Marketing Pessoal: Como Construir uma Marca Forte e Ter um Negócio Lucrativo a Longo Prazo Alex Vargas 2017/07/04 at 9:00am 2018/06/28 at 11:04pm

Você não vai passar a vida toda atrás de um computador apenas configurando páginas, postando conteúdos no seu blog ou interagindo em outras mídias…

A não ser que você seja 100% antissocial ou sofra de alguma síndrome que te impeça de interagir presencialmente com as pessoas, você terá que frequentar ambientes sociais, como eventos, workshops e cursos.

Nesse sentido, o marketing pessoal se faz essencial para mostrar ao mundo uma imagem positiva sobre você. Aliás, esse tipo de marketing é muito importante até mesmo no ambiente virtual, onde você deve projetar sua imagem de forma profissional.

Em sentido amplo, marketing pode ser definido como a prática de criar e compartilhar os valores de uma empresa ao seu público, expandindo a empresa por meio dessas ações. O marketing pessoal não é muito diferente, a não ser pelo fato de que a empresa promovida é você mesmo.

GRÁTIS! Como Criar Seu Negócio Online do Zero... Garantido!

Download gratuito... Mais de 100 Páginas de pura estratégia!

Se você deseja entrar, permanecer e se destacar no mercado, o aprofundamento nesse tema é simplesmente imprescindível. Nas próximas linhas eu vou explorar o assunto com você.

Este artigo serve para quem é:

  • Empreendedor digital;
  • Blogueiro;
  • Profissional de marketing;
  • Afiliado profissional;
  • Coach ou consultor;
  • Palestrante e escritor;
  • Criador de conteúdo;
  • Influenciador em algum nível.

Meu objetivo é deixar você mais bem preparado para fazer a diferença e não ser apenas mais na multidão. No fim, este conteúdo vai te ajudar a construir uma marca forte e ter um negócio lucrativo a longo prazo!

O que é marketing pessoal?

Os segredos do Marketing Pessoal

O marketing pessoal tem por objetivo aumentar a aceitação e fortalecer a imagem de uma pessoa pelo público ou por determinado segmento de um público. É projetar uma imagem de marca em relação a você mesmo, tomando a si próprio como um produto.

Para descobrir o “nível” do seu marketing pessoal, basta se perguntar:

“O que as pessoas pensam sobre mim quando falam o meu nome?”

Será que você é reconhecido, notado e lembrado? O tipo de sentimento que é despertado nas pessoas ao ouvirem falar seu nome, ou ao encontrarem você em um ambiente qualquer, diz muito sobre seu marketing pessoal.

Jaime Troiano, especialista em marcas, diz algo interessante:

“Uma marca é a criação de um conjunto organizado de percepções (plano cognitivo) e sentimentos (plano emocional) que faz com que um determinado produto ou serviço seja mais do que apenas diferente de seus competidores. Seja único e indispensável.”

E para consolidar o valor desse tipo de marketing na sua cabeça, compartilho mais duas frases:

“Marketing é uma guerra mental. São as idéias que estão na cabeça das pessoas que determinam se um produto terá sucesso ou não.” – Al Ries (autor de marketing)”

“Você nunca tem uma segunda chance de causar uma boa primeira impressão.” – Aaron Burns (designer, educador e filósofo).

Já deu para captar a essência, não é? Muito bem, mas ainda tem muita coisa boa para aprender aqui. Vamos em frente!

A importância de adotar o marketing pessoal

Para atender as exigências do mundo moderno, você necessita ser um produto. Só assim você fará com que as pessoas comprem sua autoridade, sua bagagem intelectual, sua experiência e seus serviços ou produtos.

Há muitos outros empreendedores e profissionais concorrendo com você, direta ou indiretamente. Estão buscando, permanentemente, ocupar um espaço e posição no mercado. Sem uma boa estratégia de marketing pessoal, dificilmente você conseguirá alcançá-los, e muito menos, superá-los.

Portanto, marketing pessoal é uma ferramenta estratégica essencial no processo de se conduzir com sucesso uma marca pessoal no mundo em que vivemos. Na medida certa e de forma planejada, é possível desenvolver uma imagem coerente e consistente, envolta em associações psicológicas positivas sobre você.

Isso permitirá que você consiga a visibilidade necessária para se transformar em uma referência, e assim, fazer parte dos projetos de vida das outras pessoas. Elas estão prontas para escolher o melhor produto. Você é ele?

O mundo dos negócios, num geral, da política ao entretenimento, sabe da importância de se criar e desenvolver uma marca única, de forma que ela seja uma referência e possa, com isso, ser a mais lembrada, mais procurada, mais desejada, mais bem-remunerada e mais querida.

Como não parecer arrogante?

