Marketing de Conteúdo: O que é e Como Fazer [Guia ÚNICO]

O Marketing de conteúdo é uma técnica de marketing que tem o objetivo de criar e distribuir conteúdo de valor (vídeos, podcasts, e-books, check-lists, e posts) para o público-alvo. O foco inicial é ajudar na solução de um problema específico,  sem fazer uma promoção direta a um produto ou serviço. 

Muitos alunos novos, seguidores e Inscritos no meu Canal do Youtube me perguntam: “Alex, qual é o pulo do gato para vender na internet?” 

A resposta mais correta e comum é: Não existe! 

Mas se tem uma estratégia que fica próxima de ser um pulo do gato e que transformou negócios físicos e digitais no mundo inteiro foi o Marketing de Conteúdo.

O conceito de Marketing de Conteúdo é Criar Conteúdo de Valor e Transformador que ajuda as pessoas a darem passos em direção à solução de um problema ou futuro problema específico. 

O foco inicial é ensinar, ajudar ou educar o público-alvo sobre um determinado assunto ou tema do seu interesse.

A partir disso, conduzi-lo através das etapas do funil de vendas e produzir o conteúdo certo para cada uma dessas etapas. 

Isso é saber usar uma arma de vendas poderosa na hora certa!

Três Passos para Vender como Afiliado na Internet

A diferença entre quem fatura alto na Internet e quem não tem resultado, é quem aprendeu a usar o Marketing de Conteúdo com objetivo de ajudar e gerar transformação.

As pessoas que não conseguem vender na internet não compreendem que o foco inicial não é a venda ou recomendação de um produto ou serviço.

E sim, conteúdo relevante que irá gerar relacionamento, e a partir dele, a venda acontece!

Afinal de contas, se com algumas informações a pessoa já teve uma pequena transformação na vida dela, o que será que está por vir por uma solução paga?

Adivinha com quem ela vai comprar? De quem ela irá lembrar?

De você! E a Venda é sua!

Vamos combinar uma coisa!

Se você ler todo este conteúdo e ainda sim ficar alguma dúvida, me envia nos comentários que terei o maior prazer em te ajudar. De verdade!

Neste artigo vou falar sobre as formas de fazer marketing de conteúdo para ter sucesso em um negócio online.

Basta você entender, aprender e aplicar de verdade o Marketing de Conteúdo! E é exatamente isso que quero te mostrar neste artigo.

O que é Marketing de Conteúdo

O Marketing de conteúdo é uma técnica de marketing que tem o objetivo de criar e distribuir conteúdo de valor (vídeos, podcasts, ebooks, check-lists, e posts) para o público-alvo. O foco inicial é ajudar na solução de um problema específico, sem fazer uma promoção direta a um produto ou serviço.

O marketing de conteúdo gera valor para o público-alvo através da intenção de busca do usuário, fazendo com que o processo de compra seja completamente natural.

Tem como principal objetivo atrair e capturar um público-alvo definido e, a partir daí, gerar um retorno lucrativo.

E, para que um negócio seja bem-sucedido, é necessário criar uma estratégia eficiente de marketing de conteúdo.

É através de uma boa estratégia, aplicada com consistência, que você vai construir um relacionamento sólido com os visitantes do seu blog, canal do YouTube ou de qualquer outra plataforma que você esteja publicando o seu conteúdo.

E publicar conteúdo de valor para o seu público-alvo, de maneira consistente, faz parte dessa estratégia. Aliás, é fundamental.

O marketing de conteúdo está atrelado ao marketing como um todo e a tendência é que ele seja um dos principais canais de marketing da economia tecnológica.

Segundo especialistas em marketing digital, o marketing de conteúdo vai crescer muito nos próximos anos. Isso mostra o potencial desta estratégia.

Posso dizer, sem dúvida, que uma estratégia de marketing digital que não contempla marketing de conteúdo tem menos chances de dar certo.

Como Surgiu o Marketing de Conteúdo

Início do Marketing de Conteúdo

Engana-se quem pensa que o marketing de conteúdo surgiu agora, na era digital.

O primeiro registro do marketing de conteúdo é do ano de 1895, de uma revista chamada “The Furrow”

Uma empresa americana publicou conteúdo na revista, fazendo com que os leitores descobrissem uma necessidade e, quando precisaram comprar o produto, lembraram da empresa que divulgou o conteúdo na revista e se tornaram clientes.

A estratégia deu tão certo, que outras empresas começaram a fazer o mesmo.

Entre essas empresas, posso citar a Michelin, que criou o Guia Michelin, onde divulgava conteúdo, dando dicas de restaurantes, a fim de estimular as pessoas a usarem seus carros.

Outra empresa que também passou a usar a estratégia de marketing de conteúdo com muito sucesso foi a gigante Nestlé, que passou a incluir receitas na parte de trás dos rótulos das latas de leite condensado, conquistando a fidelidade dos clientes, que colecionavam as receitas.

Inspirada no Guia Michelin, a revista Quatro Rodas também lançou seu próprio guia de viagens.

A empresa Shell também passou a utilizar o marketing de conteúdo em sua estratégia de marketing, a partir de 1988, com a criação do Clube Irmão Caminhoneiro, um canal aberto para entender as necessidades dos clientes.

A partir daí, diversas outras grandes empresas aderiram ao marketing de conteúdo, como a Nike, a Apple, a Microsoft e a Coca-Cola.

Para que serve o Marketing de Conteúdo

Para quem ainda não compreendeu a importância do marketing de conteúdo, vou falar para que serve o marketing de conteúdo, citando alguns objetivos da aplicação dessa estratégia em seu negócio.

Aumentar a interação da audiência

Para que serve o Marketing de Conteúdo

O marketing de conteúdo serve para aumentar a interação da audiência com o seu negócio.

O conteúdo é um canal de comunicação que o seu público tem para entrar em contato com você para tirar dúvidas, fazer sugestões ou reclamações.

Além disso, através do conteúdo você consegue fazer publicidade orgânica, pois, a partir do momento em que a sua audiência compartilha o seu conteúdo nas redes sociais, o seu alcance está aumentando, e as chances de realizar mais conversões também.

Quando você cria um conteúdo de qualidade, rico em informações interessantes para a sua audiência, você também consegue despertar bastante engajamento.

Diminuir o custo por aquisição de clientes

O marketing de conteúdo também serve para diminuir o custo para adquirir cada cliente.

Isso porque, o marketing de conteúdo atrai visitantes de forma orgânica e, consequentemente, novos clientes, o que faz com que você economize e conquiste novos clientes sem precisar investir dinheiro para isso.

E, se você criar conteúdo relevante e de qualidade, aplicando estratégias de SEO, sem dúvida você vai conseguir conquistar novos clientes, de maneira orgânica.

Nutrir sua base de leads

O Conteúdo como estratégia de Marketing é o primeiro passo para atrair leads para a sua base.

Mesmo conquistando uma base sólida de leads, não são todos que estão maduros e prontos para comprar o que você está promovendo.

Por isso, você precisa mostrar valor no produto ou serviço que você está oferecendo.

Ou seja, o lead precisa enxergar valor na solução que você está oferecendo para o problema dele.

É aí que o marketing de conteúdo entra em ação, pois, através dele, você consegue mostrar esse valor, nutrindo o lead com informações suficientes para conduzi-los até o momento da compra.

Nesse caso, o marketing de conteúdo “segura” o lead até que ele esteja pronto para dizer “sim” e comprar de você.

Conquistar a confiança da audiência e gerar fãs

O marketing já não é o mesmo de há alguns anos. Hoje, o centro do processo de compra é o cliente e, portanto, ele compra de maneira diferente.

Agora, o cliente tem voz ativa, pode entrar em contato direto com as marcas, pedir informações, tirar dúvidas e reclamar.

Inclusive, sites de reclamações, como o Reclame Aqui, funcionam como um mediador entre cliente e empresa.

O cliente agora analisa o mercado para decidir qual a melhor solução para ele. 

O marketing de conteúdo serve também para criar um relacionamento duradouro e de confiança com o cliente.

Quando o cliente percebe que você possui as informações que ele precisa e te enxerga como uma autoridade no assunto, ele começa a confiar em você e fica mais propício a comprar de você, e não do concorrente.

Além disso, quando você gera valor para o seu público, através de um conteúdo rico, além de conquistar clientes, você consegue transformá-los em fãs da sua marca.

E, quando um cliente se converte em um fã, ele começa a compartilhar seu conteúdo com os amigos nas redes sociais, em aplicativos de conversas e passa a recomendar seu produto ou serviço para amigos e familiares também, o que é excelente para gerar receita sem precisar investir dinheiro.

Otimizar o pós-venda

Pós-venda é uma estratégia de Marketing de Conteúdo

Para que o cliente fique satisfeito, continue comprando seu produto ou usando os seus serviços, é necessário que você ofereça uma excelente experiência de pós-venda.

Um pós-venda bem trabalhado, não apenas fideliza o cliente, como o faz um promotor de sua marca, de forma orgânica.

Você pode aplicar a estratégia de marketing de conteúdo no pós-venda através de uma central de ajuda, de um fluxo de e-mail-marketing, de um FAQ, enfim…

Mais importante do que o meio pelo qual você fará o pós-venda é como você fará esse trabalho.

Enxergue o cliente como um agregador, faça com que ele se sinta especial e você ganhará um fã, um promotor de sua marca. 

