O Incrível Poder do Email Marketing: Como Criar Listas de Emails Poderosas e Vender Cada Vez Mais Com Funil de Vendas Alex Vargas 2017/04/11 at 11:23am 2018/06/28 at 11:05pm

Se você está envolvido na criação de um negócio online, deve saber que o email marketing é uma das ferramentas que apresenta maior custo-benefício na aquisição de clientes.

Por isso que se você já aposta em marketing digital, mas não investe nessa estratégia, está, literalmente, deixando dinheiro na mesa. Sem uma lista de contatos de e-mail bem construída e gerenciada, você tem grandes chances falhar.

Para se ter ideia, de acordo com a McKinsey & Company, os funcionários de empresas passam 13 horas semanais em média verificando sua caixa de entrada. Além disso, 92% das pessoas adultas que acessam a internet utilizam o email, sendo que 61% delas o usam diariamente (fonte: Pew Research).

Quer mais? Então vai! Um email é 40 vezes mais efetivo para aquisição de novos clientes do que as redes sociais como Facebook e Twitter (por essa você não esperava, não é?).

GRÁTIS! Como Criar Seu Negócio Online do Zero... Garantido!

Download gratuito... Mais de 100 Páginas de pura estratégia!

Os contatos em uma lista de email tem 3 vezes mais probabilidade de compartilhar seus conteúdos nas redes sociais que visitantes de outras fontes.

Consegue perceber as oportunidades que o email marketing pode trazer para seu negócio online? Pois é, mas a verdade é que pouca gente hoje ensina efetivamente como construir uma lista de contatos e gerar resultados com ela.

Desde a primeira versão do Fórmula Negócio Online, este é um assunto que eu trato com seriedade e profundidade, por justamente saber de sua importância. Meus alunos saem das aulas prontos para construir um de seus maiores ativos.

Se você quer aprender um pouco do que eu ensino a eles, continue lendo este artigo. Nas próximas linhas irei fornecer diversos hacks para você vender muito mais através do email marketing. Confira!

O email marketing

o poder do email marketing

O e-mail marketing é o uso do e-mail como ferramenta de marketing direto. Ele começou a ser utilizado dessa forma no início da popularização da internet, nos anos 1990, quando profissionais de marketing e executivos perceberam a oportunidade que essa nova forma de comunicação representava para os negócios.

Na época foi percebido que o e-mail é um recurso bastante rápido de entrar em contato com potenciais clientes com um custo indiscutivelmente menor em relação a outros meios.

Em 1995, o número de e-mails marketing enviados já era consideravelmente maior que o total de envios de mala direta.

Conforme a tecnologia foi evoluindo, o e-mail marketing se consolidou como ferramenta comercial, sobrevivendo, inclusive, a explosão das redes sociais. O que aconteceu na verdade foi uma integração entre e-mail e as redes sociais, que passaram a ser usados juntos na venda de produtos e serviços.

Eu sei que os dados e informações expostos acima já te deixaram ciente do poder do email marketing, mas existem alguns pontos que acho importante tratar com você aqui…

Sem sua própria lista de emails, dificilmente você conseguirá manter um contato tão próximo das pessoas, para que:

  • Elas desenvolvam mais empatia e interesse pelo seu negócio, produto ou serviço.
  • Sejam nutridas com conteúdo relevante para auxiliá-las a caminhar no seu funil de vendas
  • Você tem um canal direto e pessoal de comunicação com cada um deles

Além disso:

  • O e-mail marketing é o meio mais rápido de atingir seu cliente em potencial.
  • Comparado a outras estratégias de marketing, o email marketing leva vantagem pela longevidade e facilidade em mensurar e construir relacionamentos a longo prazo.
  • O retorno no investimento (ROI) é consideravelmente maior em comparação com outras mídias.
  • Email marketing é fácil de rastrear pelos cliques, acessos,, cancelamentos de assinaturas, mensagens retornadas, entre outros.
  • Você pode ter acesso a números consideráveis de e-mails de assinantes que consentiram ou optaram por receber e-mail de assuntos pelos quais possuem interesse.

