Como Começar uma Introdução Irresistível + Exemplos

A introdução é a parte principal da escrita de um texto, seja em qualquer formato ou contexto em que se encontre. Por isso, saber como começar uma introdução é essencial para o desenvolvimento do seu conteúdo.

É através dela que você vai causar a primeira impressão no seu leitor, que deve ser boa e que possa fisgá-lo como um peixe. A partir daí, você terá a sua atenção para o restante do conteúdo.

Três Passos para Vender como Afiliado na Internet

Para que você construa uma introdução que conquiste quem vai consumir o seu conteúdo, é preciso seguir algumas dicas. Continue lendo que separamos para você algumas delas e tudo para que você saiba como iniciar uma introdução!

  1. O que é uma introdução?
  2. Como Começar uma introdução?
  3. Quais os elementos para começar uma introdução?
  4. 3 Estratégias para começar uma introdução
  5. O que não fazer em uma introdução
  6. Como fazer uma introdução?
  7. Exemplos de como fazer uma introdução
  8. Introdução, Desenvolvimento e Conclusão
  9. Dicas de como começar uma introdução
  10. Não existe uma fórmula mágica para escrever uma introdução
  11. Infográfico – Como Começar uma Introdução

O que é uma introdução?

O que é uma introdução

A introdução é uma das partes mais importantes de um texto, que começa a dar início ao assunto que será tratado no decorrer do artigo. Ela deve conter informações importantes que serão tratadas posteriormente.

Olhando assim parece simples, mas muitos conteúdos da internet não conseguem desenvolver uma boa introdução. Com isso, acabam perdendo relevância no seu site, porque os visitantes não se interessam pelos textos ou vídeos.

Outros ainda, fazem da introdução um breve resumo ou uma parte dos trechos do conteúdo. Mas não é nada disso.

Para que não aconteça isso com o seu conteúdo, vamos ensinar como começar uma introdução e como desenvolvê-la.

Como Começar uma introdução?

Formas de começar uma introdução

Existem várias maneiras de você iniciar uma introdução e fazer com que ela conquiste a atenção do leitor.

Veja os 20 tópicos abaixo de como iniciar uma introdução:

1 – Definir a persona

Tenha sua persona definida

Antes de iniciar o seu conteúdo, você precisa saber para quem ele é destinado, ou seja, para quem você está escrevendo.

Sendo assim, você precisa saber quais os seus objetivos, características e problemas que ela pode estar enfrentando.

Sabendo disso, você pode oferecer uma solução que vai ajudar a sua persona e que deve ser mostrada já na sua introdução. Porém, ao longo do texto você explicará tudo sobre a solução.

Tenha em mente quem está lendo, mesmo que você pense que o seu público é diversificado. Para isso, verifique todas as características, os problemas que estão buscando uma solução e seus objetivos e, com isso, você saberá qual é a sua persona.

A partir disso poderá deixar claro na sua introdução para quem o seu conteúdo foi feito e conseguirá atrair o leitor certo.

2 – Utilizar perguntas na introdução

Utilize perguntas na sua introdução

Utilizar perguntas faz com que você possa entrar na mente do leitor, provocando sentimentos e emoções, como:

  • Você já passou por algo assim?
  • Você já se sentiu desse jeito?

Usando perguntas como as citadas acima, você desperta gatilhos mentais, como o da curiosidade, porque o leitor fica interessado e ansioso em saber como resolver o problema que ele está tendo.

Além disso, as perguntas possuem a função de loops, que são como portas de curiosidades que podem ser abertas na mente do leitor.

Dessa forma, elas precisam ser fechadas no decorrer do conteúdo, o que faz com que o leitor possa responder às suas perguntas e feche todas elas. Afinal, não conseguem ignorar não saber a resposta para as perguntas que foram feitas.

3 – Saber qual é a sua linguagem

Saiba qual linguagem mais adequada para seu público

Saber qual a linguagem que você usará durante o decorrer do seu texto é fundamental.

Como será a sua linguagem: mais descontraída ou mais séria? O seu tipo de linguagem deve ser usado desde a introdução e estar focada na persona, ficando claro para o leitor como o seu conteúdo será trabalhado.

Quando você cria a persona e utiliza a linguagem correta para falar com ela, as chances são maiores dela compreender o texto e aumentar assim o seu engajamento.

