Marketing Pessoal: O que é e Como Fazer [26 Dicas Práticas]

Quer promover a sua imagem e se destacar dos concorrentes dentro desse mercado tão competitivo?

Então você precisa trabalhar o seu marketing pessoal.

Se você ainda não sabe o que é e para que serve essa estratégia, você precisa ler este artigo até o final e descobrir tudo o que precisa para começar a usar o marketing pessoal a seu favor e fortalecer a sua imagem no mercado.

Se você quer construir uma marca no seu nome, por exemplo, definitivamente você precisa trabalhar o marketing pessoal.

Ebook 03 Passos para Vender como Afiliado todos os dias

Uma das marcas da minha empresa é o meu próprio nome, Alex Vargas, e a construção dessa marca foi feita usando as estratégias de marketing pessoal.

Hoje, você vai aprender as melhores estratégias de marketing pessoal que existem atualmente.

E todas elas são estratégias que usei para ter sucesso com a minha marca, Alex Vargas.

O marketing pessoal é essencial para mostrar ao mundo uma imagem positiva sobre você.

Esse tipo de marketing é muito importante, até mesmo no ambiente virtual, onde você deve projetar sua imagem de forma profissional.

Em sentido amplo, para você entender melhor, marketing pode ser definido como a prática de criar e compartilhar os valores de uma empresa ao seu público, expandindo-a por meio dessas ações.

O marketing pessoal não é muito diferente, a não ser pelo fato de que “a empresa” promovida é você mesmo.

Se você deseja entrar, permanecer e se destacar no mercado, o aprofundamento nesse tema é simplesmente indispensável. Nas próximas linhas eu vou explorar o assunto com você.

Construa uma marca de sucesso.

No meu Treinamento Fórmula Negócio Online, eu ensino tudo o que eu aprendi para fazer da minha marca pessoal, Alex Vargas, um negócio de sucesso.

E você vai aprender tudo de forma prática, simples e definitiva.

Você vai aprender cada estratégia através de um passo a passo, mesmo que você não entenda nada sobre marketing ou sobre o mundo dos negócios.

Ao longo do treinamento você vai criando, junto comigo, o seu negócio digital, totalmente do zero e, ao final, terá seu próprio negócio para trabalhar no conforto da sua casa, perto da sua família, e terá mais tempo livre para fazer o que quiser.

Este treinamento tem revolucionado a vida de milhares de pessoas e já conta com mais de 210 mil alunos. 

 Meu objetivo é deixar você bem preparado para fazer a diferença e não ser apenas mais um na multidão.

Este conteúdo vai te ajudar a construir uma marca forte e ter um negócio lucrativo a longo prazo.

O que é Marketing Pessoal?

Marketing pessoal ou Self Marketing é uma ferramenta de transformação para quem deseja se tornar referência e fortalecer a própria imagem no mercado.

O marketing pessoal tem por objetivo aumentar a aceitação e fortalecer a imagem de uma pessoa pelo público ou por determinado segmento de um público.

Geralmente, envolve também um conjunto de estratégias para aumentar a reputação profissional e pessoal.

É projetar uma imagem de marca em relação a você mesmo, tomando a si próprio como um produto.

Para descobrir o “nível” do seu marketing pessoal, basta se perguntar: “O que as pessoas pensam sobre mim quando falam o meu nome?”

Será que você é reconhecido, notado e lembrado?

O tipo de sentimento que é despertado nas pessoas ao ouvirem falar seu nome, ou ao encontrarem você em um ambiente qualquer, diz muito sobre seu marketing pessoal.

“Marketing é uma guerra mental. São as ideias que estão na cabeça das pessoas que determinam se um produto terá sucesso ou não.” – Al Ries (autor de marketing)”.

Já deu para captar a essência, não é?

Muito bem, mas ainda tem muita coisa boa para aprender aqui. Vamos em frente!

A Importância do Marketing Pessoal

Para atender as exigências do mundo moderno, você necessita ser um produto.

Só assim você fará com que as pessoas comprem sua autoridade, sua bagagem intelectual, sua experiência e seus serviços ou produtos.

Há muitos outros empreendedores e profissionais concorrendo com você, direta ou indiretamente.

Estão buscando, permanentemente, ocupar um espaço e uma posição no mercado.

Sem uma boa estratégia de marketing pessoal, dificilmente você conseguirá alcançá-los e, muito menos, superá-los.

Portanto, marketing pessoal é uma ferramenta estratégica essencial no processo para conduzir com sucesso uma marca pessoal no mundo em que vivemos.

Na medida certa e de forma planejada, é possível desenvolver uma imagem coerente e consistente, envolta em associações psicológicas positivas sobre você.

Isso permitirá que você consiga a visibilidade necessária para se transformar em uma referência e, assim, fazer parte dos projetos de vida de outras pessoas.

Elas estão prontas para escolher o melhor produto. Você é esse produto?

O mundo dos negócios, no geral, da política ao entretenimento, sabe da importância de criar e desenvolver uma marca única, de forma que ela seja uma referência e possa, com isso, ser a mais lembrada, mais procurada, mais desejada, mais bem-remunerada e mais querida.

Para que serve o Marketing Pessoal

Agora que você já entendeu qual a importância do marketing pessoal, veja agora para que serve essa estratégia.

1. Divulgar o seu trabalho

De nada adianta ser um bom profissional, ter inúmeras qualificações, se ninguém sabe que você existe.