Por razões culturais, os brasileiros tendem a rejeitar quem valoriza as próprias competências. Por isso que aqui, para se destacar, você precisa “sambar” para não ser visto como prepotente.

Para não serem taxados de “metidos” ou “convencidos’”, é comum que muitos profissionais assumam uma postura excessivamente humilde. Parece até que o sucesso é algo feio, um pecado. Bem, não há como vencer esse “mal” cultural de uma hora para outra e você não quer parecer arrogante, não é mesmo?

Então é preciso descobrir como fazer marketing pessoal sem criar um ar de prepotência…

A primeira coisa é entender que marketing pessoal não se trata de exibicionismo. Não é andar por aí batendo no peito e dizendo: “Vejam como eu sou o cara!”. Não se trata de falar para as pessoas que você é competente, mas mostrar isso a elas.

O resultado vem da vivência e não no discurso. Aliás, seu discurso sempre deve ser coerente com o que você faz. E na ordem, é preciso fazer antes e falar depois, não o contrário. E se tiver que escolher entre falar e fazer, escolha fazer.

Meu conselho é que você busque sempre o autoconhecimento. Somente conhecendo a si mesmo é que você conseguirá bons resultados na hora de se promover. Importante não tentar parecer o que não é, não mentir não inflar o currículo.

A ideia é reconhecer as próprias limitações e buscar sempre ser uma nova versão de si mesmo. Reflita no pensamento: “A melhor maneira de parecer, é ser”. Portanto, seja. Gaste a maior parte do tempo construindo algo de valor para as pessoas e não fazendo propaganda de si mesmo. Deixe que as pessoas sejam seus maiores agentes de marketing.

Aqui cabe uma grande citação:

“Se você criar um caso de amor com seus clientes, eles mesmos farão sua publicidade.” – Philip Kotler (o papa do marketing)

Uma história para compreender o conceito

Estratégias de Marketing Pessoal

Napoleon Hill, no clássico e famoso livro A lei do Triunfo, compartilha uma história interessante que pode nos ajudar a entender o conceito do marketing pessoal:

“A guerra havia destruído todos os meus negócios e eu fui forçado a recomeçar. Meu guarda-roupas se resumia em três ternos velhos e dois uniformes de que eu não iria usar mais.

Como eu sei muito bem que as pessoas julgam um homem pela sua forma de vestir, fui rapidamente procurar meu alfaiate. Por sorte, ele me conhecia há muitos anos e, assim, não me julgou pelo trapo que eu vestia. Se assim fosse, eu teria “naufragado”.

Naquele dia eu tinha no bolso menos de um dólar, trocado, mas, contudo, consegui crédito com ele para três ternos dos mais caros que eu já tive na vida. Pedi que as roupas fossem feitas com pressa.

Os três ternos custaram 375 dólares.

Ele não me perguntou quando pagaria aquelas roupas tão caras. Sabia que eu poderia pagar e pagaria num tempo determinado, mas será que ele estava convencido disso? Era essa a ideia que me passava pela cabeça naquele momento. Eu torci para que a pergunta não fosse feita.

Em seguida, fui a outra loja e comprei três ternos mais baratos, as melhores camisas, colarinhos, gravatas e algumas roupas brancas. Em menos de 24 horas eu estava livre da guerra e com um débito de 675 dólares.

Após isso, passei a me vestir bem todas as manhãs e comecei a passear pela mesma rua, precisamente, na mesma hora. Fiz isso porque era justamente nessa hora em que um editor bem-sucedido costumava passar por ali, quando ia almoçar.

Comecei a cumprimentá-lo todas as manhãs, e, às vezes, parava para conversar com por alguns minutos. No fim de uma semana decidi fazer um teste: resolvi não cumprimentá-lo a fim de experimentar se ele iria passar por mim sem falar.

Observando-o com o canto do olho, fui passando adiante. Mas ele me fez parar, pôs a mão no meu ombro e, olhando para mim, da cabeça aos pés, disse:

“Para um homem que acabou de deixar a guerra, o senhor me parece bastante próspero. Posso saber quem fez os seus ternos?”

“Pois não, eu respondi, esse terno foi feito especialmente para mim pela casa Wilkie & Sellery.”

Após isso, ele quis saber com o que eu trabalhava. Aquele ar de prosperidade que eu mostrava, vestindo todos os dias um terno diferente, atraiu a curiosidade daquele editor.

E era justamente isso que eu desejava. Sacudindo as cinzas do Havana que eu fumava, respondi:

“Oh! Estou organizando uma nova revista que pretendo editar.”

“Uma nova revista? perguntou ele. E como ela se chama?”

“Dei o nome de Hill’s Golden Rule”, respondi.

“Não se esqueça — disse o editor — eu me encarrego da impressão e da distribuição de revistas. Talvez eu possa ser útil.”

