Como escrever um roteiro para vídeo que cativa e encanta sua audiência Alex Vargas 2017/03/23 at 11:49am 2018/06/28 at 11:05pm

O vídeo se tornou uma das formas mais poderosas de captar clientes…

Uma das grandes vantagens deste formato é a conexão que ele pode trazer entre o interlocutor e o seu público-alvo, ao contrário de outros tipos de conteúdo que, por melhor que sejam, ainda podem soar formais e algumas vezes pouco atrativos.

Vivemos numa época em que as pessoas consomem informação de forma muito dinâmica, e neste contexto, a comunicação audiovisual acaba se sobressaindo das demais.

Por isso que você, empreendedor digital ou profissional de marketing, precisa apostar nos vídeos para conseguir captar a atenção do público-alvo e se conectar a eles.

GRÁTIS! Como Criar Seu Negócio Online do Zero... Garantido!

Download gratuito... Mais de 100 Páginas de pura estratégia!

Para se ter ideia:

  • A Cisco diz que devido ao aumento da quantidade de pessoas conectadas, a previsão é de que em 2020, 82% de todo o tráfego da internet seja gerado por vídeos.
  • De acordo com a eMarketer, 86% dos usuários de internet brasileiros já assistem vídeos online
  • O Google mostra que 24% dos brasileiros já são light TV viewers. Ou seja, pessoas que dedicam 50% do seu tempo a assistir vídeos na televisão e 50% a assistir vídeos na web.

Diante disso, vou te fazer algumas perguntas decisivas agora: você já começou a produzir vídeos para o seu negócio? Não? O que está esperando? Uma boa câmera? Uma boa ideia?

Acredito que você deva começar agora…

Quer um incentivo? Então vai!

Pegue uma câmera. Grave alguma coisa. Não importa quão pequena seja a gravação, não importa quão extravagante, não importa se seus amigos e sua irmã vão estar nele. Coloque o seu nome como diretor. Agora você é um diretor. – James Cameron, diretor de Titanic.

Mas não se engane…

Para gravar vídeos não basta apenas montar um cenário bacana, pegar uma câmera de ótima qualidade e começar a falar. Mesmo que você seja uma pessoa que entende do assunto com qual trabalha e, que consegue se comunicar muito bem com as pessoas do seu dia-a-dia, não será suficiente.

Em muitos casos acontece que você termina o seu vídeo, e quando vai revisar, percebe que está, em diversos momentos, dando pausas no assunto, aquele famoso “Aaah” de um parágrafo a outro e em algumas situações está o tempo todo se corrigindo.

Qual é o maior erro nesse sentido? Se você disse que é falta de roteiro, sim você acertou!

Algumas pessoas acham que escrever um roteiro para vídeo é uma forma de denegrir seus conhecimentos sobre algum assunto e pior ainda, algumas pessoas acreditam que se trata de perda de tempo, já que experiências demonstram o contrário.

Mas isso não passa de uma crença limitante. Criar um roteiro, na verdade, te leva a aperfeiçoar o seu trabalho com os vídeos e te ajuda a alcançar um resultado mais satisfatório. Ficou claro? Beleza…

Descubra como escrever um roteiro incrível e levar seus vídeos ao estado da arte!

Qual a necessidade de um roteiro

Como Escrever um Roteiro para Vídeos

Em uma produção de vídeo, o roteiro tem uma importância significante. É a partir dele que toda a produção toma corpo. Quando mais preciso for seu roteiro, mais rápido e mais econômica será a gravação.

É arriscado e trabalhoso deixar para definir detalhes na história durante a produção, e uma incompetência grande querer mudar coisas depois que estão praticamente prontas.

Se você quer que seus vídeos, além de terem uma qualidade satisfatória, atraiam os resultados que você tanto almeja, aprender como escrever um roteiro para vídeo é imprescindível.

Por se tratar de uma comunicação audiovisual, vários fatores podem ser cruciais para que o seu público-alvo se sinta atraído pelo o que você está querendo passar em um vídeo:

  • A forma de falar;
  • A qualidade de vídeo;
  • A qualidade de som;
  • A edição;
  • E, principalmente, o carisma.

Esses são elementos que se tornam fundamentais para que o seu vídeo seja um sucesso, ou um fracasso, caso você faça o oposto.

Mas nada disso que eu listei vai fazer tanto sentido se você não tiver um bom roteiro e uma boa história para contar.

A maior atração do vídeo é exatamente o poder do audiovisual, por isso o roteiro não se trata apenas do que você vai falar, mas sim do todo: o que será mostrado enquanto você fala o assunto, aonde é o melhor local para colocar estas informações visuais, transição e etc.