Para que você consiga conquistar as melhores vagas de trabalho ou os melhores serviços, você precisa se mostrar para o mercado, precisa ser visto.

Por isso, você precisa divulgar o que você faz, suas qualificações profissionais, suas habilidades e competências, além das experiências de outros trabalhos.

E, para isso, você pode recorrer às estratégias de marketing pessoal.

O marketing pessoal tem o poder de impulsionar a sua imagem, para que você consiga obter os melhores resultados, seja na vida pessoal ou profissional.

2. Mostrar como são aplicadas as suas competências e habilidades

Além de divulgar as suas competências e habilidades, o marketing pessoal também te ajuda a mostrar como elas são aplicadas e como você pode contribuir para o sucesso da empresa que o contratar.

Uma dica aqui é criar um portfolio e publicá-lo no LinkedIn, por exemplo.

Através de um portfolio bem elaborado, os recrutadores poderão compreender, de forma clara, como você realiza o trabalho e quais são os resultados gerados.

3. Construir uma boa reputação

O marketing pessoal também serve para construir uma boa reputação para você.

Com as estratégias de marketing pessoal bem aplicadas, você consegue conquistar a confiança do empregador ou potencial cliente, por deixar claro como a sua atuação poderá trazer bons resultados.

Ou seja, possuir uma boa reputação no mercado eleva muito as suas possibilidades profissionais.

4. Alavancar sua carreira

O marketing pessoal também serve para alavancar a sua carreira, pois quando as suas qualidades são ressaltadas através das estratégias de marketing pessoal, será fácil enxergar você como um profissional capaz de gerar mais lucro para a empresa, aumentando assim as possibilidades de ser promovido.

5. Diminuir a jornada de compra

A jornada de compra é um caminho pelo qual o cliente passa até tomar a decisão de compra.

Quanto mais curto for esse caminho, mais rápido o cliente finaliza a compra.

Portanto, trabalhar o marketing pessoal afaz com que o cliente enxergue a sua marca como confiável, o que ajuda a diminuir a jornada de compra, acelerando todo o processo.

6. Aumentar o número de clientes

O marketing pessoal é uma das melhores formas de aumentar o número de clientes de uma empresa.

Com as ações de marketing pessoal sua marca passa a ser conhecida no mercado, o que gera confiança nas pessoas que, na hora que surgir uma necessidade, irão lembrar da sua marca como a melhor solução.

Além disso, quando um cliente fica satisfeito, ele indica o seu produto ou serviço para outras pessoas, o que é uma estratégia muito eficiente, da qual você não precisará investir nenhum centavo.

Esse processo de “boca a boca” nada mais é do que um dos resultados da boa aplicação do marketing.

Como Não Ser Arrogante ao Fazer Marketing Pessoal

Por razões culturais, os brasileiros tendem a rejeitar quem valoriza as próprias competências.

Por isso que aqui, para se destacar, você precisa saber como se posicionar para não ser visto como prepotente.

Para não serem taxados de “metidos” ou “convencidos’”, é comum que muitos profissionais assumam uma postura excessivamente humilde. Parece até que o sucesso é algo feio, ou um pecado.

Bem, não há como vencer esse “mal cultural” de uma hora para outra e você não quer parecer arrogante, não é mesmo?

Então, é preciso descobrir como fazer marketing pessoal sem criar um ar de prepotência.

A primeira coisa é entender que marketing pessoal não se trata de exibicionismo. Não é andar por aí batendo no peito e dizendo: “Vejam como eu sou o cara!”.

Não se trata de falar para as pessoas que você é competente, mas mostrar isso para elas. O resultado vem da vivência e não do discurso.

Aliás, seu discurso sempre deve ser coerente com o que você faz (e na ordem). Ou seja, é preciso fazer antes e falar depois, não o contrário.

E se tiver que escolher entre falar e fazer, escolha fazer.

Meu conselho é que você busque sempre o autoconhecimento. Somente conhecendo a si mesmo é que você conseguirá colher bons resultados na hora de se promover.

É importante não tentar parecer o que não é, não mentir, não inflar o currículo.

A ideia é reconhecer as próprias limitações e buscar sempre ser uma nova versão de si mesmo.

Reflita no pensamento: “A melhor maneira de parecer, é ser”. Portanto, seja!

Gaste a maior parte do seu tempo construindo algo de valor para as pessoas, e não fazendo propaganda de si mesmo.

Deixe que as pessoas sejam seus maiores agentes de marketing.

Aqui cabe uma grande citação:

“Se você criar um caso de amor com seus clientes, eles mesmos farão sua publicidade.” – Philip Kotler (o papa do marketing)

Como Fazer o seu Marketing Pessoal

Agora que você já sabe o que é e o quanto é importante, você precisa aprender como fazer o seu marketing pessoal.

Pense em desenvolver o seu marketing pessoal como se fosse criar um projeto.

Você precisará se dedicar diariamente para que ele saia do papel e seja real.

Aqui, eu listei as melhores estratégias para que você possa começar a praticar o marketing pessoal e alavancar a sua carreira.

1. Identifique um objetivo

Antes de qualquer coisa, é preciso entender qual a finalidade do seu marketing pessoal.

Isso poque, com um objetivo traçado, fica mais fácil de compreender quais os tipos de planos que você pode estabelecer, de acordo com seu tempo.