4 – Objetivo do conteúdo

Saiba qual o objetivo do seu conteúdo

Tenha sempre definido qual o objetivo do seu conteúdo, ou seja, convencer o leitor de que a sua solução seja uma boa opção.

Para isso, você deve deixar claro até onde ele vai chegar desde a introdução. Dessa maneira, através dela você conseguirá o engajamento que precisa. Além disso, é possível atrair mais leads com um objetivo bem estruturado.

Afinal, um texto sem objetivo não será capaz de gerar engajamento e pode ser esquecido de uma maneira muito rápida por quem leu.

5 – Definir o tamanho que será o seu texto

Tenha em mente o tamanho do texto

O tamanho do conteúdo influencia na introdução que pode ser menor ou maior dependendo dele. Ou seja, a introdução deve ser proporcional ao tamanho do seu texto.

6 – Colocar listas

Faça o uso de listas para ter uma visão geral dos conteúdos.

A utilização de lista no decorrer do conteúdo auxilia para uma melhor visualização pelo leitor. 

Na introdução pode ser usado uma lista com os tópicos ou títulos de tudo que ele encontrará no conteúdo. Isso facilitará para que encontre o que precisa e já se interesse de cara pelo seu texto.

Com isso, o leitor consegue verificar se o seu conteúdo vai ser relevante para ele ou não.

E para convencê-lo a consumir o seu conteúdo, você deve aprender a escrever bons títulos e que demonstram um verdadeiro benefício ou solução.

7 – Destacar a chamada para o leitor continuar lendo

Destaque a chamada para o leitor continuar lendo.

Após a introdução, você deve colocar uma chamada para que o leitor continue lendo e não pare por ali. Portanto, ela deve ser bem pensada e capaz de atrair o leitor para que ele possa continuar.

8 – Usar palavra-chave

Inclua na introdução a palavra-chave

Toda a introdução deve conter a palavra-chave já no começo do conteúdo para garantir um bom posicionamento nos mecanismos de busca e auxiliar na otimização do SEO (Search Engine Optimization).

Fazer uso de todas as estratégias de SEO para melhorar o engajamento do seu conteúdo é algo essencial.

Caso queira aprender mais sobre SEO, clique aqui e veja esse guia que preparei para você.

9 – Utilizar histórias

Conte histórias na sua introdução

Sabemos que as histórias sempre cativam os seus ouvintes, seja em textos ou filmes. Ela tem o poder de conectar as pessoas aos personagens, que muitas vezes estão passando ou já passaram pelo mesmo problema que elas, ainda mais quando possuem valores semelhantes.

Dessa forma, os sentimentos e emoções presentes em uma história traz para o leitor uma aproximação que faz com que ele queira continuar a leitura.

Com isso, acontece uma conexão profunda entre você e leitor. Mas para isso você deve conhecer muito bem a sua persona para obter o impacto desejado e causar empatia.

Alguns sentimentos e emoções que podem gerar uma ansiedade pela leitura do seu conteúdo são o medo e a curiosidade.

E se você quiser aprender mais sobre essa forma de contar histórias e despertar mais sentimentos no seu leitor, você pode aprender sobre Storytelling e conhecer a estrutura que roteiristas escritores utilizam em seus roteiros.

Portanto, quando você contar a história certa do jeito correto, com certeza você vai influenciar o seu leitor de alguma maneira.

10 – Usar citações

Use citações na sua introdução

As citações na introdução podem trazer um grande impacto para quem está lendo, desde que possam ser aquelas que você acredita que serviram para a sua persona e que tenham a ver com o assunto abordado.

Elas resumem grandes conceitos em pequenas palavras, que são no mínimo poderosas. Por isso, quando tiver um assunto complexo para escrever ou não tiver ideia para a introdução, inicie com uma citação. 

Com elas, o seu texto terá mais peso e importância logo no início e despertará a atenção de quem consumirá o seu conteúdo.

11 – Apresentar estatísticas

Apresente dados estatisticos na introdução

A apresentação de informações sobre o tema que você está abordando, como estudos ou pesquisas agrega muito valor a ele.

Além disso, aumenta a credibilidade e autoridade no assunto do seu texto, fazendo com que o leitor leve mais a sério tudo que está sendo lido.