O roteiro vai te ajudar a lembrar de algo que talvez você não desse o devido cuidado na hora da gravação, deixando passar momentos que você poderia dar alguma grande sacada, e deixar a informação mais fixada para o seu público-alvo.

Uma coisa importante sobre o visual é que podemos usar de exemplo vídeos corporativos que normalmente passam em treinamentos da empresa.

A informação que é passada ali geralmente fica na cabeça dos funcionários por um bom tempo, e isso não é à toa. Estes vídeos são feitos pensados exatamente em como causar este efeito, e tudo começa por um bom roteiro.

Da mesma forma são os filmes famosos de Hollywood. Tem cenas que depois que assistimos ficam na nossa cabeça para sempre. Quer um exemplo? Dá uma olhada na imagem abaixo…

Identificou imediatamente, não foi? Esse é o poder de uma boa história e de um bom roteiro.

Estudar os efeitos que estes vídeos usam pode ser uma boa maneira de conseguir os resultados que você deseja com o seu público-alvo. Isso será determinante para seu aprendizado de como escrever um roteiro para vídeo.

O mapa do sucesso

Imagine que, ao escrever um roteiro, você está traçando uma rota de onde você quer chegar com seu vídeo. Para traçar essa rota, você precisa escolher o melhor caminho, aqueles que sejam mais agradáveis e com menos riscos de viagem.

Assim você irá fazer com que seu roteiro passe as informações de forma agradável e de fácil compreensão, sem obstáculos.

Depender da memória não é nada aconselhável, e não apenas no caso dos vídeos. A memória humana funciona de uma forma não linear, e conseguir passar nossos pensamentos de forma coesa exige muito da nossa cabeça. Principalmente se estamos nesse processo de “desfragmentação” de memórias e de comunicação ao mesmo tempo.

Usar de recursos para lembrar as informações que precisamos passar é uma das melhores formas de se comunicar de forma efetiva, sem falta, e sem excessos. O roteiro ajuda com isso quando o assunto é gravar vídeos.

Outra vantagem de montar um roteiro é deixar a mão tudo que você precisa para aquele vídeo. Se você vai precisar demonstrar algum objeto, por exemplo, você vai lembrá-lo na hora da edição e já o deixara junto consigo, evitando ter que parar o vídeo, toda a linha de raciocínio, para buscá-lo.

Por mais que você possa editar essa busca ao objeto em questão, o que já é um trabalho adicional que você não precisaria você não vai conseguir voltar ao assunto com a mesma linha de raciocínio que estava, e então será mais um tempo de vídeo para que o assunto engrene de novo.

E o mais importante deste tópico: você estará com a mente voltada especialmente para a gravação do vídeo. O que significa que você conseguirá manter a sua entonação de voz e passar mais confiança, o que gera carisma, como dito acima. Isso é algo fundamental para quem quer alcançar os seus objetivos com um vídeo.

Acho que agora não restam dúvidas de que escrever um roteiro para o seu vídeo só trará vantagens, certo? Então agora nada de começar a gravar de qualquer jeito, é hora de aprender como criar um bom roteiro.

Como escrever um roteiro para vídeo: usando técnicas de Hollywood

Como Escrever um Roteiro Quanto mais velho eu fico, mais vejo os filmes como milagres. É difícil agradar o público se você só entregar efeitos especiais, mas é fácil se houver uma boa história. O público também é o crítico mais severo – uma boa história que existe no seu mundo pode não ser a preferida da audiência. Então eu só faço o melhor que eu posso. – Steven Spielberg, um dos mais premiados diretores de cinema.

Provavelmente você não está aqui para fazer algum vídeo de ficção, mas mesmo que esteja, não tem problema. Pois existem algumas coisas em comum nos roteiros de vídeo de ficção que você pode usar em vídeos informativos e até mesmo de vendas.

1 – Divida o vídeo em cenas

Pegando emprestado um pouco das técnicas de Hollywood, a primeira coisa que você deve fazer com o seu roteiro é dividi-lo em cenas. Dividir um vídeo em cena vai trazer mais dinamismo à gravação, e você pode fazer isso de diversas maneiras.

Uma das maneiras mais usadas é usar mais de uma câmera ao mesmo tempo, e durante as edições trocar de uma câmera para a outra em momentos-chave.

Caso não tenha mais de uma câmera, colocar os vídeos em preto e branco em alguns momentos também pode ajudar. Ao fazer um comentário para descontrair o vídeo, deixe em preto e branco para passar aquela impressão de Making Of.