Assim como boa parte das estratégias pode ser adaptada de acordo com a necessidade.

Uma dica é pesquisar e descobrir quais são as qualificações dos profissionais que chegaram onde você quer chegar com o seu próprio negócio.

Descubra qual é a formação deles, quais cursos fizeram, quais são os livros que eles leem… assim, você saberá o caminho das pedras.

Saber ode você quer chegar é meio caminho andado para o sucesso. A outra metade do caminho você precisa percorrer.

E, uma boa estratégia para isso é fazer um planejamento, que é o que você vai conferir no próximo item.

2. Planeje-se

Saber “se vender” não é um culto ao seu ego ou uma vaidade, mas sim, uma maneira de destacar positivamente as suas características, entregando qualidade às pessoas e aprimorando a impressão sobre você e sobre aquilo que oferece.

Algumas pessoas já conseguem fazer esse tipo de marketing, naturalmente, é verdade.

Muitas vezes, isso faz parte do traço da personalidade do profissional, uma aptidão pessoal, enquanto outras pessoas precisam treinar para isso.

Não se preocupe se você é do tipo que tem dificuldade em se promover ou promover seu trabalho.

É Possível você aprender e desenvolver habilidades de um vendedor e começar a praticar a autopromoção de forma sucinta.

Marketing pessoal é sobre um processo, não sobre algo que se consegue imediatamente, de forma rápida. Se trata de uma construção e esforço diários.

Por isso que fazer um planejamento é essencial para que você consiga aplicar as estratégias de marketing pessoal, de forma eficiente.

3. Busque o autoconhecimento

Faça uma lista com as habilidades técnicas e pessoais que você possui, e outra lista com os problemas que você pode enfrentar no mercado de trabalho.

Pense também no que você ainda não faz bem, e as áreas paralelas em que pode atuar para expandir suas capacidades.

Esse é o momento de identificar o seu perfil profissional, como age dentro do ambiente de trabalho, suas relações.

Um exemplo prático é saber se você é possui habilidades comportamentais necessárias para atingir o sucesso, como foco na realização de tarefas, resiliência e mentalidade de sucesso para superar às adversidades.

Para facilitar se você detém habilidades como essas, é válido entrar em contato com colegas de trabalho ou antigos chefes para uma conversa franca.

Entenda quais tipos de comportamento podem ser mudados e quais devem ser aprimorados.

4. Faça networking online e offline

Um dos espaços mais propícios para o desenvolvimento do networking são os eventos sobre a área que você trabalha.

Seja em palestras, congressos ou até em reuniões com os colegas, tudo isso pode se transformar em uma rede de contatos.

Conexões profissionais são ótimas maneiras de aperfeiçoar seu marketing pessoal. Por isso, mantenha contato com pessoas da sua área de atuação, ou da área que você está planejando trabalhar.

Se possível, ande sempre com cartões de visitas no bolso, para quando encontrar um possível contato profissional você esteja pronto para entregar.

5. Crie sua presença digital

O principal objetivo de criar sua presença digital é ser encontrado facilmente pelo empregador ou cliente em potencial.

Quando você oferece seu produto ou serviço, por exemplo, o futuro cliente ou recrutador muito provavelmente vai procurar pelo seu nome (ou marca) na internet.

Então, o ideal é uma criar conta em pelo menos uma rede social, como o Facebook ou Instagram, por exemplo.

Porém, eu o aconselho, fortemente, a criar o seu perfil no LinkedIn, pois é a rede social onde os usuários divulgam seu trabalho e criam conexões e possibilidades profissionais.

O seu perfil nessa rede social é como uma espécie de currículo ou portifólio, onde você divulgará o seu trabalho.

6. Mantenha uma boa comunicação  

Trabalhe uma comunicação leve e inteligente com o seu público.

Demonstre que tem muito a dizer, por meio de conversas cheias de ideias e que tenham muito a acrescentar.

Cuidado com a forma como você se expressa, pois, dependendo do seu tom de voz e das palavras escolhidas, por exemplo, você pode transmitir uma imagem profissional ou não.

É preciso ter o máximo de cuidado ao se expressar, seja no trabalho ou no modo de falar com clientes.

Procure falar de forma clara e evite gírias, ainda que esteja em uma conversa por meio de redes sociais.

Elas serão sempre o seu espelho, e o que as pessoas veem lá, pode ser a primeira impressão, e a que permanecerá.

Ser um copywriter também pode te ajudar a desenvolver sua comunicação persuasiva. Mas, isso tudo não se aplica somente à comunicação escrita, e sim, à comunicação como um todo.

Aprenda a gravar vídeos de forma profissional, mantendo uma boa desenvoltura ao falar.

Evite ficar mexendo muito nos cabelos ou gesticular com as mãos, de forma exagerada.

Tente ser o mais natural possível quando for falar com o público, para que ele sinta verdade no que você diz e, dessa forma, ganhar a confiança das pessoas.

7. Seja o melhor em seu segmento

Além de se dedicar a cada área do seu negócio, você precisa estar de olho no seu segmento como um todo.

Não é aquele papo de ficar espionando o concorrente, mas sim, planejar algo inédito, para estar à frente deles, sempre.

Diante desse mercado tão competitivo, você precisa buscar formas de se destacar, e o caminho é ser o melhor que você puder em seu segmento, é oferecer ao seu público a melhor solução do mercado.

O seu público-alvo precisa enxergar o seu negócio como o melhor.