Principais benefícios do Marketing de Conteúdo

O marketing de conteúdo possui inúmeros benefícios, começando pela estratégia de atração de potenciais clientes, através da criação e publicação de conteúdo relevante e de qualidade.

Além de gerar valor e aumentar o engajamento da sua audiência, esta estratégia de conteúdo aumenta a sua visibilidade online e reduz os custos por leads.

Isso sem falar no quanto facilita a segmentação da audiência, pois é no marketing de conteúdo que você vai poder se dirigir ao seu público, de maneira personalizada.

Confira abaixo, de maneira mais detalhada, quais sãoos principais benefícios do marketing de conteúdo para o seu negócio.

1. Gera mais visibilidade online

Um dos principais benefícios do Marketing de Conteúdo é a visibilidade de marca

Tenha certeza de que, quanto mais consistência você tiver em suas publicações, mais visibilidade você terá no mercado, pois, o marketing de conteúdo possui o poder de aumentar a sua presença online.

Muitos afiliados criam mini sites com um único artigo, direcionado à conversão e totalmente focado em estratégias de SEO, funcionando como um tipo de anúncio.

Porém, os algoritmos do Google estão cada vez mais desenvolvidos para medir não só o SEO de um conteúdo, mas também a sua relevância.

Além disso, o Google sempre vai posicionar melhor o conteúdo que seja original e que entregue valor ao usuário.

Portanto, essa estratégia de mini sites pode até funcionar por um período, mas é necessário que você possua um bom planejamento para gerar resultados em longo prazo.

Isso porque, com uma boa estratégia de conteúdo, focada em longo prazo (seja em artigos, vídeos, etc.), o seu conteúdo vai permanecer disponível na internet, aumentando cada vez mais o seu alcance.

2. Aumenta a ligação emocional com sua audiência

É através do marketing de conteúdo que você vai poder criar uma conexão emocional com a sua audiência.

O feedback que o seu público vai passar sobre o seu produto ou serviço vai permitir criar um relacionamento com ele, e vai te ajudar a corrigir erros, ajustar o que for necessário e melhorar as suas estratégias.

Além de fazer com que mais pessoas conheçam o seu negócio, o marketing de conteúdo é uma ferramenta que faz com que essas pessoas fiquem mais inclinadas a comprar de você.

Isso acontece porque a sua marca passa a ser familiar para o público que, na hora da decisão de compra, vai optar pelo seu produto ou serviço por estar familiarizado com o seu conteúdo.

3. Aumenta o tráfego do site

Maior tráfego no seu site e redes sociais

Quanto melhor o seu conteúdo atender à intenção de busca do usuário, maiores serão as chances de aumentar o tráfego do seu site.

Por isso que, para levar os futuros clientes até o seu site, você precisa criar conteúdo relevante, fazendo com que o usuário clique em seu conteúdo quando realizar uma pesquisa no Google.

Você precisa lembrar que o próprio Google posiciona bem o conteúdo que atende melhor à intenção de busca do usuário.

4. Gera reconhecimento da marca 

Outra vantagem que o marketing de conteúdo traz para o seu negócio é o aumento do interesse das pessoas em comprar o que você oferece.

Isso acontece porque, quanto mais as pessoas estiverem familiarizadas com o seu conteúdo e com a sua marca, mais chances você terá de realizar vendas.

Além de se tornarem clientes, através do marketing de conteúdo, as pessoas se tornam fiéis à sua marca, procurando você no momento em que desejam comprar um produto.

5. Aumenta o engajamento

Marketing de conteúdo bem executado aumenta o engajamento da sua audiência

O engajamento do público-alvo com a sua marca tem tudo a ver com a qualidade do conteúdo que você oferece.

Você precisa mostrar para o futuro cliente que a sua marca está disposta a ajudá-lo.

Isso faz com que ele sempre busque seu conteúdo quando precisa e, depois de um tempo, torna-se cliente.

A partir daí, o cliente passa a recomendar o seu produto ou serviço aos seus contatos.

6. Educa o público-alvo 

Através do marketing de conteúdo você também pode ensinar o seu público-alvo sobre o produto ou serviço que você oferece.

Educar o público-alvo faz com que ele se sinta seguro na hora de tomar a decisão de compra.

Isso porque, através do marketing de conteúdo, você fornece todas as informações necessárias para que o futuro cliente não tenha mais dúvida em relação ao que ele precisa e que você tem a solução.

7. Gera mais leads

Gera mais Leads qualificados.

O marketing de conteúdo custa menos que o marketing tradicional e gera mais leads.

Isso acontece porque a moeda de troca que você utiliza para conquistar os futuros clientes é conteúdo rico e interessante para eles.

É a estratégia do “ganha-ganha”, ou seja, você oferece um material rico em troca do e-mail do usuário. Todos saem ganhando.

8. Gera mais vendas 

O marketing de conteúdo ajuda o futuro cliente no processo de compra.

Isso porque o marketing de conteúdo é baseado no perfil do cliente e do caminho que ele percorre até efetuar a compra.

Ou seja, o marketing de conteúdo conduz o lead pela jornada de compra e gera mais vendas, de maneira natural.

9. Fideliza leads

O Conteúdo distribuído online ajuda a fidelizar clientes, pois ele estão em contato constante com a sua marca.

Uma das maiores vantagens do marketing de conteúdo é o enorme potencial de fidelização de leads que ele possui.

Leads são as pessoas que já estão interessadas no produto que você promove.

E é através de uma boa estratégia que você consegue converter esses leads em clientes.

E, em meio a tantos concorrentes, o seu diferencial, sem dúvida, será o conteúdo, seja você um afiliado ou um produtor.

A fidelização acontece porque os leads passam a confiar em você e no produto ou serviço que você oferece e, com isso, as suas vendas aumentam.

Com uma participação ativa da sua audiência, você conseguirá bons índices de conversão.

As informações coletadas através dessa participação ativa confirmam a influência positiva que o marketing de conteúdo tem na decisão de compra da sua audiência.

10. Diminui o Custo por Lead

Outra vantagem do marketing de conteúdo é poder controlar o valor gasto por cada lead captado.

Conquistar leads é fundamental para fazer o seu negócio online se desenvolver, pois os leads representam uma parcela da sua audiência que se tornou mais próxima de você e que está mais propensa a adquirir o seu produto ou serviço.

Por ser tão importante para o seu negócio, você precisa ter controle do valor gasto em cada ação para captar um lead.

Para ter esse controle e conseguir um menor custo por cada lead, eu faço o seguinte: Quando faço um anúncio do meu produto no Facebook Ads, eu divido o valor gasto na campanha pela quantidade de leads captados.

Dessa forma, eu identifico o valor gasto por cada lead captado e consigo ter o controle desses gastos.

E não é só isso. O marketing de conteúdo pode trazer resultados, tanto quanto o marketing tradicional, além de ser bem mais barato.

Isso porque as redes sociais e ferramentas digitais são mais acessíveis do que os custos com publicidade tradicional.

Eu também capto leads a partir dos meus artigos do blog e vídeos do Youtube, mas, nesse caso, o custo maior é o tempo, pois eu levo cerca de cinco horas para produzir um artigo e em torno de sete horas para produzir um vídeo.

11. Aumenta o LTV (Lifetime Value) 

Aumenta o Life Time Value

Outra grande vantagem do marketing de conteúdo é que ele ajuda a fidelizar o cliente.

Lifetime Value é o valor que o cliente gasta na hora de comprar seu produto ou serviço.

É muito mais barato vender a uma pessoa que já é cliente do que conquistar um novo cliente.

Por isso que é tão importante continuar oferecendo conteúdo de qualidade para a sua audiência, mesmo depois da compra.

Essa atitude faz com que seja possível realizar uma nova venda para a mesma pessoa.

12. Reduz o CAC (Custo por Aquisição de Clientes) 

O Custo por Aquisição de Clientes é o valor que você gasta para conquistar um novo cliente.

O marketing de conteúdo ajuda a reduzir esse valor gasto.

Além de economizar com mídias pagas, o marketing de conteúdo ajuda o cliente a realizar a compra com menos dúvidas em relação ao seu produto, pois ele foi educado durante o processo.

Dicas para conseguir apoio para sua estratégia de Marketing de Conteúdo

Quem trabalha com estratégia de marketing de conteúdo precisa mostrar para os gestores como o marketing de conteúdo pode gerar grande retorno para a empresa.

Porém, não é nada fácil mostrar quanto retorno o marketing de conteúdo pode gerar.

Por isso que muitos profissionais de marketing se baseiam em resultados que são bem mais fáceis de serem metrificados, como a taxa de engajamento, por exemplo.

Mas, é difícil medir quanto lucro o engajamento gera para a empresa e, por isso, os líderes nem sempre levam isso em consideração na hora de aprovar a estratégia.

Nem sempre a empresa entende que um conteúdo de qualidade e rico em informações relevantes para o público-alvo é capaz de criar um relacionamento de confiança com ele, ser visto como autoridade no mercado e gerar novas oportunidades de negócios.

Para que você consiga derrubar essa barreira, deixo a seguir 2 dicas essenciais para convencer gestores da importância do marketing de conteúdo.

1. Apresente sua estratégia

Apresente sua estratégia de marketing de conteúdo ao seu gestor, para conseguir apoio. Mas, para isso, você precisa se preparar.