Faça uma pesquisa séria e correta sobre as porcentagens e dados que vão ser informados, e que possam fazer sentido ao conteúdo.

Você também pode fazer uso de estatísticas de outras pessoas desde que dê os devidos créditos no seu texto.

Lembre-se que as estatísticas são ótimas para provar os resultados que já foram conseguidos.

12 – Mostrar o problema

Cite o problema principal no início da introdução

Iniciar a introdução com o problema é uma maneira de fisgar o leitor desde o começo, porque normalmente as pessoas querem uma solução para os problemas que estão passando.

Sendo assim, quando começam a ler algo que já mostra o problema, elas anseiam por saber a solução. Com isso, você pode atiçar a curiosidade delas mostrando que a solução estará nas próximas linhas.

Através dos problemas, você mostra para o leitor que entende o que ele está passando e que pode oferecer uma solução para ele.

13 – Fazer uma justificativa

Explique porque você está criando esse conteúdo.

Justificar ou explicar porque você está escrevendo sobre aquele assunto também é uma ótima opção para conseguir a atenção do leitor.

Comece explicando o motivo de escrever o texto e mostre as vantagens que podem ser encontradas nele.

Utilizando a justificativa você estará despertando o gatilho mental da reciprocidade, porque o leitor entenderá a sua preocupação em entregar um material com informações que são relevantes para ele.

Além de tudo, ainda traz mais valor ao seu conteúdo ao ser honesto com o seu leitor e mostrar todas as justificativas que o seu produto realmente tem.

14 – Definir o tema

Tenha um tema definido e cite na introdução.

Para não se perder durante o desenvolvimento do conteúdo, elabore um tema e procure não fugir dele de maneira nenhuma.

Mantenha o foco desde a introdução até a conclusão do seu conteúdo, explorando o tema por inteiro. Dessa forma, o problema do leitor será totalmente resolvido ao final do texto.

15 – Construir o contexto

Contextualize

O contexto também deve ser levado em consideração na introdução do seu conteúdo. Afinal, a introdução de um vídeo, seja uma palestra ou um artigo para o blog, precisam ser pensadas de maneiras diferentes.

16 – Utilizar Palavras de Transição

Use palavras de transição

As palavras de transição são aquelas que conectam duas sentenças ou fragmentos, com isso o texto fica mais fluido e a leitura mais fácil. Por exemplo:

  • O menino saiu correndo, mas perdeu o ônibus.

Elas são compostas por: 

  • Conjunções: mas, para, e, se.
  • Conclusões: logo, assim, afinal.
  • Exclamações: claro, sim, não.

Veja uma lista completa de palavras de transição aqui!

As palavras de transição podem ser usadas não só no meio de frases, mas também para iniciar um parágrafo. 

Dessa maneira, elas melhoram a leitura do texto e trazem benefícios, como: o despertar da curiosidade e a facilidade para o leitor continuar o texto.

17 – Repetir palavras

Repita algumas palavras na introdução

Você deve estar achando estranho esse tópico, mas a repetição de palavras pode ser muito poderosa e auxilia que o leitor guarde um trecho do seu artigo.

Porém, devem ser usadas com cautela e somente para reforçar ou destacar uma idéia do seu conteúdo.

18 – Usar a Regra dos Três

A Regra dos Três é um pouco parecida com a repetição de palavras, mas sem que seja preciso repetir as mesmas.

Através da regra dos três é possível transmitir mais harmonia, sonoridade e conexão no seu conteúdo e nos seus elementos.

Com ela, a intenção é mencionar sobre três coisas no seu texto. Considerando que o número três é reconhecido como um dos números que traz mais harmonia em tudo em que é utilizado.

19 – Utilizar sinônimos

Os sinônimos são as palavras que tem o significado idêntico ou semelhante a outras palavras. O uso deles evita que sejam usadas palavras repetidas e auxiliam no desenvolvimento do seu texto.

Fazer uso de repetições que são desnecessárias podem deixar o seu texto totalmente sem sentido e ainda perder o leitor.

20 – Aplicar gatilhos mentais

Faça uso de Gatilhos mentais

Os gatilhos mentais são aqueles sinais memorizados no subconsciente das pessoas que fazem com que cada uma escolha determinado produto ao invés de outro.

Eles também são considerados eventos externos que podem produzir sintomas emocionais, tanto positivos como negativos.