8. Seja inovador

Além de se preocupar com a visibilidade que o seu nome terá no mercado e nas redes sociais, você também precisa estar por dentro das novas práticas que estão sendo utilizadas no mercado.

Quanto tempo do seu dia você usa para buscar as novas tendências, tanto do seu segmento quanto de outros?

Busque ser criativo, apresente ao que o seu público não encontra em outro lugar, algum detalhe que os concorrentes não oferecem.

9. Se aperfeiçoe

Mesmo que você seja o melhor em sua área de atuação, sempre pode ter algo novo para aprender.

Invista na melhoria contínua no seu desenvolvimento, estude através de cursos técnicos, graduações e até blogs do segmento no qual você atua.

Em um mercado cada vez mais digital, é necessário ficar atento às inovações do seu ramo.

O marketing pessoal é muito usado como uma estratégia de marketing digital.

Trabalhe com a técnica da melhoria constante, avaliando sempre o seu trabalho, buscando se aperfeiçoar no que você faz, para que possa oferecer o melhor para os eu cliente e seja visto como a melhor solução.

10. Empreenda com organização e bom senso

Como dito anteriormente, você nunca vai ser melhor se ficar apenas espionando o seu concorrente, ou até copiá-lo. Isso, além de errado, não gera bons resultados.

Empreender exige muita organização, e especialmente, bom senso.

Confie no seu trabalho, dê valor à sua equipe (caso já tenha uma), e lembre-se que todas as coisas bem executadas são ações de um planejamento bem feito e estudado anteriormente, sempre com muita cautela.

Portanto, seja organizado, crie um cronograma de ações que precisam ser colocadas em prática, determine metas, prazos, e todos os demais recursos que impulsione sua estratégia, para que você tenha um retorno positivo.

11. Tenha um propósito

Vamos supor que você conseguiu se tornar o melhor profissional do seu segmento, o mais antenado, o que tem mais seguidores, aquele que todos conhecem, o melhor dos melhores.

E depois de você ter alcançado o que queria, responda a perguntas do tipo:

  • O que você tem em mente?
  • Você alcançou o seu propósito?
  • Quem mais você quer ajudar com ele?

Não adianta ter um objetivo se ele não estiver lado a lado de um propósito.

Ter um propósito é como ter um norte para se guiar, um gás a mais para seguir em frente, para não medir esforços até alcança-lo.

Sem um propósito, seu trabalho não fará sentido, e você estará mais propenso a desistir no caminho, diante da primeira dificuldade.

12. Mantenha uma boa postura

Não, eu não estou falando da sua coluna (Rsrs). Mas sim da maneira como você se porta em ambientes profissionais.

Se atente à sua linguagem não verbal e observe se não está demonstrando desinteresse ou descaso, por exemplo.

Isso pode mudar como seus chefes ou colegas de trabalho se comportam com você.

Sempre tenha respeito pelas pessoas com quem convive, saiba escutar a opinião delas, procure ser paciente…

Tudo isso faz parte de uma boa postura pessoal e profissional. Aliás, esse comportamento eleva muito o seu marketing pessoal.

13. Cuide da sua imagem pessoal

Isso vale desde a forma como você se veste nos ambientes que frequenta, até a sua pontualidade.

Não se trata de roupas de marca, carro do ano ou coisas desse tipo, mas sim da formalidade exigida para cada situação.

Organização do tempo é algo fundamental para manter seu marketing pessoal impecável, por isso, procure não se atrasar para os seus compromissos, sem eles pessoais ou profissionais.

Lembra do poder do networking? Se a sua imagem pessoal não for boa, ele terá efeito contrário.

14. Tenha uma conta no LinkedIn

De todas as redes sociais, o LinkedIn é a que mais se destaca quando o assunto é imagem profissional.

Muito além de buscas por vagas de emprego, esta rede social também é bastante eficiente para promover seu trabalho

Tenha uma conta sempre atualizada no LinkedIn, principalmente para fazer dessa rede social outro meio de networking, e assim, criar conexões com outros profissionais.

Siga as suas inspirações, para se tornar a própria inspiração de alguém.

Crie uma conta e a deixe atraente, para que você seja visto pelo mercado profissional.

Porém, cuidado para não exagerar e colocar inverdades, só para inflar o seu currículo. Isso acabaria com a sua imagem e, consequentemente, com o seu marketing pessoal.

15. Produza conteúdo relevante

Crie um blog ou um site que apresente sua atuação no mercado, e produza conteúdo relevante.

Crie um calendário editorial e procure escrever artigos ricos e interessantes para o seu público-alvo duas vezes por semana.

Dessa forma, o seu público vai ficar ansioso esperando pela próxima publicação.

Tente definir também um horário específico para o conteúdo ser publicado.

Você consegue identificar quais são os melhores horários para publicar seu conteúdo com a ajuda ferramentas específicas, e ainda utilizar ferramentas de automação, para que seu conteúdo seja publicado na hora determinada.

Dessa forma, você consegue aumentar sua visibilidade e ainda gerar autoridade em seu nicho de atuação.

Quanto mais relevantes forem as informações para seu público, seja por meio de textos, imagens ou vídeos, melhor será sua imagem em sua área de atuação

E lembre-se de manter todos os canais sempre atualizados.

Aprenda a ter foco e você vai conseguir criar muito conteúdo para internet.

Nosso guia de marketing de conteúdo também vai te ajudar.

