de artifícios, como adereços ou imagens.

Essa técnica pode gerar ótimas risadas, o que costuma aumentar a elaboração de ideias. Esse é um método muito bom para ambientes empresariais mais descontraídos ou mesmo para aqueles que estão travados demais e precisam de um estímulo para quebrar o gelo.


Brainstorming Individual 

Quando pensamos em Brainstorming, pensamos em grupo e chovendo ideias de muitas cabeças. Mas nem sempre isso é possível ou muitas vezes não é a melhor estratégia para sua empresa ou para o seu problema.

Quando você é autônomo e trabalha sozinho, por exemplo, se torna impossível um brainstorming em grupo. Essa dificuldade também pode ocorrer quando você tem um grupo de pessoas muito introspectivas ou tímidas ou quando a competitividade entre os funcionários é muito grande, tem muitas brigas ou você já tentou e não funcionou.

São variados os motivos que podem fazer você pensar no individual como a melhor solução. Mas o que importa é como fazer isso. Uma sugestão é fazer mapas mentais, com ideias principais e suas ramificações.

Você pode montar um esquema Como fosse uma árvore genealógica de ideias. As ideias primeiras ideias acima, se fundindo e se conectando, criando novas ideias abaixo e assim sucessivamente 

Um ponto muito positivo é que a disponibilidade de tempo só depende de você, você pode escolher quando e como  fazer e repetir quantas vezes for necessário

Sites e Apps de Brainstorming online 

Muitos sites e aplicativos desenvolveram sistemas de Brainstorming online. Essas ferramentas são muito úteis em diversas situações, como por exemplo:

  • Quando os integrantes estão separados geograficamente;
  • Quando não tem com quem trocar ideias;
  • Quando pode ser bacana ou proveitoso trocar ideias com pessoas ao redor do mundo;
  • Quando você não quer ou não tem como gastar dinheiro fazendo uma reunião fisicamente.

 Alguns desses sites são:

Lucidchart

Como o próprio site diz o Lucidchart é um espaço de trabalho visual que mescla diagramação, visualização de dados e colaboração para acelerar a compreensão e promover a inovação, onde você conta com diversas ferramentas para fazer o seu Brainstorming.

Nele você pode fazer brainstorming online rapidamente, com post-its, mapas mentais e outros recursos visuais fáceis de usar. Crie seu quadro online de post-its ou mapas mentais rapidamente, personalizando um modelo pronto ou gerando seus post-its automaticamente a partir de um arquivo CSV ou texto simples.

Outra vantagem é trabalhar com atualizações em tempo real, em uma plataforma que mostra exatamente o que os membros da equipe estão editando. Você pode escolher o diagrama adequado para suas ideias, orientar sua equipe em todas as etapas do processo e muito mais. 

Stormboard

Esse é outro site que você pode fazer Brainstorming online. Nele você tem um espaço compartilhado para gerar e compartilhar ideias na palma da sua mão. O Stormboard pode ser aberto em também na internet de qualquer dispositivo portátil ou smartphone.

Com um layout intuitivo, você demora apenas alguns minutos para dominá-lo por completo. Nele você pode contar com a possibilidade de colaboração remota de toda a equipe, segurança de dados certificada, modelos de processos disponíveis e notas de reuniões instantâneas. 

Mindmeister 

O site Mindmeister é um dos mais populares. Ele é usado hoje por mais de 14 milhões de pessoas, com mais de 1.5 bilhões de ideias geradas e não precisa ser baixado ou ocupa espaço pois é suportado na nuvem. 

Nele você desenvolve e compartilha ideias e projetos no Windows no Mac OS ou no Linux, além de também poder ser utilizado através do app deles. 

Seja no PC, no note, no tablet ou no smartphone no mindmeister você pode colaborar de qualquer lugar, fazer apresentações impressionantes de forma fácil e gerenciar projetos de um jeito muito simples. 

Além do App do Mindmeister, estão surgindo outros aplicativos para essa função, alguns deles são:

App Solo Brainstorming

O aplicativo Solo Brainstorming é a primeira ferramenta de brainstorming gratuita móvel do gênero. É uma aplicativo muito funcional, nele você faz tudo que precisa para um boa chuva de ideias e  para organizar e planejar todas elas. 

O diferencial do App é sua funcionalidade, você pode realizar o Brainstorming de qualquer lugar. Pode trabalhar no metrô, no parque, no restaurante, na rua, em qualquer lugar que você tenha em mãos um celular.

Ele tem um mecanismo fácil e muito simples de usar, além de ser um aplicativo completamente gratuito e que não possui anúncios. 

APP Brainstormer – Ideas Generator by Brainstorming

Brainstormer é um app de brainstorming, gerador de ideias, disponível em inglês. Nele, você pode usar toda a técnica de chuva de ideias em grupo.

Benefícios do Brainstormer:

– Móvel

– Fácil de aprender e implementar

– Alta quantidade de ideias geradas

– Todos os participantes com conhecimentos e experiências diferentes misturados

– Diversão!

APP Mindly

Mindly é um aplicativo de criação de mapas mentais que ajuda organizar seu próprio universo e na organização de Brainstorming

Ele oferece uma estrutura para seus pensamentos e capturar ideias. Mas também serve para planejar um discurso, fazer anotações, colecionar ideias, planejar um projeto, planejar um discurso, se preparar para uma reunião ou escrever um resumo rápido. 

O App funciona de uma forma muito visual, com a funcionalidade de hierarquizar os elementos, anexar anotações  imagens ou ícones a outro elemento, um esquema de cores para diferenciá-los e você pode exportar o mapa mental para arquivo PDF, OPML ou Text e conta com o suporte ao Dropbox.