2 – Varie os cenários

Outra forma é gravar os vídeos em mais de um cenário. Neste caso, você deve escrever no seu roteiro exatamente o que precisa para cada cena, economizando a viagem. Eu, por exemplo, estive variando os cenários de gravação ao longo dos anos.

Mesmo que você use o mesmo ambiente, às vezes só mudar o ângulo já ajuda a variar um pouco. Isso serve para não deixar sua audiência “enjoada” do mesmo cenário.

A variação de local também ser feito em um vídeo específico. Ou seja, uma parte do vídeo você grava em um cenário, e outra, em outro cenário. Mas isso é opcional, não uma regra.

3 – Use animações e aposte no humor

As animações podem ser usadas para explicações da informação que você deseja passar ao seu público-alvo. Além de conseguirem transmitir melhor a ideia, conseguem trazer mais dinamismo ao vídeo e torná-lo mais interessante para quem está assistindo.

E não pense que precisa ser algo a nível de cinema. Por exemplo, recentemente passou-se a usar legendas em vídeos do Facebook, e nessas legendas, algumas pessoas usam emotions para representar uma ideia específica. O resultado pode ser satisfatório.

Você já assistiu alguma videoaula em que o professor representava algumas cenas com humor? Isso além de tornar o tema fácil de compreender, o vídeo se tornava mais interessante. Mas, claro, desde que não soe forçado.

Conselho: Não importa qual vai ser a forma que você vai usar para trazer dinamismo ao seu vídeo, o importante é que elas estejam coerentes com o que você quer passar.

As cenas não podem, em momento algum, fugir do que você está querendo passar. Estes momentos mais dinâmicos são momentos-chaves para que a informação entre na cabeça do seu público-alvo. E nesses instantes, se ele for distraído com alguma outra informação, talvez você possa ter perdido tudo o que foi dito no seu vídeo antes.

Lembre-se disso ao reunir ideias de como escrever um roteiro para vídeo.

Como montar as cenas do seu roteiro

Aqui vão algumas dicas rápidas:

– A cada troca de câmera, de figurino ou de cenário, entra uma nova cena, e você deve escrever no seu roteiro cada cena como tal, focando no que você quer passar com ela.

– Coloque um cabeçalho para cada cena do seu roteiro. As informações devem ter o que será gravado na cena, detalhando toda a ação da cena, cada gesto e edição que será usado.

– Determine o local da cena. Indique se deverá ser usada muita luz ou pouca luz, dia ou noite, lembrando que tudo isso influencia na mensagem que você quer passar e na recepção que você espera ter.

– Defina o ângulo. É importante também no cabeçalho de cada cena definir qual será o ângulo da câmera em que será filmado. Caso você filme sozinho e não tenha alguém para lhe ajudar nessa parte, isso vai facilitar o trabalho e evitar erros de posição.

– As cenas também não precisam ser escritas de forma seguidas, já que cada cena tem sua própria direção, você pode escrever elas na ordem que quiser.

Modelos de roteiro que você pode usar

Como escrever um roteiro Não existe um padrão, uma fórmula mágica, um método inflexível de como criar um roteiro para vídeo. Isso vai da forma que a pessoa que está gravando entende, de como aprendeu, etc.

Mas existem alguns modelos simples que você pode adotar, como por exemplo:

Modelo 1

Cena 1 – Interno – Escritório do Alex

Cena 3 – Externo – Praça – dia

Cena 6 – Interno – Escritório do Alex

Ou, se você for usar o mesmo ambiente, pode fazer algo do tipo…

Modelo 2

Parte 1 – Interno – Escritório do Alex – Introdução e chamada para o vídeo

Parte 2 – Interno – Escritório do Alex – Parte que fala do poder do tráfego orgânico

Parte 3 – Interno – Estante de livro de fundo – Fechar falando de como conseguir tráfego

Se você quiser algo mais “organizado”, pode usar o modelo de roteiro divulgado pela Sambatech:

Modelo 3

como escrever um roteiro Aproveitando a oportunidade, listo dois artigos que podem complementar seu conhecimento sobre vídeos:

Como criar um roteiro para vídeo: por onde começar

1 – Não espere

Existem dois tipos de pessoas, as que esperam acontecer e aquelas que fazem. As pessoas que esperam acontecer esperam um momento mágico de criatividade e inspiração para colocar suas ideias no papel e, posteriormente, no vídeo.

Em alguns casos, elas não colocam no papel e acabam perdendo a ideia que tiveram, deixando o vídeo mediano e decepcionante para os próprios olhos.

As pessoas que fazem quando necessário veem as coisas de uma forma diferente. Elas entendem que o mundo não vai esperar elas estarem inspiradas para as coisas acontecerem. Seja como elas.