Email marketing não é spam

Claro que não poderia deixar de tratar do spam, que nada tem a ver com email marketing.

As duas coisas são parecidas e visam a divulgação de alguma coisa (produto, serviço, ideia) a um grande público. Mas, diferente do spam, o e-mail marketing é gerado a partir do consentimento por parte do destinatário.

Ou seja, as enviadas por e-mail marketing para o membro da lista foram permitidas por ele previamente. Já o spam é feito por meios intrusivos, ilícitos, sem o desejo da pessoa de receber as mensagens.

Há empreendedores que compram lista de contatos de e-mail para promover alguma coisa. Isso é spam, não gera relacionamento, não converte e ainda queima sua imagem no mercado. Por isso nunca, nunca mesmo, compre base de contatos.

email marketing x spam

O ideal mesmo, como ensino no meu treinamento, é construir sua própria lista. Mais à frente, vou explorar melhor este assunto com você.

Outra coisa que é considerada spam é um número alto de envios semanais para os destinatários. Deve haver um equilíbrio de sua parte ao enviar emails para as pessoas que você converteu como leads.

O ideal não é passar de 3 emails semanais, a não ser que você esteja no meio de um lançamento e precise reforçar as ofertas para gerar mais conversões.

Entendido isso, podemos agora explorar as táticas para construir listas de email poderosas e vender cada vez mais em seu negócio online!

Como criar sua primeira lista de emails

porque fazer email marketing

Para começar a atrair e converter pessoas para sua lista de emails, é preciso estabelecer canais de contato. Seu blog é o maior de todos, já que você pode explorar diversos recursos para usar a esse favor.

Para saber mais sobre isso, sugiro que leia este artigo aqui (incluir link do segredos dos portais) depois que terminar este. Nele eu falo dos segredos dos grandes portais, explorando tópicos que vão te ajudar a tornar seu site ou blog uma fonte de conversão de leads.

Uma vez estabelecidos os pontos de contato, que podem ser caracterizados com CTAs (call to action), formulários de captura, landing pages e hiperlinks estratégicos, é preciso fazer ofertas de conteúdo (também conhecidas no mercado como iscas digitais ou recompensas digitais).

Essas ofertas de conteúdo podem ser feitas através de seu newsletter, e-books, vídeo aulas gratuitas, templates, documentos, enfim, coisas que a pessoa precise baixar e deixar seu e-mail em troca.  

O conteúdo pode ser oferecido de diversas formas. Vou te mostrar algumas que eu uso em minha estratégia para você se inspirar.

Pop-up

Pop-up é uma janela que abre no navegador quando a pessoa acessa uma página ou algum link de redirecionamento num site. Esta nova janela se abre com informações de destaque.

Os pop-ups são recursos muito usados por empreendedores digitais como tentativa de chamar a atenção os usuários, mas podem acabar por incomodar uma parte das pessoas. Por isso é ideal que ele apresente alguma oferta, que não fique aparecendo toda hora e que possa ser fechado facilmente.

Veja um que eu uso aqui no blog para oferecer um dos meus e-books mais baixados:

pop up capturar email marketing

Existem alguns plugins que você pode usar para construir os seus, ou, se você preferir, pode programar um popup nativo (para isso você precisa ter conhecimento em programação e webdesign.

Landing Pages

As landing pages são páginas de conversão focadas em transformar os visitantes do seu site em leads. São páginas que permitem a você capturar as informações de contato através de uma oferta, com um formulário e um CTA (Call to Action).

Esse tipo de página é muito importante para a construção de listas de email marketing. Veja um exemplo meu:

landing page e email marketing

Formulários

Alguns blogs vêm com recursos que tornam possível criar formulários inteligentes para a captura de leads. O tema Épico do WordPress, por exemplo, tem essa função que você pode personalizar conforme sua estratégia.