Por isso, você deve estudar o que melhor for adequado para a sua estratégia de produção de conteúdo, para abrir a janela da memória que transporte a pessoa para a experiência que o seu texto ou vídeo pode trazer.

Os tipos de gatilhos mentais principais são: urgência, autoridade, escassez, relação dor x prazer, reciprocidade, prova social, novidade, antecipação e porque.

Clique aqui para saber mais sobre cada um deles!

Quais os elementos para começar uma introdução

Como começar uma introdução

A introdução possui alguns elementos que podem auxiliar você no entendimento de como construí-la da melhor maneira possível.

Veja abaixo quais são os elementos que auxiliam em como iniciar uma introdução:

1 – Gancho

O gancho é como se fosse a introdução do seu conteúdo e tem a mesma função que a própria palavra, ou seja, algo que puxa alguma coisa.

Você deve através do gancho puxar o leitor para o seu texto e conduzi-lo durante toda a jornada da leitura. 

E para isso, você pode usar o que falamos aqui, como perguntas, justificativas, histórias, citações, entre outras, que possam ser capazes de provocar a curiosidade dele.

2 – Transição

A transição é a parte que está caminhando para o desenvolvimento da sua introdução e vem depois do gancho.

Aqui, você já tem a atenção do leitor e vai explicar o título e a introdução, fazendo uma ligação com o desenvolvimento. Para isso, cite os itens que serão abordados em cada um dos parágrafos, na ordem do texto.

3 – Tese

A tese é a conclusão da introdução. Nela você deve destacar a importância do leitor de seguir com a leitura.

Para isso, você pode usar o ”continue lendo” de uma maneira que force ele a continuar, mas tendo simplicidade e o deixando confortável.

3 Estratégias para uma introdução

Veja estratégias para criar uma introdução

Além de todas as informações mencionadas anteriormente de como começar uma introdução, existem outras estratégias que podem ser usadas para isso.

Elas também auxiliam na elaboração de uma boa introdução e que geram resultados.

São as seguintes:

1 – Utilize uma abertura controversa 

Começar a sua introdução com algo que seja controverso pode auxiliar muito para prender o leitor desde o começo. Mas procure fornecer explicações logo em seguida para que o seu leitor não se sinta ofendido com alguma coisa.

Por isso, faça uso dela de forma correta e sem exageros. Em seguida, se coloque no lugar do leitor e forneça todas as explicações que ele precisa para ficar claro a controvérsia inicial.

Para fazer uma introdução controversa, basta identificar algo e usá-lo de forma audaciosa, fornecendo provas para sustentar o seu argumento.

Podemos citar como um tema controverso o seguinte: 

  • Vale a pena largar o emprego para empreender no seu próprio negócio?

Será que é a melhor solução deixar de trabalhar para empreender no seu negócio, ou você pode empreender em algo enquanto estiver trabalhando?

Com a alta taxa de desemprego no estado brasileiro, no momento não seria uma das melhores opções, mas existem várias pessoas que dão a cara a tapa e fazem isso. O que, muitas vezes, pode gerar grandes resultados para elas e a realização de seus sonhos.

Muitas vezes os tópicos controversos são aqueles que muitas pessoas não querem falar a respeito e, por isso, tem medo de levantá-los e discutir sobre eles.

Porém, esses são o que a maioria tem mais interesse e se sente atraída em saber cada vez mais.

2 – Mostre o motivo pelo qual eles devem ler o seu conteúdo

Você pode atrair leitores para os seus textos se mostrar o motivo pelo qual eles devem lê-lo, sendo que existem vários que são publicados diariamente.

Mostre para os leitores a razão, os benefícios e as vantagens pelo qual eles devem ler o seu texto e não os outros.

Portanto, quando você demonstra que o leitor é importante, que o seu conteúdo tem todos os benefícios e a solução que ele precisa, automaticamente ele é conquistado pelos seus textos. 

Pois, quando o leitor muda para algum concorrente é porque percebe que você não se importou com ele e as informações não foram úteis.

3 – Escreva sobre o que você sabe

Uma ótima dica para que você conquiste o seu leitor e ele tenha interesse pelo seu texto é escrever sobre o que você sabe e tem experiência.