2 – Pense tecnicamente

É claro que, se você faz vídeos por hobbie e não espera um retorno disso, ok, você pode sim criar seu conteúdo somente nos momentos de inspiração. Mas como estamos falando de vídeos para o marketing digital, uma forma rentável de trabalho e que pode mudar a sua vida, é preciso pensar tecnicamente.

Conte com recursos que te ajudem a nunca parar. Afinal, estamos falando de marketing de conteúdo, em que consistência e recorrência são elementos-chave para o sucesso. Se você quer uma audiência fiel, é preciso publicar frequentemente.

3 – Defina o tema e o título

A melhor maneira de começar a criar um conteúdo é descobrindo o que o seu público quer, e dessa forma, usar de assuntos pré-definidos para alcançar esta demanda. Por exemplo:

Se os seus vídeos são sobre notícias de tecnologia, algumas ideias como: “Top 10 das melhores tecnologias do ano” pode funcionar. Ou, falar sobre aquele assunto bombástico que todos estão comentando nos grupos do nicho.

Essa ideia de tema e o título do vídeo deverão compor o roteiro.

4 – O Milagre da Multiplicação de Conteúdo

Outra boa forma de ter conteúdo para os seus vídeos é com uma técnica chamada “O Milagre da Multiplicação de Conteúdo”.

Está técnica é para pessoas que já tenham algum blog, pegue os seus melhores artigos, aqueles que geram mais resultados, e transforme o conteúdo daquele artigo em um vídeo. Faça isso com alguns artigos do seu blog, e funciona muito bem.

Pode apostar que a coisa é forte, pois além de você ter a certeza que o seu nicho quer aquele tipo de conteúdo, você acaba atraindo um tipo específico de audiência: o público que prioriza o audiovisual. Isso provoca um engajamento absurdo.

5 – Converse com a audiência  

Transformar seus artigos em vídeo precisa de alguns cuidados. Quando escrevemos, geralmente usamos alguns termos e algumas palavras que não usamos ao conversar com outra pessoa, então será necessário transformar o tema do artigo para uma coisa mais natural, com palavras e termos que você usaria normalmente.

Mais à frente falarei mais sobre isso…

Conselho: Não faça conteúdo sobre aquilo que você não tem conhecimento!

Um dos maiores erros de alguns criadores de conteúdo, e que está sendo bem comum ultimamente, é falar do que está em alta, mesmo sem ter estudado alguma coisa sobre aquilo, usando apenas de “achismos”.

Se você não tiver uma boa base de seguidores, criar um conteúdo desse tipo pode ser o fim do seu canal ou do seu blog, então tenha certeza que sabe do que está falando. Pegue a ideia!

Como escrever um roteiro para vídeo: a hora da câmera

Algumas pessoas que escrevem já para blogs acreditam que escrever um roteiro para vídeo vai ser fácil já que eles têm experiência em escrever conteúdo.

Porém um roteiro não se trata apenas de conteúdo, é um tipo de comunicação diferente e por isso algumas técnicas precisam ser levadas em conta. Mas não se preocupe, apesar de não ser a coisa mais fácil do mundo, também não é nada complexo demais. Você pode aprender em pouco tempo de dedicação.

– Troque o “nós” por “a gente”

– Procure variar o máximo possível nas palavras que serão usadas, palavras repetidas podem se tornar cansativas. Na realidade, nos artigos também devem ser evitados, mas em um vídeo elas entram em destaque, pois também entra a questão da sonoridade da palavra. Evite redundâncias, um “subiu pra cima”, pois pode tirar a atenção do conteúdo.

– Não explique demais.

Quando você perceber que precisa explicar de mais alguma informação, reformule a frase para que possa passar a informação de outra maneira, uma forma mais clara.

Evite alguns tipos de palavras

Apesar de parecer bonito e chique, evite usar palavras como “fala-me” e use “me fale”, por exemplo. Seja simples e objetivo.

– Utilize voz ativa

Exemplo: “Eu vou escrever um roteiro” e  não “Um roteiro será escrito por mim”

– Uma informação por vez

Não dê mais de uma informação por frase, ao contrário do artigo que o leitor poderá ler a mesma frase mais de uma vez caso não tenha compreendido, é chato fazer o mesmo no vídeo.

– Evite clichês

Também evite usar frases batidas e ideias clichês, mesmo que você ache a ideia de outra pessoa do seu ramo interessante, ou uma frase marcante. Lembre-se de ser original e usar suas próprias palavras para passar uma ideia.