Estude a concorrência

  • Pesquise as empresas que atuam no mesmo nicho que você e descubra se elas já utilizam a mesma estratégia;
  • Identifique se é possível aplicar a mesma estratégia, de forma melhorada, para obter resultados mais significativos.

Apresente métricas concretas

  • Mostre como o marketing de conteúdo pode reduzir os custos por aquisição de novos clientes;
  • Mostre como ele pode gerar mais oportunidades de negócios para a empresa;
  • Prove como o marketing de conteúdo é uma estratégia capaz de gerar leads e aumentar a taxa de vendas.

2. Calcule os custos e a receita da sua estratégia

Calcule os custos e a receita da sua estratégia

Calcular os custos e a receita da sua estratégia é essencial para saber se ela está dando certo.

Para realizar esse cálculo, você precisa incluir o salário dos colaboradores da equipe de marketing de conteúdo, valor da mão de obra terceirizada para produção de conteúdo, mídias de compartilhamento, quantidade de vendas geradas a partir do conteúdo (leads oriundos de conteúdo).

Claro que todos esses números não serão exatos (são apenas uma estimativa). Porém, essa estimativa tornará o cálculo do retorno do investimento bem mais aproximado.

Você pode utilizar dois tipos de métricas para verificar esses resultados, que são: métricas editoriais e métricas de negócio (você verá mais sobre essas métricas, detalhadamente, mais à frente).

Planejamento de Marketing de Conteúdo

Uma estratégia de marketing de conteúdo consiste, basicamente, em planejar, executar e mensurar.

Para fazer um bom planejamento é necessário definir o objetivo e como atingi-lo através de sua estratégia.

Além disso, você também precisa fazer o seu planejamento baseado no perfil da sua persona.

Na sua estratégia de conteúdo, você precisa considerar a linguagem que será utilizada, as palavras-chave relevantes, além de escolher bem os temas que serão abordados.

Veja a seguir dois itens importantes para um bom planejamento de marketing de conteúdo.

1. Defina a persona 

Para que a sua estratégia de marketing de conteúdo gere bons resultados, é necessário conhecer quem é a pessoa que você quer atingir.

Portanto, definir a persona do seu negócio é fundamental.

Para isso, você precisa estudar a persona, conhecer suas dores, seus desejos, bem como avaliar o modo como vai conduzi-la pela jornada de compra.

A persona é o perfil do cliente ideal, criado a partir de informações reais sobre seus clientes.

Com a persona definida fica bem mais fácil criar conteúdo interessante, e mais assertivo você será na hora de realizar uma venda.

2. Defina o objetivo e os KPI´s

Defina o objetivo e os KPI´s na sua estratégia de Marketing de Conteúdo

Para definir o objetivo da sua estratégia, você precisa identificar os pontos que o seu negócio precisa melhorar.

O objetivo deve ser uma ponte que leva o seu negócio ao topo.

Ou seja, o objetivo que você deve traçar precisa conduzir o seu negócio ao nível mais alto de onde você deseja chegar.

Com persona e objetivo definidos, é hora de definir os KPI’s (Indicadores chave de performance).

São os KPI’s que vão mostrar se suas campanhas estão dando certo.

É importante definir os KPI’s pois através deles você vai conseguir acompanhar a estratégia de marketing e fazer melhorias.

Aplicação e métricas da estratégia de marketing de conteúdo

Aplicação e métricas da estratégia de marketing de conteúdo

Veja como executar e medir a sua estratégia de marketing de conteúdo. 

Aplicação da estratégia de Marketing de Conteúdo

A aplicação da estratégia de marketing é tão importante quanto o planejamento. De nada adianta fazer um planejamento bem elaborado e na hora de aplicar a estratégia, fazer “de qualquer jeito”.

Primeiro, você precisa manter o foco naquilo que foi planejado e ter consistência na criação e publicação de conteúdo.

Veja agora como aplicar uma estratégia de marketing de conteúdo.

Produção de conteúdo

O planejamento do marketing de conteúdo “ganha vida” na produção de conteúdo.

A produção de conteúdo é trabalhosa e você precisa investir seu tempo para a execução dessa tarefa.

Mas, a boa notícia é que existem algumas estratégias que podem facilitar esse processo. É o que você vai conferir a seguir.

1. Palavras-chave relevantes 

Uso correto de palavras-chave durante o seu conteúdo pode ajudar a rankear melhor o seu conteúdo nos resultados de pesquisas do Google.

Pesquise quais são as palavras-chave relevantes para o seu nicho e crie conteúdo com elas. 

É importante lembrar que você não estará produzindo conteúdo apenas para o Google, mas sim, para pessoas. 

Então, utilize as palavras-chave relevantes, de forma natural e sem excessos.

2. Tamanho e formato adequados

Na estratégia de marketing de conteúdo, o que mais importa é entregar valor para o público.

Portanto, o seu conteúdo deve, primeiramente, ter qualidade e ser rico em informações relevantes.

Porém, não adianta criar um excelente conteúdo de trezentas palavras, ou um texto ruim com duas mil palavras.

O ideal é criar um texto longo, mas que seja completo, que forneça respostas para as dúvidas do seu público-alvo.

O Google valoriza textos longos e completos, com uma aplicação adequada de SEO.

3. Formatação do conteúdo

Para produzir um conteúdo que atraia visitantes e faça com que o leitor permaneça no seu texto, é necessário dar atenção à formatação.

Um texto escaneável atrai a atenção do leitor.

Além disso, as pessoas tendem a fazer uma leitura “por cima” do texto, realmente escaneando o que está escrito.

Se você formata o seu texto de maneira que facilite essa escaneabilidade, o leitor identifica, facilmente, as partes do texto que possuem as informações que ele está procurando. 

Isso faz com que ele permaneça por mais tempo em seu conteúdo, o que gera relevância para o seu conteúdo, nos mecanismos de busca.

Para formatar o seu conteúdo, para ele fique escaneável, você pode usar intertítulos, bullet point, negrito, listas numéricas, entre outros recursos que fazem com que o seu texto fique visualmente atraente.

4. Revisão do conteúdo

Fazer a revisão do seu conteúdo antes de publicá-lo é essencial para transmitir profissionalismo e autoridade.

Afinal, se o leitor se depara com um texto ruim, cheio de erros gramaticais, sem coerência e vazio de informações, ele não segue com a leitura, e você ainda transmitirá a imagem de amador.

Otimização para SEO

Otimização para SEO

Depois que o seu conteúdo estiver criado, é hora de otimizá-lo com estratégias de SEO.

Mesmo com um conteúdo de qualidade, otimizá-lo para os mecanismos de busca vai fazer com que ele seja encontrado mais facilmente pelos usuários.

Para isso, você pode usar, por exemplo, palavras-chave relevantes durante o texto, de forma natural, usar as palavras-chave também na URL, na meta-descrição, no título e intertítulos.

Divulgação

Divulgação

Mesmo criando um conteúdo de excelente qualidade, ainda assim é necessário divulgá-lo, para chegar ao máximo de leitores possível.

Além de otimizá-lo para os mecanismos de busca, você também pode fazer a sua parte na divulgação, e compartilhá-lo em outros locais, para que chegue a mais pessoas.

Você pode divulgar o seu conteúdo em canais estratégicos, onde conseguirá atingir o seu público-alvo. São eles: O e-mail marketing e as redes sociais.

1. E-mail marketing

Muita gente acha que o e-mail está ultrapassado e que é uma estratégia de divulgação que não dá certo. Muito pelo contrário!

O e-mail marketing é uma estratégia muito eficiente de divulgação, pois entrega seu conteúdo diretamente para a sua persona, e você ainda consegue acompanhar o engajamento dela com o seu conteúdo.

Você pode utilizar o e-mail marketing para divulgação do seu conteúdo através de disparos, de acordo com a etapa que a pessoa estiver na jornada de compra, ou pode enviar newsletters, de forma periódica, com os seus principais conteúdos.

2. Redes sociais

Se você quer encontrar um canal para conquistar clientes, saiba que o melhor lugar, sem dúvida, são as redes sociais.

Mas, você não precisa criar um perfil em todas as redes sociais que existem. Basta identificar em qual rede social o seu público-alvo está, e fazer seu trabalho de divulgação nesse canal específico.

Se o seu público-alvo está presente no Facebook, por exemplo, é lá que você deve criar um perfil e divulgar o seu conteúdo.

Não adianta divulgar seu conteúdo no Instagram, se o público que você deseja atingir não está lá.

Geração de leads

Como aplicar o Marketing de Conteúdo orientado a obtenção de leads

A geração de leads é quando a empresa consegue levar o visitante que está no topo do funil, para o meio do funil.

Os leads são aquelas pessoas que demonstraram interesse pela sua marca, e deixaram seu contato, em troca de algum material rico.

Gerar leads é essencial para que você colha informações importantes e possa encaminhar o futuro cliente pela jornada de compra, de forma mais rápida e mais fácil.

Nutrição de leads

Depois que você conseguir converter os visitantes em leads, chegou a hora de prepará-los para a próxima etapa do funil de vendas, que é o momento da decisão de compra.

É a partir do meio do funil que você vai trabalhar a nutrição de leads. Ou seja, você vai entregar conteúdo mais aprofundado sobre o assunto relacionado ao seu produto ou serviço, para que o lead amadureça e esteja pronto para ser abordado pela equipe de vendas.