Porque quando alguém escreve sobre algo que não tem conhecimento ou não pesquisou muito bem sobre o assunto, muitas vezes, pode até perder a sua reputação online. Além disso, com certeza perderá o interesse do leitor.

Por isso, escrever sobre o assunto que você conhece faz com que tenha mais autoridade no seu site e, também, mais chances de persuadir o leitor, que pode compartilhar o seu conteúdo.

Quando isso acontece é mais do que o alcance que você pode ter com aquele compartilhamento, mas também a experiência que o leitor teve com o seu conteúdo e gostaria que outras pessoas soubessem.

E mais uma vez aqui mostramos o quanto a introdução é importante para que você tenha esse resultado de compartilhamento do seu texto, que pode trazer mais visitantes para o seu blog, site ou canal.

O que não fazer em uma introdução?

Evite esses erros ao escrever uma introdução

Muitas vezes encontramos algumas coisas que não devem ser usadas na introdução.

Uma delas são algumas palavras e frases que se tornaram clichês, como:

  • Atualmente…
  • Desde a antiguidade…

Para evitar que você cometa erros na sua introdução, veja a seguir algumas dicas do que não fazer nela:

  1. Prometer o que não será cumprido durante o conteúdo.
  2. Repetir o título.
  3. Fazer um resumo do seu texto.
  4. Encher linguiça.
  5. Utilizar informações que o leitor já conhece.
  6. Usar uma linguagem cansativa.
  7. Não dialogar com a persona.
  8. Não ter elementos de escaneabilidade.
  9. Não causar curiosidade no leitor.
  10. Não instigar o leitor a continuar lendo.
  11. Escrever frases genéricas.
  12. Não responder todas as perguntas do leitor.

Cometer esses erros pode fazer com que você perca credibilidade e ainda faz com que seu engajamento acabe caindo.

Imagina você lendo um texto que promete uma coisa na introdução e, depois no desenvolvimento e na conclusão, não cumpre essa promessa. Com certeza, você ficaria frustrado. 

Assim também é o leitor. Nada melhor do que se colocar no lugar do outro para saber o que realmente precisamos escrever.

Dessa maneira, esses e os outros erros podem causar uma perda do leitor para sempre, além de marcar negativamente o seu conteúdo e a sua imagem.

Como fazer uma introdução?

Como fazer uma introdução

O objetivo de qualquer conteúdo é que o leitor absorva ele por inteiro. Porém, para isso, é preciso que o conteúdo tenha uma introdução que seja cativante e que chame a atenção do leitor.

Um título que faça com que o leitor comece a ler o seu texto também é essencial. Mas não adianta ter um título matador, que faça com que ele clique no post e depois começar com uma introdução confusa e incoerente.

Portanto, uma boa introdução deve ter uma conversa direta com o título, mas também com todo o assunto do texto.

Sendo assim, o título pode ser um dos fatores que auxiliam para que alguém clique no seu post, mas não é ele que vai fazer com que o seu texto seja lido. Essa função é da introdução.

Por isso, não adianta nada ter um título matador que chame a atenção do leitor de cara e,  em seguida, ter uma introdução fraca e sem motivação. Isso acaba fazendo com que o leitor desista de ler mesmo que o seu conteúdo seja totalmente relevante para ele.

Que tal saber como fazer uma boa introdução?

Faça uma boa introdução

Quando você já evita os erros citados aqui que não devem aparecer em uma introdução, já está no caminho certo para elaborar uma que seja impactante.

Não existe alguma fórmula que possa ajudar você a escrever uma boa introdução. Porém, existem estudos e análises dos resultados de todas as estratégias que mostramos aqui e como elas realmente funcionam.

Para auxiliar você ainda mais, veja a seguir algumas dicas de maneira resumida:

  • separe um tempo para aperfeiçoar a introdução;
  • crie uma introdução que seja organizada, informativa, coerente e que possa estimular a leitura;
  • use com cautela palavras e frases que sejam repetidas, como a palavra ”talvez”. Isso acaba reforçando uma ideia na cabeça do leitor e deixa o conteúdo mais interessante. Procure usá-las no máximo três vezes;
  • use a regra dos três para que a pessoa grave uma ideia na sua cabeça que transmita harmonia e traz sonoridade;
  • faça uso de metáforas, comparações, parábolas e analogias para melhorar o entendimento do leitor;
  • utilize a fórmula AIDA (Atenção, Interesse, Desejo, Ação) que é mais usada no processo de venda, mas pode ser utilizada também na produção de conteúdo.