Chegou o momento esperado. Era justamente o que eu queria que acontecesse, quando comprei os ternos. No entanto, tenho a certeza de que essa conversa nunca teria acontecido se o editor tivesse me visto na rua com uma roupa surrada; mostrando indícios de pobreza em todo meu aspecto.

Um ar de prosperidade sempre irá atrair a atenção e, ainda mais, uma “atenção favorável”, pois o desejo fundamental em todo o coração humano é de ser próspero.

porque fazer marketing pessoal

Meu novo amigo me convidou para almoçar com ele, no seu clube. Antes de servirem o café e os charutos ele já falava sobre o contrato para a impressão e da distribuição da revista. Eu concordei em que ele fornecesse o capital, sem cobrar nenhum juro por isso.

Naturalmente, para lançar uma revista nova, é necessário um capital inicial considerável que é sempre difícil de conseguir, mesmo oferecendo as melhores garantias.

O capital necessário para o lançamento da Hill‘s Golden Rule Magazine, ia além de 30 mil dólares e todos os cêntimos desses 30 mil dólares, foram conseguidos principalmente devido a “psicologia do vestuário”.

Pode parecer absurdo para você que um homem em péssimas condições financeiras começasse logo por fazer uma dívida de 675 dólares, somente em roupas, mas o que aconteceu depois justifica tudo plenamente.

Uma boa aparência não somente causa uma impressão favorável àqueles a quem se precisa pedir favores, como também tem nem efeito sobre a própria pessoa.

Além de saber que o fato de estar bem vestido impressiona favoravelmente os outros, eu sei que isso produz em minha um estado de confiança, sem o qual eu não poderia conquistar a fortuna que a guerra me tirou”.

Que bela história, não é mesmo? Nela podemos ver como um homem falido, com uma boa estratégia de marketing pessoal, conseguiu alcançar seus objetivos. Cape a essência para aplicar em sua vida!

Marketing pessoal em 10 passos

dicas de marketing pessoal

Agora, para te ajudar começar a construir seu marketing pessoal, compartilho 10 dicas simples e eficientes:

#1 – Seja pontual

Se você tem uma reunião marcada, chegue com 15 minutos de antecedência. Se o encontro for online, trate de chegar rigorosamente no horário marcado. No Brasil isso não é muito comum, o que pode representar uma excelente forma de se destacar pessoal e profissionalmente.

A pontualidade tem um valor moral. Quando você marca um compromisso e chega atrasado significa que você não tem respeito ao tempo alheio, e não se importa com o seu próprio tempo. Quanto mais importância você der à pontualidade, mais o tempo estará à seu favor e mais fácil você alcançará sucesso profissional e social.

#2 – Cuide de sua aparência

Muita gente acaba confundindo marketing pessoal com aparência pessoal. Na verdade, a segunda coisa está dentro da primeira. Ou seja, no conjunto de elementos que formam um bom marketing está o hábito de se vestir bem e ter boa aparência. Um bom exemplo nesse contexto foi dado acima, na história apresentada por Napoleon Hill.

Esteja preparado. É preciso se adequar ao ambiente e às pessoas com que você terá que lidar. Se você estiver for participar de uma reunião com empresários importantes, esteja vestido a altura e evite o uso de gírias, por exemplo. Não dá para se vestir e agir igual em todos os lugares.

#3 – Aja naturalmente

A naturalidade ajuda a construir a credibilidade profissional e é um ponto fundamental no marketing pessoal. Por exemplo, se você é uma pessoa descontraída e divertida, mantenha essas características. Claro, sem exageros, e sempre fazendo uso do bom senso.

Ninguém deve forçar algo que não é. Você deve apenas se preparar de acordo com o ambiente e a situação, o que não quer dizer encarnar um novo personagem a cada novo lugar e grupo. Seja você mesmo. Sempre.

#4 – “Deixe seus problemas em casa”

É preciso que você entenda o que irei falar aqui: as pessoas não têm nada a ver com os seus problemas. Portanto, nada de deixar a cordialidade de lado e exalar mal humor nos ambientes profissionais. Não se trata de ser falso ou hipócrita. É normal você não estar bem em algumas situações, mas nem por isso devemos transparecer às pessoas.

Seu mundo pode estar desabando, mas o cliente não tem nada a ver com isso, por exemplo. Por isso é bom deixar os problemas em casa, erguer a cabeça e seguir em frente. Aliás, essa atitude pode te ajudar a refletir sobre sua situação para superá-la com mais inteligência.

#5 – Não seja acomodado

É comum ficar na zona de conforto após um tempo. No entanto, se acomodar é acabar bloqueando seu desenvolvimento e crescimento como empreendedor. É necessário se motivar e sempre buscar um novo patamar na escada do crescimento.