16. Vá além do que sabe

Não é porque você acredita ser um mestre de determinada área que isso garantirá tudo.

Procure se aventurar em outras áreas que tenha interesse ou que complementem a área que você atua, conheça outros campos de trabalho desconhecidos.

Procure não limitar a sua área de conhecimento ou habilidades.

Mas claro, busque sempre algo que faça sentido para o que você faz, que possa acrescentar na forma como você lida com o seu trabalho.

Leia livros e faça cursos sobre temas que enriqueçam seu trabalho, que podem fazer você ir mais longe, melhorar sua atuação.

Ao explorar outros rumos, é possível inclusive encontrar parcerias interessantes e importantes.

17. Tenha projetos extracurriculares

Talvez por falta de tempo ou conhecimento, muitos profissionais se limitam àquela rotina diária de ir de casa para o trabalho e do trabalho para casa.

Muitos se esquecem das várias possibilidades de realizar projetos paralelos com amigos, colegas de trabalhos ou até ONGS.

Seja para se aprofundar em áreas das quais você já tem domínio, ou para aquelas parcerias inusitadas que disse anteriormente.

Projetos extracurriculares acrescentam novas experiências à sua vida profissional e pessoal.

Participar de um programa de voluntariado, por exemplo, pode aprimorar a sua imagem pessoal e enriquecer a sua vida, como um todo.

18. Tenha uma postura de liderança

Nem só de ordens e status vive um líder.

Ser capaz de inspirar e cativar uma equipe, assim como se tornar uma referência, mostra muito mais o que realmente é ser um líder do que apenas dar ordens e demonstrar superioridade aos demais.

Liderança é uma habilidade muito requisitada profissionalmente, e é preciso estar atento ao comportamento que você demonstra.

Ter uma postura de liderança, não significa ser arrogante.

O verdadeiro líder demonstra isso através do seu comportamento, sendo um exemplo a ser seguido.

19. Invista em sua melhor habilidade

Lembra daquela habilidade que as pessoas sempre o elogiam? Aquilo que você fazia muito bem desde os tempos de escola e que sempre era reconhecido por isso?

Pois agora é hora de investir nesse seu “talento”.

Faça cursos, leia livros e busque todo conhecimento que você puder sobre sua maior habilidade.

Dessa forma, será mais fácil conseguir se destacar dentro desse mercado tão competitivo.

20. Promova-se nas redes sociais

Apesar do LinkedIn ser muito utilizado por empresas e profissionais, as outras redes sociais também são observadas por muitos chefes e RH’s.

Por isso, observe o que você anda compartilhando em seu Facebook, Instagram, Twitter, ou qualquer outra rede social que você utiliza.

Certifique-se de que as suas postagens não sejam tóxicas, preconceituosas ou demonstrem algo que você não é.

Também evite gastar seu tempo publicando bobagens nas redes sociais, pois isso transmitirá a imagem de que você está desocupado e que não dá muita importância à sua vida profissional.

Busque sempre criar conteúdo relevante e útil para quem segue você.

Uma forma fácil e rápida de fazer isso é criar enquetes no Instagram e perguntar o que as pessoas gostariam de saber mais ou tipo de conteúdo gostam mais.

Claro que isso não significa que, vez ou outra, você não possa compartilhar uma imagem que achou engraçada e que não ofende ninguém.

Mas, tente utilizar essas redes para destacar suas características mais relevantes.

Aprender marketing para as redes sociais pode te ajudar muito com essa tarefa.

Dessa forma, prefira demonstrar que você é atualizado com as notícias, e se você já criou seu próprio negócio, compartilhe coisas relacionadas a ele.

Assim, seu marketing pessoal não será destruído por causa de piadas de mau gosto, que poderiam ser evitadas.

21. Participe de eventos do seu segmento

Participar de eventos relacionados ao seu mercado o coloca em contato direto com pessoas que possuem valores e objetivos parecidos com os seus.

Isso significa que você estará diante de um público segmentado e qualificado, aumentando as suas chances de conseguir conquistar a confiança desse público.

Além disso, participar desses eventos o ajudam a criar a sua imagem no mercado que você atua.

22. Defina qual é a sua missão, visão e valores

Valor não é sobre preço, e sim sobre o que está agregado ao serviço. Seu cliente precisa enxergar o seu valor, precisa entender o seu diferencial.

Para isso, você precisa fixar bem as suas qualidades.

O posicionamento de marca é como você quer que o seu cliente te enxergue. E a vantagem de ter uma marca bem posicionada é transmitir o devido valor que ela representa.

Você precisa saber diferenciar os seus valores dos outros concorrentes do mercado.

Você também precisa ter em mente que, se todos os envolvidos com a sua imagem souberem dos valores e objetivos, tudo flui mais facilmente.

Para começar, identifique os valores da marca, a essência e tudo que faz parte dos projetos envolvidos nela.

Qual é o seu diferencial? Por que o cliente deve comprar de você e não do concorrente? Você precisa ser a primeira pessoa a enxergar o diferencial e usar de argumentos suficientes para se convencer de que é o melhor.

23. Construa sua marca pessoal

Construa a sua marca pessoal, assim como uma empresa constrói um logotipo, com cores, imagens, perfis nas redes socias, etc.

Isso faz com que você seja lembrado, faz com que a sua imagem pessoal fique fixa na mente das pessoas.