Quais as melhores frases para iniciar a sua introdução?

Para iniciar o seu conteúdo, sendo para textos publicitários, campanhas e post, pode ser usado as seguintes frases na introdução:

  • É indiscutível que…
  • É de fundamental importância…
  • Ao analisar dados X…
  • Apesar de muitos acreditarem que…
  • Ao contrário do que você imagina…

As frases acima são apenas alguns exemplos. Você pode soltar a sua criatividade e criar uma que seja extremamente particular e que cative o leitor de jeito!

Quais os tipos de contextos e suas introduções?

Como vimos anteriormente, através do contexto se pode manter a coerência de uma introdução.

É através dele que a sua introdução poderá ser feita, ou seja, levando em consideração por onde será transmitido a mensagem do seu conteúdo.

Veja abaixo alguns deles:

1 – Introdução para vídeos

introdução de vídeos

Quando falamos em vídeos lembramos na hora do YouTube, que é uma das redes sociais mais acessadas no país para divulgação e compartilhamento de vídeo.

Para vídeos, a introdução deve ser rápida, mas dinâmica. Muitos usam a vinheta como uma forma de introduzir o conteúdo.

Porém, lembre-se que a introdução é diferente da vinheta. O ideal é fazer a introdução a parte e logo depois dela.

2 – Introdução para vídeos de vendas

introdução em página de vendas

A introdução para esse tipo de vídeo deve fazer uso de dados que sejam impactantes, que podem prender o espectador de uma maneira muito eficiente e, ao mesmo tempo, positiva.

Aqui a introdução deve ser chamativa e convencer quem está assistindo, pois o conteúdo é específico para vendas.

3 – Introdução para Infográficos e Landing Page

Introdução em landing pages

Para infográficos e landing page, no qual as informações são mais curtas, fáceis e lúdicas, o ideal é usar uma introdução breve, que não é a legenda nesse caso.

Ela deve narrar o tema que vai ser abordado antes dos quadros e imagens que normalmente aparecem neles. Enquanto a legenda estará localizada depois para explicar os tópicos.

4 – Introdução para apresentações

Introdução para apresentações

Normalmente, na introdução para apresentações, a comunicação já é feita para quem tem interesse no conteúdo que vai ser narrado.

Procure mostrar as estatísticas e dados, sendo o mais detalhista possível, mostrando o quanto é profissional sobre o assunto.

Exemplos de como fazer uma introdução

Vamos mostrar para você alguns exemplos de introdução que são muito eficientes e que utilizam tudo que falamos aqui.

1 – História

Exemplos de como fazer uma introdução contando história

“Clara, 7 anos, olhos castanhos e cabelos ondulados. Era uma menina doce, ativa e muito prestativa, mas ao caminhar para a escola, na manhã de quarta-feira, descobriu um caminho completamente novo que levou ela até outro lugar…”

2 – Estatística e Pergunta

“Mais de 97% das empresas estão no Facebook – uma das redes de maior engajamento na internet. Você, com certeza, não está fora desta estatística! Mas, será que faz isso da forma mais eficiente possível?”

Os dois exemplos citados acima e outros podem ser encontrados no blog Neilpatel.

No primeiro exemplo, de uma introdução que começa com uma história, podemos perceber a curiosidade e preocupação que o leitor fica ao iniciar um conteúdo dessa maneira.

Já no segundo, a autoridade e credibilidade se mostram presentes através de dados e perguntas, instigando o leitor.

Ambos, fazem com que o leitor queira continuar a leitura para saber o que aconteceu com Clara e se você está usando o Facebook de forma eficiente para a sua empresa.

Checklist de como começar uma introdução!