No exemplo abaixo veja como eu tenho usado:

usar formulário de captura para email marketing

Repare que é a mesma oferta, o mesmo e-book, disponibilizado em canais de contato diferentes. Isso faz com que a pessoa se depare com que ofereço em diversos locais que ela navega no blog. Isso reforça a promoção e aumenta as chances de conversão.

Inspire-se nessas ideias e utilize estes recursos em seu site ou blog em sua estratégia de email marketing.

Atenção: Não basta apenas ter boas páginas e formulários se o seu conteúdo deixa a desejar. É muito importante que você crie algo que realmente gere valor na vida do lead. Essa é a essência de uma oferta de conteúdo. Afinal, é ela a responsável pela primeira boa impressão após a pessoa ingressar em sua lista de email. Por isso jamais negligencie seu conteúdo!

Aposte em boas ferramentas

Existe um número gigante de ferramentas que podem te ajudar a construir sua lista de emails, e muitos especialistas discordam sobre qual seria melhor. Eu particularmente já usei diversas ferramentas, mas tenho gerado resultados com as seguintes:

Optmize Press para construção de landing pages

Lead Lovers para auto responder e envio de sequências de emails

Ninja Popups para a construção de pop-ups

Recurso nativo do WordPress para a construção de formulários.

Copywriting

Não poderia deixar de dedicar um tópico à importância do copywriting.

Essa técnica de escrita persuasiva tem sido responsável por gerar milhões de reais em vendas e lucro para muitos empreendedores ao redor do mundo.

O grande empreendedor Jeff Walker tem uma frase matadora sobre o copywriting:

Se tivesse que ensinar uma habilidade para meus futuros filhos essa seria a habilidade de copywriter.

Ele não iria falar algo do tipo se o copywriting não fosse a melhor forma que existe para efetuar um discurso de vendas, não acha?

O copywriting nasceu há pelo menos 150 anos nos EUA. Claude Hopkins é considerado um dos pais desse método porque já pesquisava os desejos de consumidores antes de escrever uma carta de vendas por volta de 1886.

Claro que o copywriting do século XXI é diferente do de hoje, principalmente por conta dos avanços da ciência, do marketing, da neurociência e das novas percepções do consumidor. Mas o método ainda é imprescindível para os negócios se comunicarem com seus clientes.

Uma estratégia de email marketing não é nada sem o copywriting. E essa não é apenas uma frase de efeito. Estou falando de algo que pode fazer enorme diferença na hora de atrair, converter e conquistar pessoas para sua lista de email.

Por isso que você não deve ignorar ou negligenciar o copywriting se quiser realmente fazer a diferença no mercado e conquistar muitas vendas.

Ele vai entrar em tudo, desde o anuncio usado para levar as pessoas até a landing page, passando pela copy usada nas páginas de conversão e depois na construção dos assuntos de email, do corpo, e claro, dos CTAs.

Sobre a aplicação, você tem dois caminhos:

1 – Aprender as técnicas para escrever suas comunicações.

2 – Contratar alguém para fazer para você.

Observação 1: O livro As Armas da Persuasão, de Robert B. Cialdini é uma leitura indispensável para você aprender mais sobre escrita persuasiva. Inclua em sua lista!

Observação 2: Para quem você escreve? Pergunto isso porque muitos empreendedores que ainda não conseguiram alcançar o sucesso tendem a errar em um ponto que podemos considerar até básico, que é achar que está escrevendo para uma máquina.

E isso está errado pelo simples fato de você estar escrevendo para humanos. Logo, o seu conteúdo tem que ser mais humano. Coloquial, relaxado, leve são algumas das características dos conteúdos mais “humanizados”. Aplique isso em suas copys!