É na parte da nutrição de leads que o futuro cliente vai se interessar cada vez mais pela sua marca, e vai querer mais informações sobre o produto ou serviço que você oferece.

Métricas da estratégia de Marketing de Conteúdo

Como avaliar a performance das estratégias de Marketing de Conteúdo?

Depois de fazer o planejamento de sua estratégia de marketing de conteúdo e colocá-la em prática, você precisa metrificar as suas ações.

Metrificar suas ações é fundamental para identificar se a estratégia está gerando bons resultados.

É a partir da análise dos resultados obtidos, que você vai poder saber o que está dando certo e o que você precisa fazer melhorias.

Veja a seguir duas formas de saber qual retorno a sua estratégia de marketing de conteúdo está gerando.

Frequência ideal

Uma maneira eficaz de saber como a sua estratégia está funcionando é metrificando com certa frequência.

Cada métrica possui uma frequência ideal (diária, semanal, mensal, semestral). Você precisa conhecer cada uma e saber qual o tempo ideal para coletar os dados para ter uma boa base para análise.

ROI

O ROI é uma métrica que avalia se um investimento está sendo eficiente. Essa métrica avalia o retorno do que foi investido.

Para usar essa métrica, basta calcular a receita que você gerou, diminuindo os gastos que você teve.

Como fazer Marketing de Conteúdo

Como fazer Marketing de Conteúdo passo a passo

Fazer marketing de conteúdo vai muito mais além do que apenas publicar artigos no blog.

Existe um processo bem planejado de estratégias para atingir os resultados estabelecidos para o negócio.

E, para aplicar estratégias de marketing de conteúdo de maneira eficiente é importante que você dedique tempo para planejar, executar e avaliar essas estratégias.

Para facilitar esse processo, você pode seguir o esquema de planejamento abaixo:

1. Estabeleça metas

Para fazer marketing de conteúdo, você precisa estabelecer metas inteligentes e objetivos que deseja alcançar.

Estabeleça metas mensais, com o marketing de conteúdo voltado para a realização dessas metas.

É fundamental estabelecer metas mensuráveis e atingíveis. Dessa forma, fica bem mais claro e fácil atingir os objetivos de sua estratégia de marketing.

No marketing de conteúdo, não adianta apenas criar um blog e materiais para promover a sua marca.

Você precisa definir quais são as principais metas de marketing de conteúdo para sua estratégia.

2. Tenha um calendário de publicações

Para atingir o sucesso no marketing, você precisa ter um bom planejamento.

Por isso, criar um calendário de publicações diárias e semanais é fundamental.

Um calendário de publicações precisa ter frequência de produção e de publicação de conteúdo, datas para lançamento, além de um plano para divulgação nas redes sociais.

Dentro do calendário de publicações, você pode criar também um calendário editorial, que vai te auxiliar no controle e alinhamento de informações como:

  • Pautas de conteúdo;
  • Datas de publicações;
  • Prazos para produção de conteúdo;
  • Datas de lançamentos;
  • Palavras-chaves utilizadas;
  • Promoção de e-mail marketing;
  • Divulgação em redes sociais;
  • Proporção de conteúdo de topo, meio e fundo de funil.

Ter um calendário melhora a frequência de publicações, alinha o time de marketing, evita repetições de temas e palavras-chave, diversifica o formato dos conteúdos, reduz atrasos, controla a quantidade de conteúdo.

3. Elabore temas

Planeje temas para cada canal de publicação, com base em palavras-chave e em relevância de cada tema.

Fazer pesquisa com a sua audiência para definir os temas do conteúdo que você vai produzir também é uma boa dica.

Antes de produzir o conteúdo, faça uma enquete nas redes sociais, para saber quais são os assuntos que seu público tem interesse.

O tema do conteúdo que você vai publicar precisa gerar engajamento e compartilhamentos, por isso a importância de saber, exatamente, qual o assunto que a sua audiência quer consumir.

Vale lembrar que é importante definir os temas do conteúdo de acordo com a etapa do funil na qual o lead se encontra.

4. Organize a produção de conteúdo

Organize cada etapa da sua produção de conteúdo.

Você pode criar parte do conteúdo que será publicado e outra parte você pode terceirizar.

Há diversas empresas especializadas em criação de conteúdo, onde você pode conseguir bons profissionais que poderão te auxiliar na produção.

Você só precisa decidir quais serão suas atribuições, depois é só terceirizar o que precisar.

5. Tenha conteúdo pronto

Produza conteúdo antecipadamente, para sempre ter conteúdo pronto para publicar.

Dessa forma, além de manter a consistência nas publicações, você terá conteúdo pronto, caso surja algum imprevisto e você não possa produzir.

Essa dica se aplica, principalmente, a quem não terceiriza a produção de conteúdo, pois essa parte demanda tempo.

6. Divulgue o seu conteúdo

Depois de seguir esse esquema, trabalhe a divulgação do conteúdo produzido.

A divulgação também deve fazer parte do planejamento de marketing de conteúdo.

Você pode dividir sua divulgação de conteúdo da seguinte maneira:

  • Vídeos no Youtube;
  • Redes sociais;
  • Tráfego pago;
  • Tráfego orgânico.

Principais Canais de Marketing de Conteúdo

Onde fazer Marketing de Conteúdo

Há vários canais para trabalhar marketing de conteúdo. Cabe a você avaliar qual deles é o mais indicado para o seu tipo de negócio.

Confira a seguir os principais canais de marketing de conteúdo:

1. Blog

Se você me acompanha há algum tempo, já sabe que o blog exerce o papel principal do meu negócio.

E, como eu sempre falo, o blog é seu, portanto, você tem controle de todas as ações realizadas e as regras são suas, ao contrário das redes sociais, onde você precisa seguir as regras de terceiros para não ser penalizado.

No seu blog você pode publicar artigos, vídeos, materiais para download, capturar leads, monitorar o tráfego, etc.

O blog é uma plataforma muito eficaz para trabalhar o marketing de conteúdo, pois você pode usar praticamente todas as estratégias dentro da sua estrutura.

2. Vídeos

Os vídeos, como estratégia de marketing de conteúdo, são simplesmente fantásticos.

Nos vídeos você pode fazer a divulgação do blog, redes sociais, e-books e muito mais.

Dessa forma, um canal de marketing de conteúdo ajuda o outro a crescer, pois esse é o conceito de transmídia, onde você pode divulgar um canal através de outro.

Vários alunos do Fórmula Negócio Online estão se destacando em vendas devido ao uso de vídeos como estratégia de marketing de conteúdo.

Não tenha dúvida de que o vídeo é o futuro do marketing de conteúdo. Por isso, não fique de fora e aproveite esse canal tão eficiente.

Vídeos Caseiros, no formato Vlog e Vídeos de vendas, por exemplo, aumentam a conversão em mais de 50%, em comparação com as páginas de vendas que não possuem vídeo.

Vídeos são realmente eficientes para o marketing de conteúdo.

Caso você não esteja aplicando essa estratégia porque não gosta de aparecer nos vídeos, saiba que isso não é impedimento, pois há diversas maneiras de gravar vídeo sem aparecer.

3. Redes Sociais

Não há dúvida de que todo empreendedor que deseja estar onde o público-alvo está deve ter uma conta no Facebook, que é a maior rede social que existe.

Porém, o seu público-alvo está no Facebook, assim como os seus concorrentes também estão.

Portanto, você precisa procurar se diferenciar e se destacar dos demais, e nada melhor para fazer isso do que através de uma boa estratégia de marketing de conteúdo.

Mas não basta compartilhar seu conteúdo nas redes sociais, você precisa criar uma estratégia específica, de acordo com o perfil de cada rede social que você for trabalhar.

4. Material para Download

Outro canal para você trabalhar o marketing de conteúdo para captar leads é oferecendo material para download, principalmente e-books.

Nós temos diversos e-books disponíveis para download em várias plataformas, para que os visitantes baixem esse material em troca do e-mail.

Então, eu recomendo fortemente que você crie e disponibilize materiais para download para fortalecer a estratégia de marketing de conteúdo.

Dessa forma, você também estará captando leads para o seu e-mail marketing.

Há diversas opções para você criar material para download e disponibilizar para a sua audiência, como e-books, infográficos, planilhas, podcast, aulas em vídeo…

Vou falar um pouco sobre cada um desses materiais para download.

5. E-book

Quando disponibiliza e-books para download, você transmite confiança e credibilidade para a sua audiência.

Seu público passa a te enxergar como uma autoridade no assunto e fica bem mais propenso a comprar o que você for oferecer.

Além disso, através de um e-book você consegue transmitir todas as informações que deseja, de um jeito mais fácil de ser consumido.

6. Ferramentas

As ferramentas são um meio de o seu futuro cliente conseguir solucionar um problema mais facilmente.

As ferramentas são uma ótima maneira de gerar mais leads e engajamento, além de serem fáceis de serem manuseadas, pois geralmente são bastante intuitivas, fazendo com que o usuário não precise ser um especialista no assunto.

7. Infográficos

O infográfico é um material fácil de ser consumido, pois é bastante visual e transmite a mensagem de maneira fácil e rápida.

Essa é uma ótima forma de gerar leads, pois as pessoas gostam de ler conteúdo que não exige muito tempo.