Checklist para começar uma introdução

Para que você possa saber o que seguir quando for fazer uma introdução, fizemos um checklist a seguir:

  1. Faça uma introdução curta: para um artigo de 1000 palavras use de 6 a 8 linhas para a introdução, com dois ou três parágrafos.
  2. Definir o problema que precisa ser resolvido
  3. Deixar a introdução organizada: uma dica é montar um esqueleto de tudo que terá no seu texto, como argumentos, tema, persona, títulos, tudo que for abordado.
  4. Ter a linguagem definida de acordo com a persona.
  5. Elaborar tema e objetivo para estarem definidos.
  6. Utilizar a escaneabilidade: utilizar negrito e lista, por exemplo, para trazer uma experiência de leitura mais amigável para o leitor.
  7. Elaborar um contexto.
  8. Escrever informações relevantes que possam instigar o leitor a continuar lendo.
  9. Saber o formato do seu conteúdo: artigo ou vídeo.
  10. Definir por onde o seu conteúdo será entregue: site ou vídeo, por exemplo.

Introdução, Desenvolvimento e Conclusão

Estamos falando sobre Introdução neste artigo, mas também não podemos esquecer de mencionar sobre o Desenvolvimento e a Conclusão. Elas são partes que devem ser complementares da sua introdução.

A Introdução, o Desenvolvimento e a Conclusão são as três etapas de uma texto, que precisam estar totalmente ligadas entre si para que ele seja coerente e coeso, transmitindo a ideia que você quer passar.

Veja a seguir mais sobre o Desenvolvimento e a Conclusão:

1 – Desenvolvimento

O Desenvolvimento serve para responder as perguntas e argumentos que estão presentes na Introdução, ao mesmo tempo em que explica tudo que foi mencionado anteriormente. Ou seja, aqui você terá que cumprir todas as promessas que fez anteriormente.

Não esqueça que o Desenvolvimento não é continuação da Introdução, mas sim um texto independente que precisa fazer sentido sozinho. Portanto, evite fazer uso de frases que possam dar ideia de continuidade da sua introdução, como:

  • Conforme mencionado anteriormente…
  • Por causa disso…

Para construir um bom desenvolvimento, observe as dicas abaixo:

  1. Utilize parágrafos curtos.
  2. Faça uso de tópicos H2 e H3.
  3. Não encha linguiça.
  4. Valide todas as afirmações e perguntas levantadas na introdução.
  5. Não preencha espaços com conteúdo que não tenham valor.

2 – Conclusão

A conclusão é onde você retomará o que foi falado de mais importante, dando ênfase para os pontos principais do seu texto, como uma síntese de tudo que você escreveu.

Dessa forma, você precisa construir uma conclusão que agregue valor ao seu leitor e faça com que ele sinta que teve o seu problema resolvido.

Não adianta escrever uma introdução que chame a atenção do seu leitor e um desenvolvimento melhor ainda e, depois, finalizar com uma conclusão que cause frustração nele.

Para que isso não aconteça com você, veja algumas dicas:

  1. Feche todas as portas (loops) que foram abertas.
  2. Não repita tudo que já foi dito.
  3. Não desenvolva argumentos novos.
  4. Coloque uma chamada para ação (CTA), como curtir, compartilhar ou deixar um comentário no seu texto.
  5. Retome alguns tópicos principais.

Dicas de como começar uma introdução

Dicas para fazer uma introdução

Como visto anteriormente, a introdução é fundamental, sendo que é através dela que você conseguirá ter a atenção do leitor para o seu texto.

Em resumo:

Seja criativo

Não se esqueça de ser criativo e conquistar o leitor para que ele continue lendo e saia do seu texto satisfeito e com o seu problema resolvido.

Se não tiver ideia de como desperta a sua criatividade, uma boa dica é começar contando uma história que tenha a ver com o seu planejamento de conteúdo. A partir daí as ideias podem ir surgindo com mais facilidade.

Seja honesto

Procure ser o mais honesto que puder com quem está lendo, porque isso fará com que você consiga a confiança dele

Portanto, é no título e na introdução que você fará promessas ou perguntas, que devem ser cumpridas e respondidas, para conseguir essa confiança e não causar uma decepção.

No título você pode fazer uma breve promessa ou pergunta só para chamar a atenção dele. Mas na introdução você dará mais profundidade ao que prometeu, para que o convença a continuar lendo.

E não se esqueça que depois deve responder a todas as perguntas e cumprir todas as promessas que fez anteriormente.

Fale como se o conhecesse

Falar de igual para igual é algo totalmente presente no mundo digital hoje em dia, o que acaba fazendo com que possa ter uma maior aproximação entre leitor e quem está escrevendo.