Se puder, invista em fotos profissionais para divulgar o seu trabalho.

Evite fotos tiradas em festas, em ambientes muito informais, por exemplo.

Alguns profissionais pegam fotos que foram tiradas em uma festa, com um grupo de amigos, recortadas e utilizam em seus perfis profissionais.

Não cometa esse erro. Você precisa transmitir profissionalismo em tudo que fizer, em todos os detalhes, e a sua imagem pessoal não ficaria de fora.

Construir uma marca pessoal também faz parte de marketing pessoal.

24. Crie autoridade através de um blog

Assim como ter um perfil profissional nas redes sociais (principalmente no LinkedIn), ter um blog também é uma ótima estratégia para fazer seu marketing pessoal.

Com um blog você consegue mostrar o que você sabe fazer, pode criar um portifólio com tudo que você fez de melhor, pode publicar conteúdo relevante para o público que você deseja atingir.

Além disso, através da oferta de material rico, dentro do seu blog, mais as pessoas o enxergarão como uma autoridade no assunto e a sua imagem só tende a melhorar.

25. Amplie sua visão

Autoconhecimento, aprendizado e transformação nunca saem de moda. Aproveite para ampliar a sua visão de mundo frequentemente.

A sua visão abrange não só o seu segmento, mas te fará enxergar o mercado como um todo, que trará ainda mais ideias e sugestões de parcerias futuras para você e para a sua marca.

26. Cuide de sua imagem digital

Assim como é importante cuidar da sua imagem pessoal, você também precisa cuidar da sua imagem digital, afinal, como já falei aqui, neste artigo, muitos recrutadores e potenciais clientes podem procurar pelo seu perfil nas redes socias, para saber mais sobre você.

E você não vai querer que o seu futuro chefe veja que você compartilha conteúdo preconceituoso, que costuma beber com os amigos no meio da semana ou que sempre entra em discussões improdutivas com outros usuários.

Portanto, ter cuidado com aquilo que você compartilha em suas redes sociais, com as fotos que você publica, criar um perfil profissional, mostrando suas qualificações é essencial para ter uma boa imagem digital.

O ideal é criar um perfil contendo informações como sua formação, cursos que fez, experiências profissionais, etc.

As Redes Sociais e o Marketing Pessoal

Você já entendeu a importância do marketing pessoal para a sua vida profissional, certo?

Mas, você sabia que a imagem que você transmite nas redes sociais também influencia (e muito) no seu marketing pessoal?

Hoje é muito comum empresas buscarem colaboradores em redes sociais, principalmente no LinkedIn e Instagram.

Por isso, é muito importante que você tenha certo cuidado com a imagem que você passa em seus perfis do Facebook, Instagram, LinketIn, etc.

Não estou dizendo para você deixar de ser você mesmo e fingir que é uma pessoa que não existe.

Mas, convenhamos que é melhor compartilhar determinados tipos de posts em grupos privados de Whatsapp em vez de publicar em sua página do Facebook, certo?

Publique em seus perfis de redes sociais conteúdo relevante sobre o nicho que você atua ou que pretende atuar.

Siga pessoas influentes em seu nicho e se inspire no modo como elas se comportam nas redes sociais.

O marketing pessoal é essencial para você se destacar. Use-o em seu favor.

Autônomos e o Marketing Pessoal

Quem trabalha de forma autônoma também pode usufruir dos benefícios do marketing pessoal.

Aliás, aplicar estratégias de marketing de pessoal aumentam as chances de um profissional autônomo conseguir novas oportunidades.

Engana-se quem pensa que para trabalhar o marketing pessoal é necessário investir muito dinheiro e, por isso, somente grandes empresas podem aplicar suas estratégias.

Quem trabalha de forma autônoma, mesmo com pouco capital, pode sim aplicar as estratégias de marketing pessoal e, dessa forma, conseguir conquistar muitos clientes.

Se você é autônomo, se já abriu ou vai abrir o seu próprio negócio, basta colocar em prática tudo que foi visto aqui no artigo, pois, todas as dicas também servem para você.

O Que Você Deve Evitar no Marketing Pessoal

Há uma variedade de técnicas e estratégias que você pode utilizar para começar seu marketing pessoal.

No entanto, é preciso evitar cometer alguns erros que podem ser comuns nesse tipo de mudança de comportamento, como, por exemplo, usarseus contatos como escada para seu sucesso pessoal.

Se na sua caminhada para alcançar um novo emprego, você precisou de pessoas, seja gentil com elas.

Gentileza gera gentileza e desonestidade pode pôr todo seu marketing pessoal por água abaixo. 

Além disso, fuja da arrogância.

O marketing pessoal é sobre melhorar a imagem pessoal, mas falar e pensar somente em si não vai ajudar a conquistar conexões e contato com outras pessoas.

Veja a seguir 3 coisas que você deve evitar no marketing pessoal.

1. Focar no produto ou serviço

Um erro muito comum que você precisa evitar no marketing pessoal é focar na apresentação do produto ou serviço que você oferece.

Quando você chega oferecendo um produto ou serviço logo de cara, sem nem se apresentar direito, isso provoca um efeito contrário ao que você deseja, afinal, se as pessoas ainda não o conhecem, como vão confiar no que você está vendendo?

2. Falar demais sobre si mesmo

Outra atitude que você deve evitar no marketing pessoal, se quiser resultados positivos é evitar falar demais sobre si mesmo.