8. Templates

O template foi criado para facilitar o trabalho do empreendedor, pois é um material pronto para ser utilizado, o que ajuda na realização de uma tarefa, além de economizar tempo.

Os templates podem ser modelos de documentos, listas ou apresentações.

9. Webinars

Esse tipo de conteúdo pode ser gravado ou disponibilizado em forma de live.

O webinar é uma excelente forma de aproximar a sua marca da audiência.

Se for ao vivo, o público pode interagir com sua marca e ter suas dúvidas respondidas na mesma hora.

Depois, você também pode transcrever o conteúdo do webinar e transformá-lo em um artigo ou e-book, por exemplo.

10. Kits

Já os kits, são vários materiais sobre o mesmo tema, reunidos para serem entregues juntos ao potencial cliente.

A audiência adora receber um kit de forma gratuita.

Dessa forma, é bem mais fácil convencer o visitante a deixar o contato dele.

11. E-mail Marketing

A estratégia de e-mail marketing faz parte do marketing de conteúdo como um todo e auxilia, principalmente, na entrega de conteúdo para a audiência.

Esse é, sem dúvida, um dos melhores canais de marketing de conteúdo e eu gosto muito de usar em meu negócio.

Um dos maiores erros que os empreendedores digitais cometem quando usam o e-mail marketing é quando enviam apenas ofertas de produtos.

Você precisa nutrir a sua lista enviando mais conteúdo de valor através de e-mail do que ofertas de produtos.

Claro que o seu objetivo com a estratégia de e-mail marketing é vender, mas você precisa fazer venda sem parecer que está vendendo.

E você consegue isso aplicando a estratégia 80 e 20, que consiste em enviar 80% de conteúdo de valor para a sua lista e 20% de oferta.

Atualmente estou usando a LeadLovers para administrar o e-mail marketing em diversos projetos.

Exemplos de Marketing de Conteúdo

Exemplos de Marketing de Conteúdo

Agora você vai conhecer exemplos de marketing de conteúdo, entre offline, online e híbrido. Veja a seguir.

1. Offline

O exemplo de marketing de conteúdo offline que eu vou dar é o das novelas. 

Antes, as novelas eram narradas no rádio e exibidas cinco dias na semana, duas vezes por dia.

Cada capítulo terminava com um suspense no ar, aguçando a curiosidade do espectador, para continuar acompanhando a novela no dia seguinte.

Foi nessa época que os empresários aproveitaram a audiência das donas de casa, que acompanhavam as novelas pelo rádio enquanto realizavam as tarefas de casa, e passaram a publicar anúncios de sabão durante os intervalos.

Depois, as novelas passaram a ser exibidas na TV (e os comerciais também).

A partir daí, os produtos passaram a ser anunciados também durante as histórias, assim como é hoje.

2. Online 

O exemplo de marketing de conteúdo online são os Podcast.

Os Podcasts são parecidos com o rádio, pois são conteúdos produzidos para você ouvir.

E, embora possuam anúncios, eles oferecem mais conteúdo valioso para o usuário.

Através do Podcast, além de informada, a audiência fica mais próxima do produtor do conteúdo, o que gera confiança na hora da tomada de decisão de compra.

3. Híbrido

O marketing de conteúdo híbrido é aquele em que você pode usar conteúdo online para levar o usuário para o offline (e vice-versa).

É o tipo de conteúdo em que você promove, por exemplo, um evento offline através das suas redes sociais, ou, divulga um canal do Youtube, em uma palestra presencial, por exemplo.

Como Transformar Marketing de Conteúdo em uma Fonte Inesgotável de Vendas

Como Transformar Marketing de Conteúdo em uma Fonte Inesgotável de Vendas

Há algum tempo, bastava ter um site otimizado e repleto de banners para você conseguir realizar várias vendas, hoje isso já não é o bastante.

Por causa do grande volume de negócios online atualmente, além de ter um conteúdo otimizado com estratégias de SEO, é necessário que esse conteúdo seja relevante e de qualidade.

Para isso, você pode seguir algumas dicas que vão te ajudar a transformar o marketing de conteúdo em uma fonte inesgotável de vendas. Confira!

1. Crie Landing Pages

Criar uma página totalmente direcionada para a conversão ou para gerar ansiedade para um lançamento é ideal para transformar leads em clientes.

Direcione tráfego do seu conteúdo para as landing pages. Para isso, você precisa estudar o seu público e entender o que ele está buscando.

Além disso, se informe sobre como a concorrência está trabalhando, para poder se inspirar e encontrar as melhores referências.

Para criar landing pages, eu recomendo a LeadLovers ou o OptimizePress.

2. Segmente seu público

Segmente o seu público de acordo com cada produto que você promove. Identifique a persona e defina a melhor maneira de se comunicar com ela.

Essa segmentação pode ser feita por:

  • Idade;
  • Gênero;
  • Localização;
  • Renda;
  • Hábitos de consumo…

A segmentação do público trará resultados mais satisfatórios para o seu negócio, não tenha dúvida…

Quanto mais segmentado for o seu público, mais direcionado você conseguirá deixar o seu conteúdo.

Quanto mais informações você conseguir coletar do seu público-alvo, mais vai conseguir segmentá-lo e, consequentemente, mais vendas você realizará.

3. Ofereça ao seu público o que ele já procura

Depois que você conseguir segmentar o seu público-alvo, ofereça o que ele já procura.

Por exemplo: Se o seu produto for direcionado para homens desempregados que estão procurando maneiras de ganhar dinheiro em casa, crie conteúdo sobre esse assunto, colocando imagens relacionadas, para que esse público se identifique.

Ofereça conteúdo relevante para cada público para mantê-lo atraído e, mais à frente, conseguir vender o seu produto.

Através de um conteúdo bem segmentado você consegue alcançar vários objetivos. Entre eles:

  • Tráfego;
  • Posicionamento;
  • Engajamento;
  • Conversão.

4. Crie conteúdo baseado em fontes seguras

Um dos piores erros que um empreendedor digital pode cometer é publicar notícias falsas ou baseadas em fontes duvidosas só para impulsionar o seu marketing, pois isso pode causar uma fama muito ruim para o seu blog e manchar a sua reputação no mercado.

O seu conteúdo deve conter fatos baseados em fontes seguras. Além disso, não minta sobre os benefícios do seu produto. 

Fale sempre a verdade sobre o que o seu produto tem para oferecer aos seus futuros clientes.

Dessa forma, os visitantes confiarão em você e em seu produto e suas chances de convertê-los em clientes aumentarão.

5. Crie títulos chamativos

Crie títulos chamativos para atrair a atenção do público-alvo. Use palavras e frases que façam com que o visitante fique curioso para clicar em seu artigo, para saber mais sobre aquilo que você tem a oferecer para ele.

Alguns exemplos de títulos chamativos são: “Emagreça 3 kg em 1 semana” ou “Ganhe dinheiro rápido”.

Títulos assim funcionam muito bem, pois eles indicam o caminho para conseguir exatamente aquilo que o público deseja.

Porém, você precisa conhecer bem o seu público-alvo, pois, quanto mais você conhecer o seu público, mais assertivo será em seus títulos e mais conversões realizará.

6. Gere valor para o seu público

No marketing de conteúdo, é necessário gerar valor para conseguir bons resultados. Quanto mais valor você oferecer ao seu público, mais chances você terá de converter.

Uma excelente maneira de gerar valor para o seu público através do seu conteúdo é oferecendo informações aprofundadas sobre o assunto do seu nicho de mercado.

Quanto mais valor você fornecer para o seu público-alvo, mais esse público vai te ver como um especialista naquele assunto e, dessa forma, você conquistará cada vez mais a confiança dele.

Gere valor para a sua audiência através do seu conteúdo, mantendo o foco em seu produto e, dessa maneira, você alcançará o sucesso em seu negócio.

7. Mantenha o público engajado

Para aumentar as suas vendas é essencial criar uma estratégia que incentive o engajamento da audiência.

Procure maneiras de fazer com que o seu conteúdo gere engajamento.

Não publique conteúdo em seu blog e fique apenas esperando o retorno. Incentive as pessoas a interagirem com o conteúdo publicado.

Você pode usar as redes sociais para gerar esse engajamento. Publique imagens e incentive o compartilhamento, faça enquetes, sorteios, entre outras ações que gerem bastante engajamento.

8. Tenha consistência

Você já ouviu aquela frase que diz: “Quem muito se ausenta, um dia deixa de fazer falta?”

Pois é, se o público não tem ideia de quando o seu conteúdo será publicado, ele não se comprometerá em esperar para consumir as suas publicações.

Por isso que eu sempre falo da importância de ter consistência. A audiência espera pela próxima publicação, do mesmo jeito que espera pelo próximo capítulo da novela.

O público fica cada vez mais engajado com “a história” e espera por mais. Ofereça ao seu público um “novo capítulo” e conquiste-o cada vez mais.

Uma das estratégias do marketing de conteúdo é a oferta de uma recompensa digital para o lead que você captou.

O público vai esperar pelo próximo conteúdo que você vai publicar para saber mais sobre a solução que você está oferecendo para o problema que ele possui.

Portanto, mantenha a consistência em suas publicações e o público se manterá cada vez mais fiel.

Como Melhorar o seu Marketing de Conteúdo

Como Melhorar o seu Marketing de Conteúdo

O marketing de conteúdo é uma estratégia que precisa de constante revisão e testes. Não basta criar conteúdo e esperar que eles atraiam milhares de pessoas.