Como se relacionar com sua lista

vantagens do email marketing

Aquecimento

Após o primeiro contato com o lead, você precisa mantê-lo aquecido. Este seria um dos primeiros passos para fortalecimento do relacionamento com os contatos da lista.

Claro que quando falo de “aquecimento” não me refiro apenas ao envio contínuo de e-mails, sem critério, dia após dia. Lembre-se que não é spam. Falo do envio de mensagens construídas com uma visão, uma estratégia clara, para que o relacionamento se estreite cada vez mais.

Isso sim poderá fazer com que você ganhe dinheiro na internet e construa uma base sólida de vendas para o seu negócio online.

Informação vale muito

Para se relacionar com sua lista, é fundamental que você forneça informação relevante sobre os temas de interesse, seja conteúdo, produto ou serviço.

O engajamento por meio do texto, com estratégias de copywriting, tem sido muito efetivo para muitos empreendedores. Pois permitem fascinar grandes parcelas de público através do uso de boas mensagens.

O conteúdo de cada email é fundamental para que todos os seus contatos possam se sentir impelidos a abrir, ler e comprar.

É dessa forma que os resultados serão muito positivos, mas para isso, você deve o acompanhamento permanente do processo, desde o primeiro momento de refinamento da lista. Esse acompanhamento é feito com o monitoramento e análise de dados e resultados (falarei mais sobre isso no último tópico do artigo).

Segmentar e estreitar a relação

É muito importante também que você segmente a lista, ou seja, que separe os contatos por características e preferências. Nem todo mundo está no tempo de comprar, por exemplo. Tem leads que precisam ser aquecidos antes, enquanto outros já estão prontos para obter o produto.

Identifique cada grupo e personalize o relacionamento através dos dados e informações que você colher. Essa dica é importantíssima para você chegar aos objetivos com o emails marketing.

Modelos de headlines para você usar

Headline vem do inglês, cujo significado é “Título” ou “Manchete”. Os títulos de artigos, de notícias em jornais ou revistas, além de emails, anúncios e cartas de vendas que você lê quase todos os dias, são headlines.

Abaixo eu vou te dar alguns exemplos para você usar em sua estratégia de email marketing.

Exemplos de headlines para gerar leads

Downloads:

  • Quer vender mais com [inclua características]? Baixe este e-book exclusivo gratuitamente!
  • Quer descobrir o que tem me levado a [inclua números e resultados]? Baixe este e-book gratuitamente e confira!

Newsletter:

  • Junte-se a mais de [inclua número de pessoas] e receba conteúdos exclusivos diretamente em seu e-mail.
  • X dicas incríveis para você gerar resultados reais com [inclua o benefício]. Deixe seu e-mail abaixo!

Aulas gratuitas:

  • Se você não aguenta mais [inclua dor], assista a videoaula [inclua título da aula] e conheça x táticas testadas e aprovadas por mim. Acesse aqui!
  • Quer aprender a [inclua benefícios]? Acesse gratuitamente a videoaula [inclua título da aula]!

Exemplos de linhas de assunto que convertem

  • “Opa, é hora de aprender a gerar resultados”
  • “*Não abra este email*”
  • “Quanto você pode pagar?”
  • “Aqui está um presente”
  • “O que as pessoas estão dizendo?”
  • “Como fazer sua primeira venda agora”

Observação: Você precisa ter criatividade para aplicar estes exemplos em seu negócio. Meu conselho é que os use como inspiração para criar outras parecidas. E sempre analise o contexto da mensagem antes de criar uma linha de assunto.

Exemplos de headlines para CTAs (Call to Action)

  • “Inscreva-se e receba as novidades do site”
  • “Faça parte da nossa rede de leitores premium. Inscreva-se aqui receba os melhores conteúdos”.
  • “Clique aqui e acesse o melhor conteúdo sobre [inclua assunto]”
  • “Veja as últimas do blog aqui nesta página”
  • “Acesse esta página e baixe x templates sobre [inclua assunto]”
  • “Clique e confira o conteúdo avançado deste texto”.