Sabe aquelas pessoas que “se acham”, que vivem se gabando sempre que estão numa roda de amigos ou até em uma apresentação no trabalho, por exemplo?

Você gostaria de ser visto dessa forma? Acredito que não.

Aliás, falar muito sobre suas qualidades, sobre suas conquistas e feitos incríveis só vai fazer você parecer uma pessoa chata e metida, o que é um resultado totalmente contrário do que o marketing pessoal produz.

Então, a dica é deixar que os outros falem sobre você. Você só precisa demonstrar quem é, agindo.

3. Não alinhar com outras ações de marketing

A terceira coisa que você precisa evitar no marketing pessoal é deixar de alinhar com outras ações de marketing.

Ou seja, além de todas as ações de marketing pessoal vistas aqui no artigo, você também pode alinhar tudo isso com outras estratégias de marketing digital para potencializar seus resultados.

Estou falando de estratégias como e-mail marketing, geração de leads, links patrocinados, entre outros.

Livros sobre Marketing Pessoal

Para saber mais sobre marketing pessoal e ainda conhecer a trajetória de pessoas de sucesso, você pode recorrer à leitura de livros sobre o tema.

Para te ajudar com essa tarefa, vou listar a seguir 5 livros sobre marketing pessoal para você se inspirar e tirar o máximo proveito da leitura. Confira agora.

1.Foco, de Daniel Goleman

Neste livro, Daniel Goleman fala sobre a importância de ter foco para conseguir alcançar qualquer coisa. Isso, através da apresentação de dados extraídos de pesquisas.

 É uma leitura obrigatória para quem tem dificuldade de se concentrar em alguma tarefa, e perde o foco facilmente com as distrações do dia a dia.

O autor fala sobre como manter o foco é essencial para alcançarmos o sucesso numa era inundada por distrações que nunca têm fim.

Então, se você precisa ter foco para aplicar as ações de marketing pessoal e, dessa forma, alcançar seus objetivos, esse livro foi feito para você.

2. Seja o CEO de Sua Vida, de Hubert K. Rumpersad

Este livro é um guia para as pessoas que querem construir e manter uma marca pessoal que se destaque no mercado.

Seja o CEO de sua vida é uma excelente leitura sobre a aplicação das ações de marketing pessoal para alavancar a sua carreira.

3. Marketing Pessoal, de Dorene Ciletti

Livro bastante direto, aborda o tema de forma prática, fornecendo um passo a passo para você aplicar as ações de marketing pessoal e aumentar seu valor de mercado.

A autora fala sobre a importância de saber “se vender” e vender suas ideias, para conseguir alcançar o sucesso profissional.

Essa também é uma leitura essencial para quem deseja ter sucesso com sua marca pessoal.

4. E se você fosse uma marca?, de Aldo Wandersman

O livro de Aldo Wandersman aborda o tema, marketing pessoal, como algo que é muito importante para o sucesso de uma marca, de um produto ou serviço, mas, para ele, o profissional é mais importante do que qualquer outra coisa.

O autor fala sobre o profissional ser a ferramenta mais importante do marketing pessoal.

5. Nunca Almoce Sozinho, de Keith Ferrazzi

Outra leitura quase que obrigatória para quem quer aprender a utilizar o marketing pessoal a seu favor.

Nunca almoce sozinho é um livro que ensina como se relacionar melhor com colegas, amigos, sócios, e todos ao seu redor.

O livro fala sobre a importância de criar uma rede de contatos para te ajudar a atingir seus objetivos e ajudar os outros a conseguir o mesmo.

Exemplo de Marketing Pessoal – História Rápida

Essa história é muito interessante, vale muito a pena ler o texto todo… não deixe de ler.

Napoleon Hill, no clássico e famoso livro “A lei do Triunfo”, compartilha uma história interessante que pode nos ajudar a entender o conceito do marketing pessoal:

“A guerra havia destruído todos os meus negócios e eu fui forçado a recomeçar. Meu guarda-roupas se resumia em três ternos velhos e dois uniformes de que eu não iria usar mais.

Como eu sei muito bem que as pessoas julgam um homem pela sua forma de vestir, fui rapidamente procurar meu alfaiate.

Por sorte, ele me conhecia há muitos anos e, assim, não me julgou pelo trapo que eu vestia. Se assim fosse, eu teria “naufragado”.

Naquele dia eu tinha no bolso menos de um dólar trocado, mas, contudo, consegui crédito com ele para três ternos dos mais caros que eu já tive na vida.

Pedi que as roupas fossem feitas com pressa. Os três ternos custaram 375 dólares.

Ele não me perguntou quando pagaria aquelas roupas tão caras. Sabia que eu poderia pagar e pagaria num tempo determinado, mas será que ele estava convencido disso?

Era essa a ideia que me passava pela cabeça naquele momento. Eu torci para que a pergunta não fosse feita.
Em seguida, fui a outra loja e comprei três ternos mais baratos, as melhores camisas, colarinhos, gravatas e algumas roupas brancas.

Em menos de 24 horas eu estava livre da guerra e com um débito de 675 dólares.
Após isso, passei a me vestir bem todas as manhãs e comecei a passear pela mesma rua, precisamente, na mesma hora.

Fiz isso porque era justamente nessa hora em que um editor bem-sucedido costumava passar por ali, quando ia almoçar.