As pessoas acessam a internet para encontrar informações que agreguem valor para elas, por isso que o marketing de conteúdo precisa ser aplicado de maneira eficiente, buscando sempre sua melhoria.

1. Tenha objetivos claros

Lembre-se que o marketing, em geral, é baseado em estratégias para gerar lucro através da promoção de um produto ou serviço.

Então, produza o seu conteúdo (seja artigos para o blog, vídeos para o canal do YouTube, posts para as redes sociais…) sempre focado em objetivos bem definidos.

2. Tenha metas de curto, médio e longo prazo

Curto prazo

Crie metas de curto prazo, para avaliar a qualidade do seu conteúdo. Essas metas podem ser:

  • Cronograma de postagens;
  • Visitas no blog;
  • Visualizações dos vídeos;
  • Compartilhamentos…

Médio prazo

Defina metas de médio prazo que aproximem um pouco mais o público e converta visitantes em leads. Essas metas podem ser:

  • Quantidade de leads por semana;
  • Taxa de cliques por e-mail enviado;
  • Taxa de abertura de e-mail enviado…

Longo prazo

As metas de longo prazo são aquelas que estão voltadas para ações de venda.

Você pode começar definindo as metas de longo prazo por semana e ir diminuindo o prazo até conseguir realizar várias vendas por dia.

Como montar uma estratégia de conteúdo

Como montar uma estratégia de conteúdo

Como você pôde perceber, para montar uma estratégia de sucesso você precisa de planejamento.

Sem um planejamento inicial não existe estratégia de marketing de conteúdo que seja bem-sucedida.

E o que vai fazer realmente a diferença é a qualidade do conteúdo e a consistência nas publicações.

Você precisa manter um bom relacionamento com a sua audiência para que ela passe de visitante a lead e de leads a cliente satisfeito e fiel.

Para montar uma estratégia de marketing de conteúdo você precisa:

  • Analisar o mercado;
  • Criar a sua persona;
  • Fazer um planejamento de conteúdo;
  • Manter o conteúdo atualizado;
  • Definir os canais para publicação do conteúdo;
  • Criar CTA;
  • Mensurar os resultados.

Erros mais comuns que você deve evitar no Marketing de Conteúdo

Erros mais comuns que você deve evitar no Marketing de Conteúdo

Alguns empreendedores acreditam que o marketing de conteúdo não funciona.

Mas, o que acontece é que eles estão cometendo alguns erros que impedem o sucesso de suas estratégias. Veja alguns desses erros:

1. Fazer apenas propaganda do seu produto ou serviço

Para não cometer o erro de fazer apenas propaganda do seu produto ou serviço, é importante lembrar que o público possui um problema e está lendo o seu conteúdo com a intenção de resolvê-lo.

Por isso, se você quer que ele enxergue o seu produto ou serviço como a melhor solução do mercado, primeiro alimente-o com conteúdo gratuito, ricos em informações e de excelente qualidade, ajudando a compreender melhor o problema e conduzindo-o para a venda, de forma sutil.

2. Não fazer chamada para ação

Não adicionar uma CTA ao conteúdo é um erro muito grave em sua estratégia de conteúdo.

Não adianta atrair tráfego para o seu blog se você não o direciona para a sua página de vendas, pois o objetivo final do seu negócio é a conversão.

3. Não definir metas

Como você vai saber se a sua estratégia está dando certo, se você não definir metas?

Defina metas e objetivos para as suas estratégias de marketing de conteúdo e acompanhe os resultados de suas ações, para saber se você está no caminho certo ou se precisa realizar melhorias.

4. Não diversificar os canais de divulgação

Para que sua estratégia funcione, você precisa diversificar os canais de divulgação.

Procure identificar em quais canais o seu público-alvo está e execute as ações de marketing de conteúdo nesses locais.

Esteja onde o seu futuro cliente está presente.

5. Não criar um calendário editorial

Para que a sua marca continue tendo visibilidade e gerando interesse, é necessário ter consistência em suas publicações.

Para isso, o ideal é contar com um calendário editorial. Com ele, você vai poder se organizar e publicar seu conteúdo de maneira consistente e com uma boa periodicidade.

6. Não dar a devida importância à criação do conteúdo

É interessante ter um profissional responsável pela criação do conteúdo, pois, assim, tanto o calendário editorial será cumprido de maneira mais fácil, quanto o conteúdo será criado por alguém focado nessa tarefa, o que seria difícil, se você fosse criar o conteúdo e dar conta de todas as tarefas do seu negócio ao mesmo tempo.

7. Não estudar o mercado de atuação

Outro erro muito comum e que você precisa evitar, para que a sua estratégia de marketing conteúdo gere bons resultados é não estudar o seu mercado de atuação.

Cada vez mais os clientes estão exigentes e buscando informações sobre os produtos e serviços, antes de consumi-los.

Portanto, se você não mostrar ao seu público-alvo que tem conhecimento suficiente sobre o seu mercado, você será visto como um profissional “meia-boca”.

É essencial dominar o nicho de mercado com o qual você trabalha, pois, dessa forma, você será visto como uma autoridade, ganhará a confiança do público e aumentará as chances de gerar muitas vendas.

8. Não ter consistência

Como eu disse no item 5, você precisa ter consistência em suas publicações.

O público que consome o seu conteúdo, geralmente, fica ansioso pela próxima publicação.

Se você demora a publicar um novo conteúdo, ou não tem um calendário editorial para publicar com a frequência ideal, esse público perde o interesse em seu conteúdo e você perde a chance de conquistar novos clientes.

9. Não usar estratégias de SEO

Não aplicar estratégias de SEO em seu conteúdo é um erro fatal, que pode prejudicar o desenvolvimento do seu negócio.

Usar estratégias de SEO em seu conteúdo é fundamental.

As estratégias de SEO vão te ajudar a posicionar melhor o seu conteúdo nos resultados de busca, além de serem boas práticas para ganhar a atenção do leitor, que permanecerá por mais tempo em seu conteúdo, o que pode gerar ainda mais relevância para ele.

10. Esperar por resultados rápidos

Você precisa entender que o marketing de conteúdo é uma estratégia de longo prazo.

Portanto, quem é muito ansioso e espera gerar resultados rápidos, pode encontrar outro caminho (como a criação de anúncios pagos, por exemplo), pois esse pode demorar, mas gera resultados sólidos, cria relacionamento com o futuro cliente, conquista a confiança dele e, depois, é que gera a venda e, portanto, o lucro.

11. Não diversificar o formato do conteúdo 

As pessoas interagem mais com conteúdo em formato de textos com imagens e em vídeos, por exemplo.

Por isso, é tão importante diversificar os formatos do conteúdo.

Dessa forma, você atrai o público que gosta mais de ler, ao mesmo tempo que atrai o público que prefere assistir aos vídeos ou ouvir um podcast, enquanto executa alguma atividade, por exemplo.

13. Não criar conteúdo perpétuo 

É um erro publicar notícias e assuntos do momento, que atraem muito tráfego, mas que os visitantes somem depois de alguns dias.

O ideal é criar conteúdo que agregue valor ao leitor em qualquer época, mesmo depois de muito tempo publicado.

Check-List de Marketing de Conteúdo

Check-List de Marketing de Conteúdo

Confira a seguir um checklist simples de marketing de conteúdo para você aplicar em seu negócio online e conquistar os melhores resultados.

  • Mantenha o foco no público-alvo: Ofereça o conteúdo que o público quer;
  • Crie publicações de maneira pessoal: Evite publicar textos que mais parecem anúncios. Procure ser o mais próximo possível da sua audiência;
  • Torne-se uma autoridade: Crie conteúdo de valor para o seu público e desenvolva a confiança dele em você, mostrando que sabe do que está falando. Dessa forma, o público vai te ver como um especialista no assunto;
  • Conquiste a confiança da sua audiência: Seja sempre honesto com o seu público-alvo;
  • Publique anúncios “disfarçados”: Publique anúncios que pareçam posts pessoais;
  • Faça uma análise dos concorrentes: Analise os seus concorrentes e aprenda com quem está mais à frente, fazendo sucesso no mesmo nicho que você atua;
  • Promova o seu conteúdo: Não se detenha à produção, invista tempo também na promoção do seu conteúdo;
  • Crie conteúdo em passo a passo: Esse tipo de conteúdo atrai muitos cliques, pois as pessoas adoram aprender algo através de passo a passo;
  • Faça chamadas para ação (CTA): Lembre-se do objetivo do seu conteúdo. Sempre faça chamadas para ação;
  • Tenha consistência: Eu não canso de repetir que ter consistência nas publicações é extremamente importante para o seu negócio. Então, mantenha-se sempre presente na mente das pessoas através das suas publicações.

Inbound Marketing no Marketing de Conteúdo

Inbound Marketing no Marketing de Conteúdo

Inbound marketing é um conjunto de estratégias de marketing que busca atrair e converter os usuários através do uso de conteúdo relevante, sem interromper a leitura do usuário com anúncios invasivos.

Como já disse antes, essa estratégia busca atrair pessoas, fazendo com que elas cheguem até você, e não o contrário.

Por isso que o inbound marketing também é chamado de marketing de atração.

O marketing de conteúdo está inserido no inbound marketing e o seu uso traz muito mais resultados.