Técnica AIDA

A técnica AIDA é uma das mais antigas e utilizadas para estratégias de atração, conversão e vendas. Ela consiste em 4 elementos essenciais para criação de mensagens persuasivas e pode te ajudar muito na construção de sua lista de email marketing.

Confira quais são os 4 elementos usados:  

1 – Atenção

Essa primeira fase é bem óbvia. Você precisa chamar a atenção do usuário com palavras persuasivas.

2 –  Interesse

Depois é preciso despertar o interesse do usuário mencionando o benefício (ou benefícios) que ele terá ao realizar a ação que você espera.

3 – Desejo

Além do interesse, é preciso despertar o desejo. Isso pode ser feito facilmente com o uso do gatilho mental da escassez ou curiosidade.

4 – Ação

E por último, a ação que faz o usuário clicar para ler um artigo, acessar o site, baixar sua oferta de conteúdo, comprar seu produto, etc.

Analise as métricas

Sei que isso soa clichê, mas é preciso realmente acompanhar as métricas. Afinal, em muitas estratégias é justamente aqui que a maior parte dos erros acontecem. Por isso elimine os achismos e sempre analise os números.

O ideal é começar listando os objetivos, tornando-os claros com métricas associadas para você acompanhar os resultados do seu email marketing.

Por exemplo, digamos que seu objetivo seja conseguir dobrar o número de leads gerados em relação ao mês anterior. Além do número em si, você precisa prestar atenção na taxa de conversão que suas mensagens geraram.

No caso de gerar leads, essa taxa é calculada pela divisão da quantidade de leads que você capturou pela quantidade de pessoas que têm acesso ao seu conteúdo (via blog, redes sociais, etc.).

Se o seu blog gerou 200 cadastros no último mês, e o número de visitantes únicos foi de 4 mil no período, então sua taxa de conversão é de 5%. Entendeu?

Lembre-se disso: números absolutos são ótimos indicadores, mas o que você deve acompanhar mesmo é o crescimento a taxa.

Conclusão

Agora é a hora de colocar a mão na massa e fazer e gerar resultados como sua lista de email marketing! O que não faltam são estratégias para que você aprimore e ache a receita ideal de uma lista de email de sucesso.

Neste artigo estão alguns ingredientes que você pode usar em sua receita de negócio online. Destaco que todas elas foram abordadas de forma pragmática, ou seja, baseadas em minhas próprias experiências e práticas.

Também faço questão de ressaltar que você vai precisar apostar em outras frentes, como:

  • SEO e marketing de conteúdo (para gerar leads orgânicos)
  • Mídia paga para promover sua página de captura (Google AdWords e Facebook Ads)
  • Remarketing para ampliar seus esforços e gerar mais leads.
  • Participação de palestras e eventos.

Essas quatro estratégias, acredite, garantem que você amplie sua lista e ainda consiga mais experiência para gerar vendas a partir do email marketing.

Algo que você precisa entender é que produzir conteúdo para sua lista de email deverá ser encarado como uma verdadeira missão, onde você deverá se preocupar em tirar todas as dúvidas do seu leitor, responder às objeções, levá-lo ao conhecimento da solução dos problemas e estimular a vontade de querer continuar recebendo os seus emails.

Eu realmente desejo que este conteúdo sirva com uma espécie de pontapé inicial. Comece a trabalhar hoje mesmo e conquiste uma lista de emails capaz de te gerar vendas recorrentes.

Agora seguem dois convites para você:

1 – Faça parte de minha comunidade baixando o Guia 10 Passos Únicos Para Seu Negócio Online, aqui!

2 – Seja um aluno do Fórmula Negócio Online e seja um dos empreendedores de resultados que vendem todos os dias através do marketing digital. Saiba mais aqui!

 

 

Olha Que Legal Também

35 Compart.
Compartilhar35
Twittar
Compartilhar
WhatsApp