Quando você fala de igual para igual é como se estivesse humanizando o seu texto, deixando ele cheio de sentimento e emoção. Ao mesmo tempo, você mostra o quanto também é vulnerável sobre aquele assunto, chegando o mais próximo do leitor e mostrando como você o entende.

Seja organizado

A organização é fundamental para uma boa introdução, porque isso fará que o leitor não se perca e muito menos você.

Por isso, organize as ideias e todos os argumentos que precisam estar presentes na sua introdução, que isso evitará que você seja incoerente.

Faça um conteúdo de sucesso

Quando você faz percepções poderosas sobre o que o leitor quer ver, ele tem chances enormes de ser tornar um conteúdo de sucesso e valioso para que vai consumí-lo.

Quando falamos de percepções poderosas queremos dizer sobre fazer com o leitor crie uma percepção em relação ao seu conteúdo e consiga realmente compreendê-lo e interpretá-lo. 

Com isso, esperamos que ele consiga levar o que estava procurando e solucionar o seu problema.

Use analogia, metáfora ou parábola

Quando você usa metáfora, analogia ou parábola pode mudar a perspectiva do leitor e até mesmo afastar o tédio.

Além disso, elas servem para ilustrar e deixar claro algum assunto mais complexo que precisa ser melhor explicado.

Observe como age cada uma delas:

  • Parábola: pode ser uma comparação indireta ou direta, como ”O rapaz é bonito como um modelo”.
  • Metáfora: normalmente é uma comparação direta entre duas coisas ou algo, como ”O espião é um fantasma”.
  • Analogia: semelhança entre duas coisas diferentes.

Não existe uma fórmula mágica para escrever uma introdução!

Conheça diversas formas de começar uma introdução e teste.

Muitas pessoas acham que pode existir uma fórmula mágica para fazer uma introdução. Mas, na verdade, não existe segredo para escrever uma que seja totalmente boa: é só seguir todas as informações que demos aqui e treinar muito.

Isso mesmo! Coloque tudo que aprendeu aqui em prática e treine o quanto puder! Com certeza você irá fazer introduções matadoras.

Procure montar frases na introdução, que conversem diretamente com cada parágrafo do desenvolvimento do seu conteúdo.

Lembre-se que a produção de conteúdo faz parte de uma estratégia de marketing usada para atrair e convencer clientes. Por isso, você deve gastar o maior tempo possível na sua introdução. Dessa maneira, conseguirá alcançar os seus objetivos.

Seguindo todas as dicas que demos aqui, você fará uma introdução fantástica!

Gostou do artigo? Que tal compartilhar nas suas redes sociais para que outras pessoas também aprendam como fazer uma introdução impactante? 

Qualquer dúvida é só deixar um comentário aqui embaixo!

Infográfico – Como Começar uma Introdução

Infográfico - Como Começar uma Introdução

Sobre o Autor

Alex Vargas
Alex Vargas

Alex Vargas é fundador do Nucleo Expert, empresa especializada na criação de treinamentos de marketing digital e empreendedorismo que tem revolucionado a vida de milhares de pessoas. Chegando em janeiro de 2020, a marca de mais de 110 mil alunos. Ganhou o prêmio de Empreendedor Digital do Ano e Melhor Profissional de SEO do Ano, em 2019 pelo Afiliados Brasil. Alex é reconhecidamente um dos melhores profissionais de marketing do Brasil.

18 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


  1. Quero aqui expressar a minha alegria de poder estar fazendo parte de curso tão grandioso ,estou muito feliz e confiante , obrigado por tudo .

  2. As palavras são a chave para uma excelente venda.Aprender a usá-las faz toda diferença.
    Quero aprender.

  3. Parabéns pelo o artigo e por todos os seus trabalhos , vou aprender muito com suas aulas e espero em breve colocar em prática.

  4. Parabéns pela iniciativa de produzir esse conteúdo, sobretudo pelo propósito de ajudar a todos que desejam ingressar no marketing digital sem que se vejam inundados de promessas sem resultado prático algum.

    • Olá Keinstein,

      Fico feliz que tenha gostado. Aproveite esse e os demais conteúdos aqui do Blog.

      Abraço.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.

Novo Webinário

cOMO MONTAR uM NEGÓCIO ONLINE À PROVA DE CRISES

Aula 100% Gratuita

Escolha um horário e inscreva-se na aula ao vivo.

Telegram