Os 4 pilares do inbound marketing são:

  1. Atração;
  2. Conversão;
  3. Fechamento;
  4. Encantamento.

1. Atração

Esse é o pilar do inbound marketing que está focado em converter usuários em visitantes ativos de um site, blog, canal do Youtube…

Na jornada de compra, essa é a fase da conscientização, onde o visitante está conhecendo o seu negócio e analisando se o produto ou serviço que você oferece pode resolver a dor dele.

Neste pilar, seu foco deve ser oferecer, de forma gratuita, conteúdo rico e interessante para a sua persona, a fim de atrair visitantes, organicamente, e conquistar a confiança deles.

A partir daí o visitante já está pronto para a próxima fase da jornada de compra.

2. Conversão

Nesse pilar, o objetivo é converter visitantes ativos em leads, ou seja, em seguidores, assinantes de e-mail marketing…

Essa conversão é feita através de formulários e de CTA’s (Chamada para Ação), em que o lead deixa seus dados para contato em troca de algum material rico, como um e-book ou um infográfico, por exemplo.

Esse pilar marca a transição de outra fase da jornada de compra, em que a relação de confiança entre o lead e a sua marca está maior.

A partir desse momento, o lead passa a receber mais material com informações importantes através de e-mails e mensagens, pois, quando deixou o e-mail, deu permissão para que você entrasse em contato com ele.

Além de receber conteúdo por e-mail, o lead vai receber seu conteúdo nas redes sociais, no blog, no canal… passando para outra fase da jornada de compra, que é a nutrição.

A fase de nutrição aproxima o lead da decisão de compra. 

O lead é agora um provável cliente.

3. Fechamento

No terceiro pilar, o objetivo é converter o provável cliente em cliente, efetivamente.

Nessa fase da jornada de compra, o provável cliente está bem mais próximo da decisão, que é o momento da compra do seu produto ou serviço.

Nesse pilar, o provável cliente já está pronto para comprar, pois já conhece o produto ou serviço que você oferece e está convencido de que é a solução que ele precisa.

A partir desse momento, o próprio futuro cliente entra em contato, seja através de e-mail, mensagem ou ligação telefônica.

Depois da realização da compra, ele passa a ser chamado de cliente e, a partir daí, passa para a próxima fase, que é a de se transformar em cliente fiel e promotor da sua marca, que é o que você vai ver no próximo pilar.

4. Encantamento

Nesse pilar do inbound marketing, o objetivo é converter clientes em promotores da sua marca, além de clientes fiéis.

Nesse pilar, o cliente está muito satisfeito com a compra e recomenda o seu produto ou serviço para os amigos, familiares e contatos nas redes sociais.

Além disso, é muito mais fácil (e barato) vender novamente para esse cliente do que começar todo o processo, atraindo um novo lead.

Por isso que é tão importante que você faça o melhor em cada etapa da jornada de compra, entregando conteúdo rico, dando atenção ao público-alvo.

Dessa maneira, além de gerar lucro, você economiza muito, atraindo clientes de maneira orgânica.

Métricas do Marketing de Conteúdo

Métricas do Marketing de Conteúdo

Acompanhar os resultados das suas estratégias de marketing de conteúdo é fundamental para que você obtenha sucesso.

Para isso, use os critérios a seguir:

Métricas de negócio: 

Conversões geradas a partir do conteúdo publicado.

  • Vendas;
  • Leads.

Métricas editoriais: 

Metas e resultados atingidos através da estratégia de conteúdo.

  • Visitantes;
  • Visualizações de página;
  • Tempo de permanência na página;
  • Comentários;
  • Compartilhamentos;
  • Backlinks.

Custos do marketing de conteúdo:

  • Produção de conteúdo;
  • Mão de obra;
  • Ferramentas.

Faturamento do marketing de conteúdo:

  • Vendas realizadas através de tráfego orgânico;
  • Vendas realizadas através de tráfego pago;
  • Vendas realizadas através de tráfego direto.

Ferramentas Marketing de Conteúdo

Ferramentas Marketing de Conteúdo

Para executar a sua estratégia de marketing de conteúdo, eu recomendo fortemente o uso de algumas ferramentas que podem te ajudar a reduzir custos e otimizar o seu tempo.

Veja a seguir algumas ferramentas de marketing de conteúdo que eu separei para você.

1. Ubersuggest 

A Ubersuggest é uma ferramenta de palavras-chave que fornece informações mais detalhadas sobre os termos pesquisados.

Além de gratuita, essa ferramenta oferece sugestões de palavras-chave, ideias para você criar novos conteúdos e dados de backlinks.

É uma ótima ferramenta para quem deseja trabalhar o SEO.

2. WordPress 

Se você me acompanha há algum tempo, já deve conhecer essa ferramenta, pois eu já falei sobre o WordPress várias vezes aqui no blog e no meu canal.

O WordPress é a ferramenta de gerenciamento de conteúdo mais usada no mundo todo.

A maioria dos empreendedores mais bem sucedidos no mundo usa o WordPress como ferramenta para criação de blog. 

Eu uso e recomendo muito, pois essa ferramenta permite que você crie e edite os conteúdos do seu site, blog ou e-commerce sem precisar entender de programação.

Isso porque ela é uma ferramenta bastante intuitiva.

3. LeadLovers

A LeadLovers é uma das ferramentas de e-mail marketing mais utilizadas por empreendedores no mundo todo.

Com ela você consegue segmentar lista de contatos, configurar layouts, disparar e-mails de forma automatizada, além de poder integrar a ferramenta a outros serviços.

4. BuzzSumo

Software gratuito, que permite busca por temas que mais geram engajamento online.

O BuzzSumo é perfeito para você saber quais influenciadores podem fazer parte de sua estratégia de marketing, saber quais são os conteúdos que estão sendo mais compartilhados.

Além disso, a ferramenta permite que você descubra o que a concorrência está fazendo.

5. Canva 

O Canva é um software gratuito para criação de vários tipos de designs, como social post e infográficos, por exemplo.

O Canva também oferece uma biblioteca de imagens e ícones que você pode incorporar às suas peças.

A ferramenta é bastante intuitiva, facilitando seu uso, mesmo por quem não é um profissional da área.

6. Buffer 

Buffer é um software de gerenciamento de redes sociais, desenvolvimento para web e para dispositivos móveis.

Com ele você consegue agendar e acompanhar seus posts nas redes sociais.

Ele também permite a você analisar seus resultados.

7. Trello

O Trello é uma ferramenta muito usada por profissionais de marketing.

Com o Trello você gerencia tarefas, delega funções e acompanha toda a produção.

Como sabemos, o marketing de conteúdo exige muita organização.

Por isso que lançar mão dessa ferramenta é fundamental.

13 Tipos de conteúdo que você pode criar para o seu blog

13 Tipos de conteúdo que você pode criar para o seu blog

Veja agora 13 tipos de conteúdo que você pode criar para o seu blog e conseguir ter muito sucesso com ele.

O desejo de qualquer pessoa que começa com um blog é alcançar o sucesso com ele.

Ter sucesso com um blog é mais do que escrever um artigo incrível, é alcançar o objetivo que você pré-estabeleceu, como viver apenas do conteúdo que publica ou fazer dele sua principal fonte de renda.

Nenhuma outra estratégia é tão poderosa quanto o marketing de conteúdo, pois ele abrange quase todos os pontos das ações de marketing hoje.

Existem diversos tipos de conteúdo que podem ser usados para engajar leitores e transformá-los em clientes e, assim, ganhar dinheiro com blog. 

Você poderá testar e escolher qual deles funciona melhor para você. Confira.

1. Post

Essa é uma das formas mais populares de publicar conteúdo, principalmente em blogs de opinião e em formato de diários online.

O tamanho pode variar entre 800 a 3000 palavras, contendo título (headline), introdução, desenvolvimento e conclusão.

Um bom exemplo é o blog de Seth Godin, uma das maiores autoridades em marketing da atualidade.

Toda a estratégia de Godin é baseada em posts curtinhos, que variam de tamanho conforme o tema. 

É um formato que gera mais resultados quando a pessoa já é conhecida e tem uma audiência considerável.

2. Artigo comum

Esse é um tipo de conteúdo bastante usado pelos empreendedores digitais para atrair visitantes.

Sua função é apenas fornecer informações necessárias para que o público tome uma decisão, conheça a marca e se interesse pelo blog.

Esse tipo de conteúdo pode ser bastante usado no topo do funil de vendas, onde são abordados temas mais genéricos.

3. Artigo longo

Artigos longos, com muitos fatos e descrição de benefícios, convertem melhor, pois o conteúdo só tem uma chance de convencer o público.

O uso da pirâmide invertida, onde se fala das informações mais importantes primeiro, é um recurso apropriado para artigos longos.

Você já deve ter reparado que aqui no blog a maioria dos artigos segue essa linha, ou seja, são artigos longos e aprofundados.

A Hubspot analisou 6.192 artigos publicados no blog da empresa e descobriu que artigos com mais de 2.000 palavras conquistaram mais tráfego orgânico, compartilhamentos nas redes sociais e links externos.

Não preciso dizer mais nada, não é mesmo?

4. Artigo de conversão

Artigos de conversão estão entre os que mais atraem visitas e que geram mais leads e vendas, por causa da linguagem mais atrativa e persuasiva.

Não ache que você precisa ser um grande escritor para fazer um texto convincente.