Comecei a cumprimentá-lo todas as manhãs e, às vezes, parava para conversar com ele por alguns minutos.

No fim de uma semana decidi fazer um teste: resolvi não cumprimentá-lo a fim de experimentar se ele iria passar por mim sem falar.

Observando-o com o canto do olho, fui passando adiante. Mas ele me fez parar, pôs a mão no meu ombro e, olhando para mim, da cabeça aos pés, disse:

“Para um homem que acabou de deixar a guerra, o senhor me parece bastante próspero. Posso saber quem fez os seus ternos?”

“Pois não, eu respondi, esse terno foi feito especialmente para mim pela casa Wilkie & Sellery.”

Após isso, ele quis saber com o que eu trabalhava. Aquele ar de prosperidade que eu mostrava, vestindo todos os dias um terno diferente, atraiu a curiosidade daquele editor.

E era justamente isso que eu desejava. Sacudindo as cinzas do Havana que eu fumava, respondi:

“Oh! Estou organizando uma nova revista que pretendo editar.”

“Uma nova revista? Perguntou ele. E como ela se chama?”

“Dei o nome de Hill’s Golden Rule”, respondi.

“Não se esqueça — disse o editor — eu me encarrego da impressão e da distribuição de revistas. Talvez eu possa ser útil.”

Chegou o momento esperado. Era justamente o que eu queria que acontecesse, quando comprei os ternos.

No entanto, tenho a certeza de que essa conversa nunca teria acontecido se o editor tivesse me visto na rua com uma roupa surrada, mostrando indícios de pobreza em todo meu aspecto.

Um ar de prosperidade sempre irá atrair a atenção e, ainda mais, uma “atenção favorável”, pois o desejo fundamental em todo o coração humano é de ser próspero.

Meu novo amigo me convidou para almoçar com ele, no seu clube.

Antes de servirem o café e os charutos, ele já falava sobre o contrato para a impressão e da distribuição da revista.

Eu concordei em que ele fornecesse o capital, sem cobrar nenhum juro por isso.

Naturalmente, para lançar uma revista nova, é necessário um capital inicial considerável que é sempre difícil de conseguir, mesmo oferecendo as melhores garantias.

O capital necessário para o lançamento da Hill‘s Golden Rule Magazine ia além de 30 mil dólares, e todos os cêntimos desses 30 mil dólares foram conseguidos principalmente devido a “psicologia do vestuário”.

Pode parecer absurdo para você que um homem em péssimas condições financeiras começasse logo por fazer uma dívida de 675 dólares, somente em roupas, mas o que aconteceu depois justifica tudo plenamente.

Uma boa aparência não somente causa uma impressão favorável àqueles a quem se precisa pedir favores, como também tem efeito sobre a própria pessoa.

Além de saber que o fato de estar bem vestido impressiona favoravelmente os outros, eu sei que isso produz em minha mente um estado de confiança, sem o qual eu não poderia conquistar a fortuna que a guerra me tirou”.

Que bela história, não é mesmo? Nela podemos ver como um homem falido, com uma boa estratégia de marketing pessoal, conseguiu alcançar seus objetivos.

É disso que todo esse artigo trata. Capte a essência disso para aplicar em sua vida!

Conclusão

Marketing pessoal é um assunto amplo, mas resumi neste artigo o que você realmente precisa saber.

Uma pessoa que tenha talento e competência suficientes para exercer a sua atividade, desde que pratique e aperfeiçoe seu marketing pessoal, pode chegar ao topo, elevando o seu nível de notoriedade e imagem, e ser muito bem recompensado por isso.

Esse é um trabalho que exige paciência, perseverança, disciplina, uma autoestima elevada, motivação, e um conjunto de crenças e valores que irão nortear as atitudes e comportamentos de forma a fazer uso correto das habilidades.

Para um empreendedor, a busca pela visibilidade não é uma questão de sorte, mas de uma boa estratégia de marketing pessoal.

Insisto que não se trata de um esforço fingido, mas algo que flui, de forma espontânea, do “interior” que está em harmonia com o “exterior”.

O sucesso não é algo que acontece da noite para o dia, pois exige tempo, dedicação e trabalho duro.

A maioria dos empreendedores desiste no meio do caminho, sendo o principal motivo o fato de a mente não estar preparada para enfrentar os desafios que chegam no início.

Mas você não precisa e nem deve desistir.

Coloque essas ideias em prática hoje mesmo, basta definir o que você vai fazer para iniciar, e comece a movimentar as coisas na construção do seu marketing pessoal.

Se você deseja fazer parte de uma comunidade disposta a crescer e dominar parte do mercado de internet marketing, seja um membro do Fórmula Negócio Online.

Sobre o Autor

Alex Vargas
Alex Vargas

Alex Vargas é fundador do Nucleo Expert, empresa especializada na criação de treinamentos de marketing digital e empreendedorismo que tem revolucionado a vida de milhares de pessoas. Chegando em janeiro de 2020, a marca de mais de 110 mil alunos. Ganhou o prêmio de Empreendedor Digital do Ano e Melhor Profissional de SEO do Ano, em 2019 pelo Afiliados Brasil. Alex é reconhecidamente um dos melhores profissionais de marketing do Brasil.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.

Novo Webinário

cOMO MONTAR uM NEGÓCIO ONLINE À PROVA DE CRISES

Aula 100% Gratuita

Escolha um horário e inscreva-se na aula ao vivo.

Telegram