Observação: É claro que com isso fica explicito de que você não pode imitar outras pessoas na hora de fazer seus vídeos. Nada de copiar o jeito de falar ou as edições usadas por outra pessoa só porque ela é seu ídolo. Você precisa de uma cara própria e não ser reconhecido por ser uma cópia de outra pessoa.

Lembre-se que em um vídeo, a parte visual importa muito, então esteja bem arrumado e corte do vídeo tudo que for desnecessário para a harmonia da cena ou do cenário.

Otimizando o roteiro

Até agora entendemos a importância de como escrever um roteiro para vídeo e de como organizá-lo. Agora vou te dar alguns insights para otimizar seu roteiro para garantir melhores resultados. Confira!

1 – Entre no assunto principal do vídeo antes dos 30 segundos

Não enrolar num vídeo é primordial para chamar a atenção do público. Quando criamos um vídeo, estamos focando num público que geralmente gosta das coisas rápidas e dinâmicas. Ele não quer “perder tempo lendo” e por isso recorrem aos vídeos.

A melhor forma de conseguir passar o assunto antes dos 30 segundos é fazer um resumo em uma frase do que será falado no vídeo. Por exemplo, quando for falar sobre técnicas de vendas:

“Quer aumentar ainda mais seus lucros? Existem técnicas de vendas infalíveis? O que é preciso para ser um bom vendedor? Fique comigo nesse vídeo eu vou te dar as respostas”

Perceba como o assunto ficou claro logo no início. Leve essa ideia para sua gravação.

2 – Não é sobre você

As pessoas adoram de falar de si mesmas, e adoram quando falam delas. Então uma boa forma de se aproximar do seu público é tratar de assuntos que ela gosta ou precisa. Não é legal ficar falando de si mesmo o tempo todo. Evite isso.

Fale sobre sua audiência, de preferência de um para um, como se estivesse falando com apenas uma pessoa em específico. Conhecer sua persona, nesse contexto, é muito importante.

Use palavras de você, seu, sua, e tudo o que faça referência à pessoa que estará lhe assistindo.

Outra forma de conseguir cativar a sua audiência é dando exemplos de como aquele conteúdo que está sendo passado pode se encaixar na vida dele. Trata-se de apresentar a solução de um problema.

3 – Seja um contador de histórias

Não importa sobre o que será seu vídeo, o ser humano tem uma necessidade de ouvir histórias, isso desde os tempos mais primórdios. Então, não importa sobre o que está sendo falado no seu vídeo, traga histórias pessoais ou de conhecidos onde o assunto se encaixa.

Use o famoso storytelling, que junto a jornada do herói, pode ser a maneira perfeita para conseguir um bom resultado, seja de venda ou de número de seguidores.

Mas não precisa preencher demais o seu vídeo com história, se não se torna algo cansativo, apenas uma história que traga bastante efeito é necessário para cativar o seu público, se aquela história não for o suficiente, ela não é uma boa história.

4 – Feche com um Call to Action

Call to Action é quando você faz a chamada para ação no seu blog, artigo, e neste caso, nos vídeos.

Se o seu objetivo é vender um ebook, chame o seu público para conhecer o ebook através de um link. Se for para aumentar o número de seguidores e visualizações, peça para compartilhar e dar  um like no vídeo, e até mesmo para seguir o canal.

Fechar com um Call to Action não é uma regra, mas é importante fazer depois de contar a sua história e envolver o seu público.

Se você tem um canal no YouTube, pode fazer um CTA para convidar as pessoas a se inscreverem nele. Isso pode ser uma fonte de captar novos inscritos e aumentar sua audiência.

Mãos à obra!

Muito bem, este foi o meu artigo de como escrever um roteiro para vídeo. Com as informações aqui passadas, você estará mais apto a criar conteúdos incríveis em vídeo para sua audiência. E os frutos disso serão muito satisfatórios, pode acreditar.

Mas isso só vai acontecer se você sair daqui disposto a trabalhar duro e colocar as dicas em prática. Tudo depende do seu esforço, da sua vontade de fazer acontecer. Una isso a um pouco de técnica, e pronto, você tem uma fórmula de sucesso.

Abra o Word, escreva seu roteiro e crie o melhor vídeo da sua vida!

PS.: Veja como eu uso tudo o que eu citei neste conteúdo se inscrevendo no meu canal no YouTube, aqui!

PPS.: Faça parte da Comunidade Fórmula Negócio Online e aprenda a criar um negócio de sucesso na internet, inclusive, usando vídeos. Clique aqui!

Olha Que Legal Também

5 Compart.
Compartilhar5
Twittar
Compartilhar
WhatsApp