O aplicativo tem uma versão gratuita e muito funcional, que dá para ser usada para a maioria das funções. Já a versão completa não tem limitações e oferece uma  gama mais ampla de opções de exportação e funcionalidade.

O Google Documents também é uma grande ferramenta para brainstorming online. Confira!

Google docs

O Google Documents, mais conhecido como google docs, é um recurso que muita gente conhece de cor para o armazenamento e compartilhamento de arquivo, no entanto poucos sabem que pode ser usado como uma ferramenta facilitadora de brainstorming e muito eficiente.   

Os passos para utilizar são: 

  • Crie um novo documento e o compartilhe  com os membros da sua equipe.
  • Forneça permissões para que todos possam editar o documento 
  • Utilize o espaço como um quadro de ideias 
  • Estabeleça um método (exemplo: todos inserem suas ideias em tempo real, para que uma ideia inspire a outra e faca novas surgirem)
  • Todos veem em tempo real quem está escrevendo e pode adicionar comentários nas ideias uns dos outros.

A familiaridade que as pessoas têm com a ferramenta pode ser um dos maiores diferenciais em usar o google docs. Então use e abuse dele para criar um ambiente de colaboração.

No entanto, se mesmo após ler todas as técnicas, estratégias e ferramentas, o seu Brainstorming não está dando certo, quer dizer que você deixou alguma coisa passar. Se esse é o seu caso, aprenda o que fazer abaixo. 

O que fazer se o Brainstorming não está dando certo

Se após o Brainstorming você percebe que houve uma grande variação de ações, quer dizer que a causa não foi bem pré-determinada ou que não foi passada adequadamente para os colaboradores.

Para resolver tal questão é necessário, primeiramente, entender a causa, o problema a ser resolvido ou a meta a ser alcançada , através das seguintes perguntas: o que, por que, onde, quem, quando e quanto. 

Exemplo de perguntas:

O que eu quero alcançar? 

Um aumento na captação de leads por e-mail.

Por que eu quero alcançar?

Porque isso vai me gerar mais vendas.

Onde eu quero chegar? 

Em 20% de aumento .

Quem eu quero alcançar? 

Clientes de meia idade da classe B.

Quando eu quero alcançar?

Em 3 meses. 

Quanto eu posso gastar?

20% do orçamento total. 

Após ter isso bem determinado, você pode passar para sua equipe para que ela possa buscar estratégias de COMO chegar a esse objetivo. 

Outra coisa que podem ser trabalhada é o estímulo da equipe e do ambiente, caso esse seja o problema, com estratégias simples. 

Dicas para estimular o ambiente de Brainstorming 

Essas dicas são fundamentais para criar um ambiente estimulante, veja cada uma delas.

Crie um ambiente amigável 

É muito importante para que o Brainstorming flua bem estabelecer um ambiente onde as pessoas estejam à vontade e sintam que suas ideias serão acolhidas.

Portanto, estimule um ambientes sem muitos julgamentos ou críticas, aberto para que o pensamento flua solto. 

Faça com que as pessoas contribuam com as ideias alheias e não compitam entre si. 

Coloque uma música

A música estimula muito a criatividade. Mas obviamente não qualquer uma, uma série de estudos, como os da Universidade da Califórnia é da University Research in France, comprovaram que a música clássica beneficia o cérebro em termos de diminuição do estresse e ansiedade, aumento da memória e aprendizado. 

Por isso colocar uma música clássica em segundo plano durante a reunião pode ser muito eficaz em termos de fluidez da reunião e aumento da criatividade dos participantes.

Use a técnica mais adequada a sua equipe e ao ambiente da sua empresa

Diversas técnicas foram ensinadas acima. Mas você sabe qual se encaixa mais com a sua empresa e equipe. Pois então, é importante identificar isso.

Saber se no seu caso se encaixa mais uma técnica estruturada, fluida, tradicional ou criativa pode mudar tudo. Para isso é importante conhecer muito bem o seu objetivo e principalmente sua equipe.

Hora de colocar a  mão na massa!

Se você chegou até aqui, já sabe muito bem como  fazer um brainstorming, então é hora de agir. 

Selecione as ideias que mais te agradam, mas saia do lugar comum. Considera as soluções ousadas e arriscadas também. Escolha as que você gosta e apenas depois pense como realizar.

Fazer isso, também pode incentivar a equipe a sair do lugar comum e o resultado prático pode surpreender muito.

Fuja da comodidade de que apenas as ideias adequadas à realidade da empresa devem ser selecionadas.

Sobre o Autor

Alex Vargas
Alex Vargas

Alex Vargas é fundador do Nucleo Expert, empresa especializada na criação de treinamentos de marketing digital e empreendedorismo que tem revolucionado a vida de milhares de pessoas. Chegando em janeiro de 2020, a marca de mais de 110 mil alunos. Ganhou o prêmio de Empreendedor Digital do Ano e Melhor Profissional de SEO do Ano, em 2019 pelo Afiliados Brasil. Alex é reconhecidamente um dos melhores profissionais de marketing do Brasil.

4 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


  1. gratidão, seus conteúdos me ajudam muito,e são muito importante para quem no momento não tem dinheiro para comprar um curso profissional. o material que você disponibiliza gratuito alem de ser ótimo, também de excelente qualidade. gosto muito de aprender com seus vídeos aulas, e assim como também, não só, eu mas, muitas são as pessoas que querem ingressar nessa nova profissão (nova para quem não conhece). gratidão pela sua generosidade e em breve vou está no seu time do formula negocio online.

    • Olá!

      Que legal. Fico feliz em saber que o conteúdo está ajudando e transformando vidas.

      Será um prazer tê-la como aluna.

      Abraço!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.
Telegram