Você pode começar levantando questões como: Já cheguei onde queria? Como eu gostaria que as pessoas me vissem? Como está minha imagem diante do mercado? O que posso melhorar nesse sentido? Faça uma análise sobre até que ponto você pode fazer a diferença na vida das pessoas. A consciência disso é um caminho para um marketing pessoal efetivo.

#6 – Use a criatividade

Atualmente virou moda falar em “pensar fora da caixa”, mas essa ideia tem fundamento. Grande parte das pessoas que chegam ao êxito pessoal e profissional precisa usar a criatividade e imaginação para pensar em um negócio que não existia, para inovar, para criar soluções que ninguém pensou antes.

Ao estimular sua criatividade, você se motiva e, consequentemente, fica mais produtivo, o que irá refletir fortemente na sua imagem diante das pessoas. A criatividade permite que você adquira autonomia, que o leva a adotar uma postura empreendedora não só na vida profissional, como também na vida pessoal.

#7 – Tenha uma personalidade agradável

Os negócios são resultados diretos das interações humanas. Para se destacar nesse universo, é preciso cultivar uma personalidade agradável. E isso significa ser uma figura atraente, simpática e bem apresentada. Essa, inclusive, é uma das leis de sucesso descritas pelo já citado Napoleon Hill.

E não estamos falando de padrões de beleza, mas de comportamentos que o tornem sua companhia agradável para as outras pessoas. Ao se esforçar para ser educado, gentil, lisonjeiro, você conseguirá gerar uma boa visão sobre você nas pessoas.

#8 – Seja autoconfiante

As pessoas de sucesso costumam demonstrar grande confiança em seus próprios potenciais. Se não tem para resolver seus problemas, tem para saber quem chamar para resolver. A autoconfiança é essencial para quem deseja empreender alguma coisa e é algo que não pode faltar na receita de marketing pessoal.

Quem vai confiar um investimento em alguém que não demonstra segurança na negociação? Que cliente vai comprar algo de alguém que duvida de si mesmo? Quem vai comprar o curso online de alguém que não parecer ter confiança em si mesmo no vídeo de vendas? Seja autoconfiante e as portas irão se abrir!

#9 – Tenha iniciativa e liderança

Outro ingrediente da receita de um marketing pessoal de sucesso. Um perfil de líder e não de seguidor e a iniciativa de assumir o controle de sua própria vida, é o que você precisa. Esses dois elementos, em conjunto, irão te fazer sair da mesmice.

Embora algumas pessoas realmente não tenham o perfil nato de liderança, na maioria dos casos, isso pode ser trabalhado e melhorado em qualquer um que esteja disposto. Portanto, comece a trabalhar essas características e alcance o êxito na vida e nos negócios!

#10- Conheça bem a si mesmo

Sim, sei que já falei de autoconfiança aqui, mas é bom reforçar. Reconheça suas falhas, limites e pontos fortes. Saiba administrar os dois primeiros e explore os últimos. Quanto melhor você for como ser humano, melhor profissional e empreendedor será.

Conhecer bem a si mesmo é um requisito para saber lidar com os outros e um caminho para definir bem seus objetivos e pensar com exatidão. Além disso, o autoconhecimento é o maior diferencial que faz com que cada um consiga ter controle sob suas emoções.

Conclusão (não definitiva) sobre marketing pessoal

a importância do marketing pessoal

Uma pessoa que tenha talento e competência suficiente para exercer a sua atividade, desde que pratique e aperfeiçoe seu marketing pessoal, pode chegar ao topo, elevando o seu nível de notoriedade e imagem e ser muito bem recompensado por isso.

Esse é um trabalho que exige paciência, perseverança, disciplina, uma elevada autoestima, motivação e um conjunto de crenças e valores que irão nortear as atitudes e comportamentos de forma a fazer uso correto das habilidades.

Para muitos empreendedores, a busca pela visibilidade não é questão de sorte, mas de uma boa estratégia de marketing pessoal. Ressalto que não se trata de um esforço fingido, mas algo que flui espontaneamente do o “interior” em harmonia com o “exterior”.

O sucesso não é algo que acontece da noite para o dia. Exige tempo, dedicação e trabalho duro. A maioria dos empreendedores desiste no meio do caminho, sendo o principal motivo o fato de a mente não estar preparada para enfrentar os desafios que chegam no início. Mas você não precisa, e nem deve desistir.

As ideias aqui apresentadas podem começar a ser colocadas em prática por você hoje mesmo, basta que você defina o que vai fazer e comece a movimentar as coisas na construção do seu marketing pessoal.

PS.: Se você deseja fazer parte de uma comunidade disposta a crescer e dominar parte do mercado de internet marketing, seja um membro do Fórmula Negócio Online.

Olha Que Legal Também

53 Compart.
Compartilhar53
Twittar
Compartilhar
WhatsApp