Se você conseguir demonstrar paixão pelo produto, conseguirá se sair bem.

5. Conteúdo de impacto

Você provavelmente já deve ter lido um conteúdo que te inspirou, emocionou ou te motivou de alguma forma. Esse foi um conteúdo de impacto.

Escreva alguma coisa que toque o leitor, que o motive a compartilhar a mensagem com outras pessoas, que o faça querer comentar o artigo.

O objetivo desse tipo de conteúdo é criar algo que faça com que as pessoas prestem atenção, pensem e sintam.

Você deve incorporar histórias que enfatizam suas experiências e que sejam capazes de despertar as emoções.

6. Conteúdo jornalístico/notícia

Um artigo noticioso pode entrar em cena, sendo usado como mera fonte de informação ou como um ativo poderoso de engajamento, dependendo da estratégia.

O número de palavras varia de 150 a 500 palavras e geralmente tem uma imagem que ajuda na compreensão do tema.

Em muitos blogs, a atualização das notícias é diária, fazendo com que o site consiga um número alto de acessos.

Você também pode apostar nesse tipo de conteúdo, mas é preciso ter cuidado para sempre escrever coisas relevantes e não publicar fake news (notícias falsas).

7. Artigo com Storytelling

Storytelling é um tipo de conteúdo bastante utilizado no marketing como meio de promover a marca, sem vender diretamente.

Uma prática comum entre alguns empreendedores digitais é utilizar uma história pessoal ou profissional para explicar um conceito, uma ideia, uma estratégia…

Se você unir isso a dados, conseguirá gerar confiança e ajudar a criar a sua autoridade no assunto.

8. Artigo em forma de lista

As listas dão a impressão de que o conteúdo será bem objetivo e que será rápido de ler.

Estudos revelam que 79% dos leitores “escaneiam” as páginas na internet. Ou seja, eles não leem palavra por palavra, mas apenas aquelas que chamam sua atenção.

Eu mesmo utilizo esse tipo de conteúdo com listas aqui no blog.

9. Entrevista

Dependendo de quem você entrevistar, o conteúdo pode garantir bons resultados em tráfego, visibilidade, autoridade, entre outras coisas.

Você pode convidar alguém bem posicionado no mesmo nicho que você e pedir para essa pessoa responder algumas perguntas por e-mail.

Usar o nome do entrevistado no título pode ser uma excelente maneira de atrair leitores e ser encontrado pelo Google.

10. Case de sucesso

O case de sucesso descreve os relatos da experiência e dos resultados de um cliente a partir do uso do produto ou serviço da empresa.

Os cases de sucesso são conteúdos que falam diretamente ao leitor do blog que já está preparado para comprar.

Como esse leitor é um cliente em potencial e precisa ser encorajado a fechar negócio, nada melhor do que conhecer as histórias de outros clientes que já testaram e aprovaram o produto.

Se você já conseguiu conduzir algum cliente ao sucesso, pode criar um conteúdo detalhando isso.

Os cases do Fórmula Negócio Online podem te inspirar para criar os seus.

11. Artigo com vídeo

Está aí um tipo de conteúdo que pode ser bastante útil para sua estratégia, principalmente se você investe em vídeos como eu.

Você pode incluir vídeos em artigos para complementar alguns tópicos, por exemplo. As possibilidades são inúmeras.

Então, é hora de começar a usar a criatividade e mesclar vídeos com textos em sua estratégia de conteúdo.

12. Conteúdo como fazer (How-To)

Esse é o tipo de conteúdo geralmente destinado aos leitores com pouco conhecimento técnico sobre o assunto e, geralmente, não entra em grandes detalhes teóricos sobre a abordagem.

Posso citar os exemplos aqui do Núcleo Expert:

Como Ganhar Dinheiro Na Internet: 46 Formas Comprovadas Para Fazer Você Ganhar Muito Dinheiro

Como Ganhar Seguidores no Instagram: Estratégias Infalíveis para Crescer seu Perfil e Vender Mais

Como Escrever um Roteiro para Vídeo que Cativa e Encanta sua Audiência

13. Artigo opinativo

Se você me acompanha há algum tempo deve ter percebido que, por vezes, uso a opinião em meus artigos e vídeos, de forma pessoal.

Seguindo esse exemplo, você pode reservar alguns conteúdos para mostrar sua visão sobre o mercado, sobre alguma ferramenta, sobre uma estratégia que testou, etc.

Marketing de conteúdo alinhado com as etapas do funil de vendas

Marketing de conteúdo alinhado com as etapas do funil de vendas

Outra maneira de usar a estratégia de marketing de conteúdo é no funil de vendas.

Um funil de vendas é o caminho que o futuro cliente percorre até a decisão de compra.

Ele é dividido em três etapas:

  1. Topo do funil;
  2. Meio do funil;
  3. Fundo do funil.

Primeiro, você precisa identificar o tipo de conteúdo que você deverá criar em cada etapa do funil de vendas.

Conteúdo ideal para o topo do funil

Blog posts

Os blog posts são, em geral, o primeiro contato que o cliente tem com a sua marca e com o assunto que virá a ser a solução para o problema que ele acabou de descobrir.

Você deve ter cuidado para que o conteúdo seja acessível para todos os visitantes, contendo informações que despertem a curiosidade deles para saber mais sobre o tema.

Webinários

Wbinário é o tipo de conteúdo que pode ser utilizado em qualquer etapa do funil de vendas.

O conteúdo do webinário precisa estar adequado à maturidade do público.

O webinário é uma apresentação em vídeo, onde algum assunto será ensinado ou esclarecido, através de perguntas do público.

Vídeos

O conteúdo em vídeo atrai e prende a atenção do público. É de fácil consumo e gera bastante engajamento.

É um formato excelente para o topo do funil.

Conteúdo ideal para o meio do funil

Blog posts

Os blog posts também são excelentes conteúdos para o meio do funil.

Nessa etapa, o público já conhece um pouco sobre o assunto e, por isso, o conteúdo precisa ser mais profundo, bem maiores e ricos em informações sobre o tema do seu negócio.

E-books

Conteúdo em formato de e-book também é bastante interessante para o meio do funil.

E-books são criados com assuntos mais ricos em detalhes e em informação, são maiores que um artigo de blog e explica melhor o assunto.

O e-book é conduz o público pelos processos, preparando-o para o momento da decisão de compra.

Ofereça e-books ensinando a resolver um problema, através de um passo a passo.

Crie um guia completo sobre o seu nicho de mercado.

Infográficos

Infográficos é um tipo de conteúdo fácil de ser consumido por qualquer pessoa e gera muito tráfego.

Você pode criar infográficos com listas e dados, pois ficam fáceis de serem consumidas e chamam bastante atenção.

Podcasts

Podcast é um tipo de conteúdo em formato de áudio, que também e fácil de ser consumido e é muito eficiente.

Podcast atrai mais tráfego e aumenta o tempo de permanência do visitante em seu blog, o que faz com que os mecanismos de busca enxerguem o seu conteúdo como relevante.

Conteúdo ideal para o fundo do funil

Conteúdo ideal para o fundo do funil

Cases de sucesso

Cases de sucesso são histórias de sucesso de clientes que compraram o seu produto ou serviço, e que tiveram bons resultados.

Esse tipo de conteúdo gera bastante influência sobre as outras pessoas na hora da decisão de compra.

Que tipo de conteúdo adotar?

O tipo de conteúdo ideal para você criar em seu negócio vai depender muito do que você pretende alcançar.

Todos os tipos de conteúdo que você encontrou aqui, neste artigo, podem te ajudar a gerar resultados, mas dependendo no nicho, do público-alvo e do objetivo, um tipo de conteúdo poderá ser mais efetivo do que o outro.

Você pode ir testando e, com o tempo, analisar qual deles gera mais resultados para você.

Todos esses tipos de conteúdo, você pode criar para o seu blog. Escolha o mais adequado para o seu negócio e tenha muito sucesso.

Conclusão

Marketing de conteúdo é uma estratégia essencial para o sucesso de qualquer negócio, na era digital.

O marketing de conteúdo é muito mais do que uma tendência, é uma realidade que veio para ficar, e será cada vez mais usada.

As empresas, negócios, e empreendedores digitais que saírem na frente terão muito mais chance de obter sucesso.

Por isso, comece hoje mesmo a colocar a sua estratégia de marketing de conteúdo em prática, e conte com o NucleoExpert para te ajudar.

Infográfico – O que é Marketing de Conteúdo e Como Fazer – Guia Absolutamente Completo

Infográfico - O que é Marketing de Conteúdo e Como Fazer – Guia Absolutamente Completo

Sobre o Autor

Alex Vargas
Alex Vargas

Alex Vargas é fundador do Nucleo Expert, empresa especializada na criação de treinamentos de marketing digital e empreendedorismo que tem revolucionado a vida de milhares de pessoas. Chegando em janeiro de 2020, a marca de mais de 110 mil alunos. Ganhou o prêmio de Empreendedor Digital do Ano e Melhor Profissional de SEO do Ano, em 2019 pelo Afiliados Brasil. Alex é reconhecidamente um dos melhores profissionais de marketing do Brasil.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.

Novo Webinário

cOMO MONTAR uM NEGÓCIO ONLINE À PROVA DE CRISES

Aula 100% Gratuita

Escolha um horário e inscreva-se na aula ao vivo.

Telegram